1

Espionagem: investigação da Câmara Federal pode complicar Jefferson Portela…

Delegados Thiago Bardal e Ney Anderson Gaspar têm pedido de audiência pública analisado pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, diante das denúncias envolvendo deputados e senadores

 

THIAGO BARDAL CHEGOU A SER HOMENAGEADO POR FLÁVIO DINO E JEFFERSON PORTELA; caiu em desgraça por desobedecer ordens do chefe

A audiência com os delgados maranhenses Thiago Bardal e Ney Anderson Gaspar, na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, poderá dar repercussão nacional ao caso de espionagem de políticos e membros do Judiciário no Maranhão.

O pedido para ouvir os delegados está sendo analisado na comissão.

Bardal e Gaspar têm feito reiteradas denúncias contra o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, sobre suposta espionagem de juízes, desembargadores, políticos e ex-políticos. (Entenda aqui, aqui e aqui)

Duas das supostas vítimas de arapongagem da SSP apontadas pelos delegados são o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PR) e o senador Roberto Rocha (PSDB).

Jefferson Portela tem negado peremptoriamente as acusações e já anunciou, em nota da SSP, que irá processar os dois delegados, que foram homens de confiança de sua gestão.

Também ameaça profissionais de imprensa que divulgaram as denúncias.

Mas a participação da Câmara Federal pode atrair para o Maranhão os olhares investigativos sobre o governo Flávio Dino (PCdoB).

E o caso maranhense pode se tornar um escândalo…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *