3

Uma cortina de fumaça na prisão de Temer…

Sob suspeita de ser uma represália do ministro Sérgio Moro ás críticas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia,  prisão do ex-presidente – desnecessária para o processo – pode expor as entranhas da Lava Jato

 

SE CRÍTICAS DE MAIA LEVAM MORO A AGIR AUTORITARIAMENTE o pais se encontra sitiado

Muito petista comemorou com batidas no peito a prisão do ex-presidente Michel Temer (PMDB) nesta quinta-feira, 21.

Tolos; apenas tolos.

Assim como a prisão de outro ex-presidente – o petista Lula – a prisão de Temer tem elementos claros de manipulação, abuso de poder e represálias; e põe o hoje ministro da Justiça, Sérgio Moro, no centro do furacão.

Há suspeitas claras, avaliadas até mesmo no Palácio do Planalto, e sobretudo na Câmara dos Deputados, de que a prisão de Temer – e a o ex-governador Moreira Franco – tenha sido uma represália de Moro a Maia. (Leia aqui)

Moreira Franco é sogro de Maia, que, na condição de presidente da Câmara, havia criticado duramente a postura do ministro Sérgio Moro. (Entenda aqui)

Decretada pelo juiz carioca Marcelo Bretas, aliado de Moro na Lava Jato, tecnicamente, a prisão de Temer é desnecessária do ponto de vista processual, segundo avaliam juristas.

E se assim for, Moro terá que dar explicações.

A postura de Moro na Lava Jato tem sido questionada desde a sua implantação; autoritário, impulsivo e claramente parcial em suas decisões, o juiz foi exposto à opinião pública quando decidiu deixar a toga para ser político de Bolsonaro evidenciando seu posicionamento político.

A grave suspeita que agora recai sobre o ministro pode ser definitivo para um novo momento.

Como Sérgio Moro agora no centro do furacão…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Errado, caro jornalista.
    A decisão que levou à prisão do ex-presidente Temer é anterior ao desentendimento de Maia com Moro. Pode-se discutir sim a ilegalidade – e desnecessidade – da prisão de Temer, uma vez que alguns requisitos para sua concessão não estavam presente. Por exemplo: não havia possibilidade de fuga do ex-presidente do País, Temer não atrapalhava o andamento das investigações, não coagia ou ameaçava testemunhas… Enfim.
    Quanto ao Lula, não há nenhuma ilegalidade na prisão dele, afinal houve a instrução de toda a ação penal, inclusive com interrogatório do ex-presidente, oitiva de testemunhas e demais provas, uma sentença condenatória e uma confirmação dessa sentença na segunda instância. E o próprio STF, em decisão anterior, já havia determinado o cumprimento da pena provisória após condenação em segunda instância.
    Deixe as paixões e torcidas de lado, meu caro, e faço uma coisa bacana, informativa, menos tendenciosa.

  2. Tolo és tu.
    Não se preocupe, daqui a pouco a Lava a Jato chega naqueles que te dão sinecuras

Deixe uma resposta para Ricardo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *