0

Fabio Macedo destaca visita ao Campo Morada Nova em Bacabal

Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Fabio Macedo (PDT), destacou a visita técnica da Comissão de Assuntos Econômicos ao Campo Morada Nova localizado no Povoado Mata de Ana em Bacabal, de onde será extraído o gás natural que será utilizado como combustível veicular e para uso industrial.
A visita foi acompanhada pelo prefeito da cidade, Edvan Brandão, a vice-prefeita e os vereadores da cidade.

Fabio chamou atenção para o volume de investimentos que será realizado pela Empresa Eneva, no valor de  R$ 100 milhões para a implantação de um Cluster de Produção na cidade que fará a extração de 50 mil metros cúbicos diários do gás natural.
“Acompanhado de uma grande comitiva, visitamos o poço de onde será extraído o gás natural na cidade de Bacabal, através de um Termo estabelecido entre o Governo do Estado e a Empresa Eneva. Foi uma visita muito produtiva e feliz, já que é o começo da realização deste sonho que é fazer com que nossa população possa usurfruir de uma riqueza nossa e se beneficiar com isso. É também resultado de muito trabalho e luta deste deputado que vos fala, de todo legislativo maranhense e também do governador Flávio Dino. Além disso, o Gás Natural que será utilizado como combustível e também pelas indústrias locais vai gerar econômica e trazer novos investimentos para o nosso Estado”, disse Fábio.
A visita técnica foi realizada pelos deputados Wendell Lages, Zito Rolim, Ciro Neto, Ariston Ribeiro e Roberto Costa que organizou a recepção da comitiva na cidade.
Mudança na legislação
Para a realização do Termo estabelecido entre o Governo do Estado e a Eneva para disponibilização do Gás é necessário que seja realizada uma mudança na legislação atual, que permite apenas a comercialização de 500 mil m³, sendo inacessível para grande parte da população e das indústrias estabelecidas no Estado.
“A equipe do Governador Flávio Dino já está preparando um projeto de lei para que nós, aqui desta Casa, possamos readequá-lo para a comercialização do gás aqui no nosso estado. Porque da maneira que está hoje, só pode ser comercializado 500 mil m³. Tenho certeza que está Casa vai aprovar esse projeto que é tão importante para que a empresa Eneva possa começar a construção operacional para que possa que  o maranhense possa enfim utilizar este tipo de combustível”, disse Macedo.                                                                    
O projeto de lei, que será encaminhado pelo Governo do Estado para Assembleia Legislativa, prevê a redução de 500 mil/m3 por dia para 300 mil/m3 como limite mínimo de demanda para o uso do gás por pontos de entrega do mesmo grupo econômico. Já o gás disponibilizado para uso veicular, o limite mínimo será de 10 mil/m3 por dia, totalizando 30 mil/m3 por mês para ser enquadrado como consumidor livre, autoprodutor e auto importador.

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *