3

Flávio Dino e Roseana polarizarão os 9 minutos de programa eleitoral…

TSE define tempo que será dado a cada partido na propaganda e estabelece as regras para a campanha eletrônica, que começa em agosto; PT e PMDB terão o maior tempo, equivalente a 1min2s por programa, fora o tempo comum, que será de 54s

 

ROSEANA E FLÁVIO DINO polarização também o tempo na propaganda eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral definiu nesta quarta-feira, 14, o tempo que será usado pelos candidatos a presidente, governador, senador, deputados estaduais e federais nas eleições de outubro.

A propaganda eleitoral começa em 31 de agosto.

Os candidatos a governador terão disponíveis 9 minutos por programa, sendo 8min6s divididos proporcionalmente entre os candidatos, de acordo com as bancadas dos partidos, e mais 54 segundos, divididos igualmente entre todos os candidatos.

Admitindo-se a hipótese de que a eleição maranhense terá oito candidatos, cada um terá algo em torno de 6 segundos somados ao seu total na propaganda.

PMDB e PT terão maior tempo próprio, o equivalente a 1min2s cada, que se somarão aos 6seg distribuídos pela Justiça Eleitoral.

De acordo com a tabela divulgada ontem pelo TSE, o governador Flávio Dino vai ter que fazer de tudo para coligar-se com PT (1min02), PP (36seg), PSB (32seg), PTB (23seg), PRB (19seg) e DEM (19seg), já que o seu PCdoB só tem 7 segundos na propaganda.

De acordo com a Lei Eleitoral, em uma coligação são somados apenas os seis partidos com maior tempo.

Se conseguir reunir esses seis partidos, portanto, Dino chegará a 2min31s em cada programa, mais o tempo comum, de 6seg, o que daria 2min37s.

Para efeito de comparação, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) já tem, sozinha, nada menos que 1min43s, resultado da soma de MDB, PSD e PV.

E ela ainda espera reunir ao menos o PR (32seg), o PSC (12seg) e o Pros (9seg), o que praticamente se igualaria o total do comunista.

Só com o PSDB (51seg), o senador Roberto Rocha também garante praticamente metade de todo o tempo obtido por Flávio Dino.

A ex-prefeita Maura Jorge terá apenas os 4 segundos do seu Podemos, mas os 6seg do tempo extra. Mesmo que consiga coligação com o PSL, este partido não tem direito a tempo na propaganda, segundo o TSE.

Situação parecida é a de Eduardo Braide.

Seu PMN registra apenas 2 segundos de tempo na propaganda, o que, somado aos 6seg do tempo comum, garantiria a ele 8 apenas segundos de participação no horário eleitoral.

Ao longo dos próximos dias, este blog irá destrinchar todos os dados da tabela de tempo divulgada pelo TSE.

E fará as projeções sobre o que pode acontecer com relação aos candidatos majoritários no Maranhão – governador e senador.

É aguardar e conferir…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Marco D´eça eu só acredito na candidatura dessa senhora, após a convenção. Alias está bem provável que ela desista, após o retumbante fracasso das suas incursões pelo interior. Já ouço lamento de um assessor próximo. E outra se ela for não terá nem O PR e muito menos o PROS na sua coligação. Anote !

  2. Não tem jeito para o comunista, 9 minutos de tempo de propaganda eleitoral é suficiente pra se mostrar todas as falcatruas desse desastrado “governo da mudança”.

  3. Isso é uma piada … O horário eleitoral deveria ter 15 mim de duração e cada candidato ter no mínimo de 1 mim pra se apresenta e apresentar proposta … 6s é uma piada … E ainda falam que estamos numa democracia … Onde um pode falar 3 minuto o que quiser é o outro apenas 6s, onde está a democracia nisso ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *