4

As manifestações pró-Bolsonaro e a ameaça à democracia…

As agressões dos manifestantes nas ruas ao Congresso e ao STF – tendo ou não sido um fracasso o movimento – mostra que o presidente está disposto a jogar a população contra os demais poderes, o que é perigoso para o país

 

OS BOLSOMÍNIONS SÃO EM MENOR NÚMERO NAS RUAS AGORA, mas os que ainda acreditam no presidente estão dispostos a tudo para mantê-lo no poder

Editorial

Sem entrar no mérito do sucesso ou do fracasso das manifestações de domingo, 26, em favor do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o resultado delas, de uma forma ou de outra, é perigoso para a democracia no Brasil.

Perigoso, não; perigosíssimo!!!

Bolsonaro faz questão de usar a parte da população que ainda acredita no seu governo como bucha de canhão de ataques ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal, mesmo necessitando dessas instância de poder.

E é exatamente esta postura do presidente a grande ameaça ao país.

A reforma da previdência que Bolsonaro tenta impor ao Brasil está nas mãos de deputados e senadores; os mesmos que seus aliados passaram a semana inteira atacando impiedosamente.

Se Bolsonaro faz isso agora, mesmo dependendo do parlamento, o que não fará sem precisar dele?

Alguns setores da imprensa apontaram fracasso nas passeatas em favor do presidente, mostrando queda no número de apoiadores em relação à campanha.

O blog Marco Aurélio D’Eça já havia mostrado no Editorial “o início do fim do governo Bolsonaro…”, que esta queda no apoio é verificada com a redução do número de pessoas dispostas a sair em defesa do tal “mito”.

O problema é que, aqueles que restaram estão dispostos mesmo a tudo, inclusive a atacar a democracia em nome da manutenção do poder.

E este é o risco maior para o Brasil…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Povo na rua é ameaça à democracia? Não seja ridículo. Não deixe que seu esquerdismo sectário o torne um debiloide. Povo foi às ruas pelas reformas e projetos propostos pelo governo que o congresso insiste em querer fazer barganha, como antigamente. Ninguém pediu fechamento do congresso e STF, apesar de ambos serem órgãos imorais. O que se quer é apenas que o congresso pare de atrapalhar o governo, botando dificuldade até pra aprovar uma simples medida provisória que estrutura o próprio governo. Ir às ruas protestar não é um direito dado somente aos esquerdistas. Ou até as ruas vocês acham que são monopólios de vocês? As ruas são públicas e nelas qualquer um pode protestar. O que se viu domingo foi um exercício pleno de democracia e não qualquer ameaça a ela.

  2. Nem todos que não foram às ruas deixaram de apoiar o Presidente Eleito. Eu não fui porque não achei necessário, afinal ele já está no poder. Assim como eu , muita gente também não foi, mas o apoio continua o mesmo. Ainda não encontrei nenhum arrependido, ao contrário dos eleitores fake que mostram “suposto” arrependimento na rede. Os 57 milhões de votos Bolsonaro ainda tem. O congresso e o STF já estão com a moral no lixo há muito tempo, não é de agora com esse novo governo.

  3. BOM DIA RESPEITO SEU PONTO DE VISTA MAS ACHO EU QUE ESTAMOS VIVENDO EM UMA ANARQUIA. O PROBLEMA NÃO É O PRESIDENTE SEJA ELE QUAL FOR O PROBLEMA É A CORRUPÇÃO QUE SE INSTALOU EM TODOS OS PODERES E EM UMA GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO.NINGUÉM GOVERNA NESTE PAÍS SEM O TOMA LÁ DA CÁ INFELIZMENTE ESSA É A VERDADE. ESTÁ FALTANDO SERIEDADE,HONESTIDADE,HUMILDADE,CARÁTER,PERSONALIDADE AMOR E RESPEITO AO PRÓXIMO. INFELIZMENTE ELES SÓ TEM OLHOS PARA SEUS UMBIGOS. UM ABRAÇO. NÃO SOU JORNALISTA NEM INTELECTUAL MAS SOU CONSCIENTE.

  4. Que democracia, cara pálida? Este congresso está longe de ser democracia. Simplesmente cada um por si e o brasil e o povo que se exploda. As manifestações mostraram insastifação com os deputados e senadores que só pensam em cargos para se manter eternamente no poder e não estão nem aí se o país está quebrado pelo pt ou não. Suas preocupações são com os que financiaram suas campanhas (agiotas), verbas e emendas paralmentares. Ou, na tua lógica, o certo é ficar sentado vendo o congresso fazer todo tipo de negociação espúria e com as benções do stf para atender os caprichos dos nobres deputados e senadores. Por isso que o país sempre vai ser uma grande pátria desimportante. Quando a coisa aperta, apelam para a “democracia” e ainda tem quem os defendam. Lembrando que o que é ruim para a esquerda brasileira, é bom para o brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *