3

As voltas e “revoltas” da direção do Aldenora Belo…

Tem se tornado usual o comando da Fundação Antonio Jorge Dino usar setores da imprensa, e mesmo políticos, para pressionar os governos e, depois, ir a público negar o que foi noticiado

 

Editorial

Não é de hoje que a direção da Fundação Antonio Jorge Dino, mantenedora do Hospital Aldenora Bello, tem usado a tática denunciada nesta segunda-feira, 7, pelo vereador  Sá Marques.

Os diretores da instituição fazem vazar na imprensa, ou mesmo entre lideranças políticas , situações de dificuldades no hospital. Ocorre que, quando jornalistas e políticos cobram dos governos, a própria instituição vem a público para desmentir, após conseguir acenos.

O blog Marco Aurélio D’Eça também já se deixou levar por essa situação, não uma ou duas, mas várias vezes. (Reveja aqui, aqui e aqui)

Na semana passada, ocorreu de novo.

É uma coisa feia, que acaba por manchar o trabalho do Aldenora Bello, que deve ser respeitado pela delicadeza que é tratar de situação tão dramática quanto a ocorrência de um câncer.

– Fiquei com ‘cara de tacho’, pois fui desmentido pelo próprio diretor do hospital, que tinha me falado pela manhã que o serviço ia parar. A população está morrendo, por que não tem leito, não tem UTI. A população precisa de saúde – lamentou Sá Marques, após cobrar das autoridades resolução da crise no hospital, depois desmentida pela própria fundação. (Entenda aqui)

O blog se solidarizar com o vereador Sá Marques e com todos os que acabaram usados mais uma vez em um aspecto da vida social que deveria ser nobre.

E pede respeito dos diretores da Fundação Antonio Jorge Dino.

Por que quem quer respeito dá respeito…

Leia também:

Mamógrafo destinado por Braide entra em funcionamento no Aldenora Belo…

Edilázio destina  R$ 200 mil para o Hospital do Câncer em São Luís…

Weverton destina R$ 500 mil em emenda para o Aldenora Belo…

Neto Evangelista destina emenda para Aldenora Belo…

Diretores do Aldenora Belo com ministro da Saúde…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. É simples acabar com isso. É só não noticiar nada a respeito do hospital, a não ser que venha por escrito, da própria direção do hospital ou por pacientes que precisam do atendimento e que não esteja sendo feito.

  2. Tem que pedir é uma prestação de contas, pois quem recebe dinheiro público tem a obrigação de prestar contas.

  3. Tem que ser feito uma auditoria nas finanças desse hospital o mesmo arrecada bastante mais nunca dar, tem muitos doadores Maracap, supermercados e pessoas comuns alem do Sus e o Estado, tem coisa estranha nessa administração infelizmente, e só averiguar que vão achar coisa errada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *