2

A farsa do rigor nas blitzen de Flávio Dino…

Batalhão criado para arrancar dinheiro em truculentas e autoritárias ações policiais no trânsito humilha e intimida o cidadão comum, mas protege os apaniguados do governo comunista

 

PROTEÇÃO AOS SEUS. As famigeradas blitzen do BPRv: rigor apenas com o cidadão comum

O governador Flávio Dino (PCdoB) reage às críticas contra o batalhão que ele criou para arrancar, na marra, dinheiro de IPVA do cidadão comum, com o argumento de que “a lei é para todos”.

É mais uma mentira do governo comunista.

O famigerado BPRV – odiado, inclusive, por outros setores da própria Polícia Militar, é autoritária, truculenta  até agressiva com o cidadão comum, mas protege e faz vista grossa aos amigos do Palácio dos Leões.

Blogs mostraram a conivência ilegal do BPRV com figuras importantes do governo Flávio Dino – deputados, secretários e prefeitos ligados ao PCdoB.

O CARRO DO GOVERNADOR. Com multa atrasada, mas rodando normalmente, mesmo sem IPVA 2017 – pelo menos é o que se presume na lei

O carro usado pelo próprio governador – com multas de 2016 e, portanto, sem IPVA de 2017 (pelo menos é o que se presume dentro da lei) – é ignorado pelo batalhão arrecadador de Flávio Dino. (Leia aqui)

Sem falar que deputados já questionam a legalidade das ações da PM no trânsito, sem cobertura legal para isso.

Os rigores das ações contra o cidadão – e os favores dessas ações a apaniguados do PCdoB – mostram a farsa que é mais este embuste de Flávio Dino.

E o cidadão não pode mais pagar a ponta…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Em 2016, do orçamento da Segurança Pública, foram destinados 47% para a Polícia Militar, 31% para a Secretaria de Segurança, 10% para o Corpo de Bombeiros, 8,4% para o Detran e apenas 0,8% para a Polícia Civil.

    Em 2017, esses percentuais foram praticamente mantidos, caindo para 0,7% o destinado à Polícia Civil.

    Como se pode cumprir o papel de polícia investigativa, contando com menos de 1% do orçamento da Segurança Pública?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *