6

Traição marcará debate entre Roberto Rocha e Flávio Dino…

Adversários tentam rotular um ao outro por atos de ingratidão, mas tucano leva vantagem por acolher exatamente os abandonados após gestos de sacrifício em favor do comunista

 

ÁGUA E ÓLEO. Sem qualquer identidade ideológica, Roberto e Dino estiveram juntos,m mas não são aliados

Desde o início do mandato do governador Flávio Dino (PCdoB), seus aliados na mídia e na política tentam criar em torno do senador Roberto Rocha uma pecha de traidor.

Ideologicamente inverso ao comunista, o senador tucano deixou claro, logo após as eleições de 2014, que seria candidato a governador em 2018. Para Dino e companhia, isso representa uma traição, já que Rocha foi eleito em sua chapa.

Desde então, os asseclas comunistas rotulam Rocha de traidor, numa tentativa de marcá-lo eleitoralmente.

Mas, pelos fatos recentes, Roberto Rocha tem muito mais motivos para ver em Flávio Dino o vírus da traição, para usar um termo que ficou marcado na voz do ex-governador Jackson Lago (PDT).

ACOLHIMENTO. Roberto Rocha acolheu dois dos traídos por Flávio Dino, oferecendo exatamente o que lhes foi negado pelo comunista

Desde que assumiu o mandato de governador, Flávio Dino coleciona ingratidão àqueles que deram muito de seu tempo e de sua saúde para fazê-lo liderança política no Maranhão.

Na lista aparecem desde o próprio Jackson Lago, passando pelo ex-ministro Edison Vidigal, o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP), deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC), o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB), o deputado federal Waldir Maranhão (PSDB) e, principalmente, o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSDB).

Curiosamente, alguns destes traídos por Flávio Dino foram acolhidos exatamente por Roberto Rocha.

Tanto Waldir Maranhão quanto José Reinaldo, a quem Dino tratou com ingratidão após gestos de sacrifícios públicos dos dois por ele, pleiteiam a vaga de senador na chapa do tucano.

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. De todas essas traições nenhuma se compara com o que a família Sarney principalmente a Roseana , o pai dela , e todo o grupo político deles fizeram com o pt, a Dilma, e o Lula . Em segundo lugar vem o que o senador do Maranhão fez com Flávio Dino depois de ser eleito com cada um voto de Flávio Dino

  2. Política tem dessas e creio que os dois lados tem sua versão, nao tem mocinho nem bandido aí

  3. Vejamos bem, essa é uma questão delicada, pois realmente fica com cara de Rocha ter tomado uma posição errada, mas foi escolha do próprio.

  4. E votar, por outro lado, no “lula livre”, do PT (ou no Poste-do-lula) e seus satélites embusteiros ao estilo de PCdoB (e, também, no bregaço do Petismo) é:

    1.
    Autoritário,
    2.
    Grotão convencido a sabichão,
    3.
    Pessoas toscas,
    4.
    Pessoas que sofreram Lavagem Cerebral, via João-o-Milionário-Santana (o ex-publicitário do brega petismo),
    5.
    Bregas e barangonas,
    6.
    População reacionária,
    7.
    Ladrões, bandidos e mulheres revoltadas;
    8.
    Imbecis de toda ordem!

    O petismo, lula, dilma etc. são totalmente autoritários de esquerda…
    Vejamos. Eis tais pessoas:
    Elas têm uma abordagem mental tão estreita como o buraco de uma agulha (PT, PCdoB): ali não cabe outra opinião além da sua, outra crença ou outra verdade, algo que ela mesma criou ao longo da sua vida.

  5. Nessa seara, não existe “santo”, mas, o rocha, sempre teve uma quedinha pelos sarnentos, a tendência é que ele se acabe por lá.
    Muito arrependido de ter votado nele (rocha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *