0

Noite de homenagens marca ato solene pelo aniversário de Imperatriz

Histórias de luta, superação e amor pela cidade, simbolizam o desenvolvimento da princesa do Tocantins

 

Noite de homenagens a personagens ilustres da história de Imperatriz marcou ato solene pelo aniversário de 167 anos de fundação da cidade. Nesta sexta-feira, 12, no Palácio do Comércio e Indústria, as trajetórias de treze personagens que colaboram com o desenvolvimento da princesa do Tocantins foram narradas.

Filhos da cidade, natos ou adotados, sete cidadãos foram agraciados com a Comenda Frei Manoel Procópio, mais alta honraria concedida pelo Município. Cerimônia conduzida pelo prefeito Assis Ramos, também reconheceu atuação de profissionais das áreas de jornalismo, advocacia e magistério com o troféu Jurivê Macedo. Distinção Honrosa Orgulho da Gente também enalteceu a atuação de outras três personalidades que dedicam-se às causas da cidade.

“Estas homenagens simbolizam o agradecimento a todos os cidadãos imperatrizenses pelas histórias de luta, superação e amor pela cidade. Vocês representam toda a população de nossa cidade, e é uma grande honra poder conduzir esse ato de reconhecimento pela dedicação que todos têm a Imperatriz”, ressaltou o prefeito durante seu pronunciamento.

Distinção Honrosa Orgulho da Gente abriu a sequência de agradecimentos pelo trabalho e a luta de quem sonha viver em uma sociedade melhor. Raimundo Trajano Neto, presidente da Academia Imperatrizense de Letras, ressaltou que chegou a Imperatriz em 1975 e não quis mais ir embora: “agradeço pela oportunidade de vivenciar 44 anos aqui nesta cidade, e dizer em primeiro lugar da surpresa que tive em receber o convite para esta honraria e do prazer em saber que alguém também ama, respeita e acredita no seu potencial, vim, gostei e fui adotado por esta terra”.

Representando os servidores municipais, a pedagoga Alessandra Nobre, coordenadora da Casa do Idoso Feliz, ressaltou que foi em Imperatriz que sua vida profissional se estruturou: “aqui pude recomeçar minha vida fincando raízes profundas pela profissão de pedagoga e o amor por essa terra só cresce”. 

Regina Célia, advogada e ícone da luta pelas causas sociais, enfatizou a posição de destaque e pioneirismo da cidade: “quero agradecer à família que adquiri em Imperatriz. Adotei Imperatriz e ela me adotou porque é uma cidade acolhedora e é referência no Brasil. Nada mais que me orgulhar desta cidade que tão bem me acolheu”.

Já o Troféu Jurivê Macedo homenageia três profissionais que se destacam no exercício das profissões exercidas com maestria por um dos personagens mais ilustres da história da cidade.

“Ao prefeito e sua equipe, gratidão pelo gesto de me presentear com o troféu que leva o nome da minha maior referência no jornalismo”, ressaltou Elson Araújo.

“Ao longo desses 19 anos nesta cidade, nos empenhamos com a melhor dignidade possível”, observou o advogado Eleno Mota ao citar Fernando Pessoa.

Cidadão de Imperatriz desde 1973, Fernando Cunha, contemporâneo de Jurivê e referência como professor de matemática, também disse estar lisonjeado pela homenagem.

COMENDA

Medalha de mérito cunhada em bronze com escudo de Imperatriz, concedida pelo Poder Executivo Municipal, faz homenagem aos cidadãos que se distinguiram por serviços de excepcional relevância prestados à cidade de Imperatriz, concorrendo para o bem-estar social e grandeza material e espiritual de seu povo.

O primeiro a receber a missão de comendador da segunda mais influente cidade do Maranhão, foi o tenente-coronel Lautier Barbosa de Azevedo, comandante do 50º Batalhão de Infantaria e Selva, 50 BIS. “Estou muito feliz. Nossa carreira no Exército Brasileiro é muito dinâmica e moramos em várias partes do país, inclusive no exterior, mas nesse um ano e meio aqui, asseguro a todos que foi o local em que me senti mais em casa. Fui honrado duas vezes em assumir o comando do 50º BIS sediado em Imperatriz. Receber essa comenda ratifica e materializa meu sentimento de gratidão para com essa cidade e com todas as pessoas que aqui vivem, acolhedoras e amigas. Nesses 167 anos, moro aqui há dois, mas período muito intenso e bem vividos”. 

romotora Maria José Lopes Correa também foi agraciada com a honraria. “é um grande prazer estar aqui e sentir num misto daquela menina que quando adolescente foi alfabetizada escrevendo no chão batido da casa de taipa onde fui criada nos confins da baixada maranhense, de onde vim há 30 anos para esta cidade que me acolheu, a que dedico meu trabalho e meu tempo”.

Padre Rômulo Leal, em viagem a trabalho, representando pelo padre Dario Paloschi, vigário paroquial da Igreja de Santa Cruz, enviou mensagem de agradecimento por tão importante homenagem. Também representado por seu assessor Elson Araújo, o senador Roberto Rocha também enviou carta de agradecimento ao prefeito Assis Ramos e ao povo de Imperatriz: “quero registrar a emoção de ser homenageado com essa comenda que traz a memória desse carmelita que há mais de um século e meio fundou um pequeno povoado que viria a se transformar na pujante metrópole tocantina”. 

Em nome da família, a primogênita do casal José Francisco e Antonieta Fernandes Pereira, a médica Edna Regina prestou agradecimentos à gestão por enxergar pessoas de origem humilde que aqui construíram seu alicerce.

“Quero agradecer a indicação do prefeito em conceder essa comenda aos meus pais. Vimos aqui que um homem e uma mulher de origem simples podem chegar a uma cidade e transformar tanto sua história pessoal como a história de vida de várias pessoas. Imperatriz representa isso a nossa família e pra grande maioria de seus habitantes, um lugar que acolhe e que dá chance para as pessoas prosperarem e crescerem”.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *