1

Governo comunista loteado…

Comunista Flávio Dino negocia cargos em seu governo em troca de apoio político, numa escancarada negociata eleitoral, sob os olhos da Justiça Eleitoral e do Ministério Público

 

FLÁVIO DINO E OS MEMBROS DO DEM. Governo aberto em troca de apoio

O governador Flávio Dino (PCdoB) perdeu qualquer tipo de pudor que ainda pudesse ter em matéria de articulação para se manter no poder.

A negociata aberta, pública, escancarada que manteve para que o DEM maranhense se agrupasse ao seu projeto de reeleição foi uma das mais absurdas práticas de fisiologismo e aparelhamento partidário da máquina administrativa.

Uma espécie de compra partidária às custas do dinheiro público.

Flávio Dino disse para todo mundo ouvir – com direito a matérias produzidas pela própria Secretaria de Comunicação do governo – que estava dando ao DEM o controle do Funbem, um fundo de servidores públicos, e suas mais de duas dezenas de cargos.

Em troca, o partido irá apoiar a reeleição do comunista e filiar quem ele bem indicar.

Eleito com o discurso da mudança e da esperança, o governador comunista mostrou-se, desde cedo, um fisiologista, carreirista, capaz de lotear o governo a qualquer um que quisesse jogar loas ao seu projeto, não importando a origem ou o cacife do tal elogiador.

O resultado, quatro anos depois, é um Maranhão falido, com índices de desemprego nas alturas, queda do Produto Interno Bruto (PIB) e a geração de mais de 300 mil novos miseráveis, exatamente aquilo que o comunista jurou mudar durante a campanha de 2014.

Mas o que parece importar para o atual inquilino do Palácio dos Leões é o seu projeto de se manter encastelado no governo pelos próximos quatro anos.

Pouco importa a ele quem vai pagar a conta desta aventura….

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. O SISTEMA PRISIONAL vai votar em peso para Deputado Estadual em CAVALCANTE

    EM 2018 SOMOS TODOS #CAVALCANTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *