2

“Não sou candidato do governador; nem sou contra”, diz Jeisael Marx…

Em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes, da TV Mirante, pré-candidato da Rede Sustentabilidade assumiu pela primeira vez suas contradições políticas, mostrando coragem para debater até a atual gestão que ele ajudou a eleger

 

Jeisael Marx mostrou contradições políticas, ideológicas e administrativas, pela primeira vez, ao jornalista Roberto Fernandes, mas as enfrentou abertamente

O jornalista e pré-candidato da Rede Sustentabilidade a prefeito de São Luís, Jeisael Marx, assumiu pela primeira vez, em entrevista ao programa “Bom Dia Mirante”, suas contradições como opção de poder em São Luís.

Ao declarar-se do mesmo campo político do governador Flávio Dino (PCdoB), ele afirmou não fazer parte da base de candidatos governistas.

– Minha candidatura é independente. Não sou candidato do grupo do governador, nem sou contra. Quero discutir a cidade sem essa dicotomia – afirmou o pré-candidato.

Jeisael discutiu também suas contradições ideológicas, ao se declarar “nem de esquerda, nem de direita”,  justificando que, ao mesmo tempo que defende avanço de programas sociais (bandeira da esquerda) apoia também a posse e o porte de armas.

– E isto não é estar em cima do muro. É assumir posições claras – afirmou, diante do questionamento do jornalista Roberto Fernandes. 

Ao declarar que São Luís está há pelo menos 18 anos com uma gestão arcaica – assumindo a responsabilidade pelo apoio ao atual prefeito, Edivaldo Júnior (PDT), em 2012 e 2016 –  Jeisael Marx disse que é preciso um representante que entenda os anseios do povo.

– Represento a maioria da sociedade, de famílias pobres, morador da periferia. Por que vamos continuar a eleger a elite? – perguntou.

O pré-candidato da Rede voltou também a criticar a manipulação do espaço político por poucas famílias da elite, que passam o poder como heranças aos seus descendentes.

– A política no Maranhão ainda é feita por um grupinho fechado. É política feita por filhos, netos, sobrinhos de políticos. E alguns fazem questão de usar este fato para se perpetuar. E o pior é que isso ficou no inconsciente coletivo como coisa natural. É hora de mudar e eleger gente do povo, sem sobrenome, sem parentes na política – pregou.

Jeisael deve apresentar oficialmente sua candidatura a prefeito logo no início de 2020…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Vc precisa amadurecer e muito e ter humildade a começar pelo posto que postila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *