0

Preço da corrida de mototáxi será padronizada em Imperatriz…

Proposta foi definida em reunião realizada com o setor responsável na Secretaria de Transportes do município

 

A falta de padronização no valor cobrado nas corridas do serviço de mototáxi em Imperatriz, agora poderá ser fiscalizada pelos usuários e denunciada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – Setran. As reclamações serão recepcionadas pelo disque-trânsito (99) 99198-6082.

O coordenador de Transportes da Setran, Alcione Bueno, explicou que o Sindicato dos Mototaxistas procurou o órgão de trânsito para ajudá-los na padronização das tarifas pagas pelos usuários do serviço de mototáxi em Imperatriz.

“Em reunião com o Sindicato, a Setran decidiu que irá cobrar dos permissionários que seja feita a cobrança da taxa, de acordo com o Decreto Municipal”, disse.

Ele orienta os usuários que, em caso de reclamações, deverá anotar o número de identificação do mototaxista e, posteriormente, acionar o disque-trânsito para que providências sejam adotadas junto ao permissionário. A penalidade pode ser a suspensão ou até a exclusão da pessoa de prestar o serviço à sociedade. 

“A padronização do preço da corrida é muito importante para os usuários, será por meio dela que a pessoa irá chamar o serviço e já saberá quando será cobrado ao destinado solicitado”, detalha.

Edinaldo Carvalho, diretor do Sindicato dos Mototaxistas de Imperatriz, observa que “há muito tempo essa padronização das corridas tem sido reivindicada pelos usuários em Imperatriz”.

“Temos uma lei municipal votada, em 2012, na Câmara de Vereadores, que regulamenta essa cobrança, porém nunca foi colocada em prática”, cita. “O Sindicato resolveu procurar o prefeito Assis Ramos para viabilizar o cumprimento desta tabela. Sabemos que nosso gestor municipal por meio de Decreto já publicou a tabela no Diário Oficial, regulamentando a padronização da tabela das corridas do serviço de mototáxi”, disse.

Segundo ele, a tabela prevê a cobrança de quatro valores, sendo que, a mais barata será R$ 6,00, linha que abrange da Avenida Bernardo Sayão a Rua Henrique Dias, e da Rua Sergipe a XV de Novembro, setor Beira Rio.

Do Centro aos bairros da Caema, São José do Egito, Bacuri, Parque Anhanguera, Parque do Buriti, Cinco Irmãos, Vereda Tropical, Jardim Cristo Rei e Nova Imperatriz pagarão R$ 7,00.

Já do Centro para os bairros Vila Redenção I, Vila Lobão, Santa Inês, Santa Rita, Boca da Mata, Novo Horizonte, Jardim São Luís, Vila Nova, Jardim Oriental e Vilinha, o usuário pagará R$ 8,00.

Edinaldo Carvalho explica ainda que a linha de R$ 10,00 sairá do Centro para os bairros Jardim Tropical, Vila Redenção II, Parque das Estrelas, Parque das Palmeiras, Parque Alvorada I e II, Conjunto Vitória, Habitar Brasil, Vila Fiquene, Airton Senna, Santa Lúcia, IFMA, Planalto, São José, Imigrantes, Vila Macedo, Ouro Verde, Bom Sucesso, Santo Amaro, Vila Ipiranga, Vila Cafeteira, João Castelo, Parque Amazonas, Mutirão, Brasil Novo e Expoimp.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *