0

Gastão Vieira critica burocracia na distribuição de livros didáticos

Deputado federal maranhense lamentou o descarte das edições que deveriam ser usadas em todo o país – e estão virando até papel higiênico – como mostrou reportagem do Fantástico, no último domingo

 

Gastão Vieira lamentou situação revelada pelo Fantástico, e disse que já vê o problema há pelo menos 25 anos de militância política

O deputado federal Gastão Vieira (Pros) comentou matéria do Fantástico – que denunciou o abandono de livros didáticos que deveriam ser usados por estudantes em todo o país – e afirmou que infelizmente o cenário não é novo.

Ex-presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Vieira revela que o problema persiste ao longo da história do Ensino P´publico brasileiro.

– Desde que fui secretário de educação, isso em 1995, eu ficava surpreso ao chegar em algumas escolas e ainda encontrar os livros lacrados e guardados no fundo de uma sala. Eu fui presidente do FNDE e senti que a operação de compra e de distribuição desses livros é ideológica e marcada por uma imensa burocracia – revelou o deputado.

Livros de Matemática com validade até 2022 viraram papel reciclado e até papel higiênico no Rio Grande do Sul

Segundo o Fantástico, os livros didáticos, com validade até 2022, estão sendo usados por empresas de reciclagem e se transformam até em papel higiênico.

A Controladoria-Geral da União anunciou investigação do descontrole na distribuição dos livros pelo MEC…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *