3

Candidatura de Weverton em São Luís harmoniza grupo de Flávio Dino

Eleito prefeito, senador estaria automaticamente fora da disputa de 2022 – o que consolidaria o projeto Carlos Brandão governador – e ainda garantiria possibilidade de ascensão para mãe de Rubens Pereira Júnior no Senado

 

WEVERTON NA CAMPANHA DE 2016, QUANDO ARREGAÇOU AS MANGAS E DEU A EDIVALDO UMA VITÓRIA que o próprio grupo via como perdida

Deve ser vista com muita atenção a tese “Weverton Rocha prefeito”, levantada nesta quarta-feira, 31, no blog do jornalista Gilberto Léda. (Leia aqui)

Para Léda, o apoio do senador ao vereador Osmar Filho – com a condição de viabilização até dezembro – seria o caminho para o próprio Rocha entrar na disputa.

Para os que eventualmente venham a desdenhar da possibilidade, é preciso lembrar a trajetória política recente do próprio Weverton Rocha.

Foi o senador, ainda como deputado federal, o principal responsável pela vitória de Edivaldo Júnior (PDT) em 2016, numa disputa que se desenhava como perdida para o grupo de Flávio Dino. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Depois disso, Rocha viabilizou, sozinho, sua própria candidatura a senador, bancada mesmo quando a maioria do próprio grupo dizia não ver chances para ele.

Efeito Unidade

Mas não é apenas a obstinação do líder pedetista maranhense o único trunfo em uma eventual candidatura a prefeito.

Ele garantiria, sozinho, a tranquilidade eleitoral que o governador Flávio Dino (PCdoB) necessita no Maranhão para o embate eleitoral nacional de 2022.

“Weverton Rocha prefeito” garantiria, de uma vez só, a empolgação necessária para Edivaldo Júnior entrar na disputa,  consolidaria o projeto Carlos Brandão (PRB) governador e ainda garantiria à segunda suplente, Suelly Pereira, mãe do deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB), maior possibilidade de chegar ao Senado.

Sem falar que poderia ter o próprio Rubens Júnior como vice, aglutinando também o PCdoB.

De qualquer forma, sendo ou não candidato, o senador do PDT mostra-se como a principal peça das eleições de 2020 e 2022…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Blogueiro , o endereço da ex-prefeita e suplente de senadora Suely Pereira , está mais pra Pedrinhas do que pra Brasília.

  2. E entregar um mandato, quase inteiro, de senadora pra ficha suja Sueli Torres ???? Isso é estelionato eleitoral e intelectual !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *