0

“Sei quem não me quer candidato, inclusive as razões políticas”, diz Lula

Em carta encaminhada à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ex-presidente desabafa em relação ao debate sobre sua candidatura a presidente, numa espécie de resposta ao governador Flávio Dino, que pregou a inviabilidade da presença do petista na disputa

 

FOGO AMIGO. Lula desabafou com a companheira Gleisi contra os ataques dos próprios aliados da esquerda

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ontem à presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, uma carta-desabafo contra os que tentam tirá-lo precocemente da disputa presidencial.

– Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em 2a. instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja – desabafou Lula.

A carta a Gleisi Hoffmann – a qual este blog teve acesso com exclusividade no Maranhão – seria uma espécie de resposta de Lula ao governador Flávio Dino (PCdoB), que pregou o abandono de sua candidatura pelo PCdoB, PT e PDT, por suposta inviabilidade legal.

Este blog apontou ontem, em Editorial, as razões de Dino para tirar Lula da disputa. (Releia aqui)

Na carta a Gleisi, a quem o ex-presidente chama de “querida” e diz saber o quanto ela “está sendo atacada”, Lula não cita nomes, mas indica de quem ele fala – muito provavelmente, além de Dino, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que teve o nome defendido pelo comunista maranhense.

Na verdade, Lula já havia dado a resposta ao PCdoB, a Dino e a Ciro Gomes já na segunda-feira, ao bispo Leonardo Boff, que o visitou com a proposta de um nome para sucedê-lo.

– Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz,TRF-4, sabem que eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente. Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime. Não cometi nenhum crime – afirmou.

Ao fim do escrito, o ex-presidente diz ainda que sua candidatura é em respeito ao povo, que merece o direito de escolha.

– Por isso sou candidato – disse.

Abaixo, a íntegra da carta de Lula:

Querida Gleisi,

Estou acompanhando na imprensa o debate da minha candidatura, ou Plano B ou apoiar outro candidato.
Sei quanto você está sendo atacada. Por isso resolvi dar uma declaração sobre o assunto.

Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em 2a. instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja.

Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz,TRF-4, eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente.

Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime.

Não cometi nenhum crime.

Por isso sou candidato até que a verdade apareça e que a mídia, juízes e procuradores mostrem o crime que cometi ou parem de mentir.

O povo merece respeito. O povo tem que ter seus direitos e uma vida digna.

Por isso queremos uma sociedade sem privilégios para ninguém, mas com direitos para todos.

Lula

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *