0

De como Flávio Dino arrombou os cofres dos aposentados maranhenses…

Desde que assumiu o governo, em 2015, comunista levou quase todo o caixa de R$ 1,2 bilhão que o Fepa tinha aplicados em bancos; saldo, hoje, é de apenas R$ 150 milhões

 

VELHICE SAQUEADA. Aos poucos, Flávio Dino dilapidou o patrimônio do Fundo de Pensão e Aposentadorias dos funcionários estaduais

Não há precedentes na história do Maranhão para o “saque” que o governo comunista de Flávio Dino (PCdoB) promove nos cofres dos aposentados maranhenses desde que assumiu, em 2015.

Dino recebeu o governo com caixa de quase R$ 1,2 bilhão nas contas do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadorias (Fepa), devidamente aplicados e rendendo algo em torno de R$ 180 milhões anuais.

De lá para cá, foi dilapidando as contas do Fepa até quase zerá-la, de acordo com o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do próprio governo.

Em 2015, Flávio Dino arrancou do Fepa pouco mais de R$ 20 milhões. Em 2016, outros saques totalizaram R$ 47 milhões.

ABANDONADOS. Enquanto Dino dilapida seu patrimônio, os aposentados maranhenses vivem em dificuldades

Em 2017 o comunista foi mais guloso e levou nada menos que R$ 457 milhões das aplicações do FEPA. Parte deste dinheiro foi usada, ilegalmente, para garantir um empréstimo do governo na Caixa Econômica Federal, como revelou este blog. (Relembre aqui)

Já agora em 2018 somam-se saques de R$ 50 milhões e de R$ 440 milhões, totalizando R$ 490 milhões apenas no primeiro semestre.

O resultado é que o FEPA, atualmente, tem em caixa pouco mais de R$ 150 milhões, ou menos do que o fundo rendia só em aplicações em 2015.

E assim o Maranhão vai seguindo sob o comando comunista…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *