0

Major preso por Flávio Dino critica “coronéis comunistas” da PM…

Janilson Lindoso foi preso e humilhado em Imperatriz, em 2016, por se recusar a fazer campanha para a candidata do governador, que agora usa os principais oficiais da Polícia Militar em seu próprio benefício eleitoral

 

Em um vídeo publicado desde o fim de semana nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, o major PM Janilson Lindoso, critica fortemente o uso de oficiais da PMMA na campanha política do governador Flávio Dino (PCdoB).

Em 2016, o major Janilson chegou a ser preso, por ordem de Flávio Dino, por se recusar a fazer campanha para a então candidata comunista à Prefeitura de Imperatriz, Rosângela Curado (PDT). (Relembre aqui e aqui)

– E agora, governador?!? O que vai ser feito com esses oficiais? Quem vai transferir esses coronéis? É o presidente? o STF? É estranho de mais o senhor chamar agora esses coronéis para fazer acordo, falar de salário e outras demandas; fica o alerta aí – questiona Janilson, em um vídeo gravado em frente ao Batalhão de Imperatriz.

Os oficiais da PM 65 de Flávio Dino; dois pesos e duas medidas, segundo major perseguido em Imperatriz

A imagem em que um grupo de coronéis dos mais altos postos da polícia posam com adesivos do “65” vazou no final de semana, e foi divulgada neste blog – e somente por este blog – como alerta para os que se posicionam contra o governador. (Releia aqui)

Os oficiais que fazem campanha para Dino têm todos posições de comando em batalhões e companhia da Polícia Militar.

E o major Janilson sabe do que o comunista é capaz…

Leia também:

PM mandou espionar até juízes e promotores…

De como Flávio Dino já usou a polícia em seus interesses políticos…

A “Milícia 36” e os atos criminosos de 2014…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *