1

“Não me pertence”, diz Marcelo Tavares sobre suposta pesquisa…

Pré-candidatos e interessados nas eleições de 2020 atribuíram ao chefe da Casa Civil a posse do suposto levantamento – com claros sinais de fake news – que apontaria queda do deputado Eduardo Braide na disputa em São Luís

 

Marcelo Tavares com o também secretário Rodrigo Lago; desmentido sobre pesquisa e confirmação do que já foi publicado

Desde o início do feriadão, na sexta-feira, 15, pré-candidatos e interessados na sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) espalham a suposta existência de uma pesquisa que apontaria melhora no desempenho dos candidatos governistas – e queda do favorito Eduardo Braide. 

O levantamento nunca foi publicado e nem a autoria foi divulgada – o que aponta para mais uma fake news eleitoral – mas alguns dos interessados apontaram o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, como responsável pela posse dos documentos.

– Não tenho. Vi uma rapidamente, mas não me pertence – desmentiu Marcelo ao titular do blog Marco Aurélio D’Eça.

O blog recebeu a informação de Tavares na mesma sexta-feira em que o assunto começou a se espalhar, mas aguardou para ver o tamanho das pernas da fake.

Sem dizer de quando é e quem fez a pesquisa que ele viu, o secretário adiantou que o quadro em São Luís continua inalterado.

– Não muda quase nada do que tem saído – concluiu.

Em outras palavras, mentiu quem tentou emplacar as informações da pesquisa.

Simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Dois patifes . Um filho de Aderson Lago e outro sobrinho de Zé Reinaldo , podem prestar ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *