0

Ricardo Murad denuncia “feira livre” de compra de votos no governo comunista

Pré-candidato a governador, cujo partido representou contra o uso da máquina por parte de auxiliares de Flávio Dino, reforçou o alerta às autoridades eleitorais

 

Ricardo Murad quer apuração da “feira livre” do governo comunista

Pré-candidato a governador pelo PRP – Partido que denunciou a compra de votos generalizada dos secretários do governo Flávio Dino, denunciada pela própria base governista na Assembleia Legislativa – classificou de “feira livre” a prática dos auxiliares comunistas.

– De tanto agirem com Flávio Dino para cooptação de partidos políticos, como se estivessem em uma feira livre, seus secrtários-candidatos fazem o mesmo em relação aos prefeitos. Só não esperavam que os deputados governistas  reagissem, contando em detalhes o modus operandi da compra de apoios – denunciou o ex-secretário.

A compra de votos generalizada no interior foi denunciada pelos deputados Raimundo Cutrim (PCdoB), Josimar de Maranhãozinho (PR), Vinícius Louro , Sérgio Frota (PSDB) e Stenio Rezende (DEM), todos da própria base do governo,]

A representação do PRP já está na Procuradoria-Geral de Justiça.

Cabe agora ao Ministério Público agir com rigor…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *