0

Em nota, Eduardo Braide, critica espionagem de Flávio Dino contra adversários..

Pré-candidato a governador diz ser grave o uso da Polícia Militar como instrumento de perseguição política e destaca que a liberdade do Maranhão pregada pelo comunista ficou apenas em seu discurso de posse

 

LEÕES RUGINDO. Para Eduardo Braide, o uso da polícia contra adversários é o mais grave crime de Flávio Dino

O pré-candidato a governador, deputado estadual Eduardo Braide (PMN), também se manifestou por meio de nota sobre a espionagem que o governador Flávio Dino (PCdoB) tentava fazer dos adversários usando a Polícia Militar.

– Que o governador é autoritário todo o Maranhão já sabe. mas é preciso dar um basta a este tipo de prática, que já beira a insanidade – afirmou o parlamentar.

Falando em nome do PMN, partido que presidente no Maranhão, Eduardo Braide lembrou que o comunista precisa ter o controle dos atos de seu governo e não das ações dos adversários.

– O mais grave é usar a Polícia Militar nessa perseguição, prática que deveria ter acabado junto com a Ditadura – destacou Braide.

Em, sua nota, o parlamentar destaca ainda o discurso de posse do governador, que prometera “nuca mais os leões do palácio rugir contra o povo maranhense”.

– O que vemos é que a mudança tão falada ficou só na promessa. O povo maranhense precisa ser livre de verdade – concluiu o pré-candidato.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *