2

Flávio Dino conclui mandato com mais da metade dos maranhenses na pobreza absoluta…

De acordo com o IBGE, gestão do comunista provocou a volta da miséria ao estado a partir de 2016, mostrando o fracasso dos programas anunciados em vasta propaganda; e ele ainda tem mais quatro anos de mandato

 

Flávio Dino em seu discurso de posse, em 2015: fracasso das promessas e aumento da miséria no Maranhão

O Maranhão chega ao final do primeiro mandato do governador comunista Flávio Dino com 54,1% dos maranhenses na linha da pobreza extrema.

De acordo com o IBGE, mais da metade da população vive com menos de R$ 406,00 por mês, segundo revelou o blog Atual7 nesta quinta-feira, 27.

E Flávio Dino ainda tem mais quatro anos de mandato pela frente.

Em seu discurso de posse, o comunista maranhense prometeu que, ao fim do seu mandato, “nenhuma das cidades maranhenses” estaria “no rol das 100 piores do Brasil”, afirmação depois negada por ele próprio durante a campanha. (Releia aqui)

O fato é que, durante o período do governo Dino, o comunismo produziu no Maranhão nada menos que 312 mil miseráveis, como apontou o IBGE. (Relembre aqui)

E ainda faltam os dados de 2017 e 2018…

Leia também:

100  mil miseráveis por ano no período comunista no MA…

Governo Flávio Dino: fracasso por todos os lados…

Ainda a miséria e o PCdoB…

Flávio Dino, Roseana e o aumento da pobreza…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Será que é culpa de Flávio Dino toda a pobreza do povo do Maranhão?
    Então quer dizer que todos os 48 anos de desgovernos do grupo político de Sarney não têm nenhuma culpa sobre essa triste realidade não?
    Ora meu caro Marco D’eça, não diga uma barbaridade dessas rapaz!!!!!

  2. Quase verdade o que se falar nesse site se nao tivesse outras fontes de consulta, esqueceu?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *