0

César Pires vê dois pesos e duas medidas em veto à convocação de Clayton Noleto…

Para o deputado, não faz sentido que a Assembleia Legislativa convoque o diretor do DNIT para falar das rodovias federais e poupe o secretário de Infraestrutura só porque ele é aliado

 

O deputado estadual César Pires (PV) criticou nesta terça-feira, 28, a forma como os parlamentares da base governista tentam discutir o problema das rodovias que cortam o estado poupando os aliados do governo Flávio Dino (PCdoB).

– A malha viária é composta de BRs e MAs e vemos que estão precárias. Quem aqui se levanta para falar do contrário de que a MA-006 não passa uma dificuldade grandiosa? Quem aqui tem condições de vir a esta tribuna e dizer que de Matões a Pirapemas, passando por Cantanhede, a estrada não está péssima? Quem aqui não tem condição de dizer que parte também da 020, recuperada depois que nós fizemos queixas e botamos vídeos que ultrapassaram 150 mil visualizações, e o Governo começou a fazer alguma coisa porque, convocar não, pedir para o superintendente do DNIT vir aqui e virar as costas como se nada estivesse acontecendo nas MAs! – questionou o parlamentar.

Para Pires, a base governista mostra subserviência ao governo.

– Somos covardes, então, nesta Casa, por não enxergar isso. Somos lenientes, somos subservientes, somos míopes, não querendo enxergar o que está acontecendo! Quem aqui se aventura a dizer que as MAs passam momentos de facilidade ou que são diferentes das BRs? São iguais! – desabafou.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *