5

Por onde anda Fábio Câmara?!?

Candidato kamikaze nas eleições de 2016 – quando atirou para todos os lados – ex-vereador enriqueceu com o controle de institutos ligados ao Governo Federal, mas sumiu do debate político tão meteoricamente como surgiu

 

Fábio Câmara nas eleições de 2016: candidatura-metralhadora gerou polêmica e destruiu adversários de Edivaldo Júnior

Estrela da campanha eleitoral de 2016 em São Luís – em que atuou como espécie de kamikase, atirando para todos os lados e destruindo adversários – o ex-vereador está fora do debate eleitoral de 2020.

Pelo menos até agora.

Desde que perdeu a vaga na Câmara, o ex-vereador mergulhou no limbo político, articulou-se nacionalmente e hoje é um homem rico, controlando instituto com contratos milionários no Governo Federal e até na gestão Flávio Dino (PCdoB).

Mas Fábio Câmara sumiu tão meteoricamente quanto surgiu no debate político.

Em 2018, pelo PSL, conseguiu chegar a uma primeira suplência de deputado estadual; poderia articular uns meses de atuação no mandato, mas optou por permanecer nos bastidores, atuando à frente do seu instituto.

O fato é que, em 2020, as performances do “titi Fábio!” não serão vistas no horário eleitoral…

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. O falecido ex presidente do Vasco da Gama e ex Deputado Federal, Eurico Miranda, certa vez declarou que os políticos não estavam interessados em promover o bem estar social, pois os “nossos representantes” apenas defendiam interesses próprios. Arrematou seu pensamento dizendo que se viesse alguma melhoria para a sociedade, de um modo geral, seria por extensão dos interesses a atos de cada político. Na época, essas declarações de Eurico caíram como uma bomba no Congresso Nacional, tanto que ele foi ameaçado de ter o seu mandato caçado supostamente por falta de decoro parlamentar. Porém, o ex deputado ameaçou contar todos os detalhes e bastidores (nada republicanos) do mundo político e nada aconteceu. Eurico concluiu o mandato tranquilamente e só não foi reeleito porque teve a candidatura impugnada no TRE/RJ. Pois bem, essa história de Fábio Câmara, aqui perfeitamente relatada pelo blog, se enquadra naquilo no que Eurico Miranda revelou. De paladino da justiça e da moralidade, vez que atacava a tudo e a todos, Câmara se vendeu a ponto de aceitar a candidatura laranja/chapa branca na campanha de 2016, a troco de um cala boca, levando o mesmo a enriquecer, nem que para isso tivesse que jogar a sua honra na lixeira/sarjeta. Bom para aqueles que possuem políticos de estimação, ficando a lição de que não existem salvadores da pátria, tampouco paladinos da moralidade e da justiça. Por fim, a sensação que ficamos é de que todo político (ou metido a político) tem um preço, basta ver a cor ou sentir o cheiro do dinheiro. Fábio Câmara que o diga.

  2. Quando alguém, que vem de base humilde se levanta contra os principados, este prontamente é atacado, sem dó, nem piedade. Porém, a mesma ferramenta que fez com que chegasse aonde chegou – e ainda vai longe – faz com Ele permaneça firme e inabalável! “Os Cães ladram e a carroça passa!”

  3. Meu caro, trabalhar honestamente é louvável, principalmente neste momento de crise, que o país passa, eu inclusive quero parabenizar Fábio Câmara por superar os desafios, melhor que pedir esmolas para os comunistas, é o que acho.

  4. Penso que as vezes sempre é bom ficarmos um pouco fora do cenário, inclusive para amadurecer e vejo Fábio como um ótimo candidato dentro deste cenário político,pois; ele já mostrou que tem o carisma da população de São Luís.
    Agora começaremos a campanha ” VOLTA ” TITIO FABIO”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *