5

Uma lição de economia a Flávio Dino…

À frente de um estado à beira do caos financeiro, governador tenta aumentar a arrecadação para fazer caixa; mas poderia cortar gastos tidos como supérfluos para garantir recursos em questões prioritárias

 

Flávio Dino enfrenta crise financeira causada por ele próprio, que tenta evitar o caos nas contas do Maranhão

Se quisesse mesmo garantir a saúde financeira do Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) teria, em mãos, coisas  básicas para garantir recursos.

Ele já editou Decreto em que parcela débitos atrasados do IPVA – medida que beneficia o contribuinte, sem dúvidas – mas poderia cortar gastos do seu próprio dia a dia.

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) sugeriu, por exemplo, cortar gastos com publicidade, que, segundo ele, consumiram mais de R$ 200 milhões em quatro anos. (Leia aqui)

Outra medida seria encerrar os gastos com alugueis de jatinhos, coisa que o próprio Dino prometeu fazer em 2014. Este tipo de serviço levou do Maranhão quase R$ 18 milhões desde que o comunista assumiu. (Saiba mais aqui)

Outros R$ 40,3 milhões foram gastos com diárias apenas em 2018, um valor altíssimo para os padrões maranhenses. (Veja aqui)

Somando-se tudo, têm-se um gasto, apenas nestes três itens, de R$ 258 milhões.

Dinheiro que poderia ser usado para garantir a folha de pagamentos…

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. Flávio Dino bloqueirro é o mesmo governador do Brasil sepultou a oliquadia que atraxou o Maranhão cinquenta anos incluindo a tua chegada Roseana que não ganha mais nada no Maranhão

  2. O deputado Adriano está certo! Cai em definitivo a máscara do governo comunista e esse anúncio é tardio. Flávio Dino faz um governo que realmente não mede as consequências para, cada vez mais, desafiar e afrontar a população.

  3. esse flavio dino vai e se torar nao sabe governar nem ele mesmo olha so o tamanho da barriga dele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *