0

PRP complica cada vez mais Flávio Dino na Justiça Eleitoral…

Partido que tem o ex-secretário Ricardo Murad como candidato a governador já protocolou quatro denúncias de crimes eleitorais contra o comunista, todas comprovadas com documentos e testemunhos de áudios e imagens

 

Presidido por Severino Salles, o PRP tem sido a pedra no sapato do comunista Flávio Dino

A denúncia apresentada ontem à Justiça Eleitoral pelo PRP, partido que tem o ex-secretário Ricardo Murad como candidato a governador, é a quarta contra Flávio Dino (PCdoB) e auxiliares do seu governo.

O PRP cria, assim, um túnel sem saída para o comunista, que terá, mais cedo ou mais tarde que se explicar à Justiça pelos crimes eleitorais catalogados.

Esta última ação, a do pedido explícito de voto no evento do Solidariedade, já tem como relator o juiz eleitoral Eduardo Moreira, que está analisando o pedido de Liminar.

É do partido de Ricardo Murad, por exemplo, a denúncia segundo a qual secretários estavam usando a estrutura de suas pastas para negociar apoio político no interior.

Esta denúncia tem testemunhos dos próprios deputados governistas, que denunciaram o caso à Assembleia Legislativa.

O PRP também denunciou Flávio Dino pela nomeação de 36 capelães na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, em troca de apoio das igrejas evangélicas, sobretudo a Assembleia de Deus, que tem a maioria dos chefes religiosos nomeados no sistema de Segurança.

Outra denúncia do PRP aponta o uso da mesma Polícia Militar para espionar adversários políticos do comunista maranhense.

Essa denúncia é respaldada por depoimentos de membros da própria PM, que apontam o coronel Heron Santos, ligado ao partido de Flávio Dino, como orientador da espionagem.

As denúncias do partido de Ricardo Murad estão tramitando tanto no Ministério Público Estadual quanto na Procuradoria-Regional da República, que cuida das questões eleitorais no estado.

E fatalmente chegarão ao Tribunal Superior Eleitoral…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *