0

“O vírus está em São Luís”, dizem familiares de professora infectada

Em nota divulgada nesta segunda-feira, 23, membros da família de Raíssa Azulay dizem não saber como ela contraiu o vírus, lamentam divulgações preconceituosas e difamatórias contra ela e garantem seu isolamento social

 

A segunda paciente de CoVID-19 em São Luís testou positivo após circular em vários ambientes públicos de São Luís, na semana passada

Em Nota de Esclarecimento divulgada na manhã desta segunda-feira, 23, “familiares e amigos” da professora Raíssa Azulay criticam a atitude de setores da mídia contra ela, garantem seu isolamento social e revelam não saber quando e onde ela foi contaminada.

– Não é possível ter certeza de quem contaminou Raissa. Enquanto estava sadia, ela esteve em tantos lugares como todos nós estivemos: supermercados, trabalho, igreja, bares, restaurantes, casa de amigos… – revela a nota.

Ao anunciar a contaminação da professora, no sábado, 21, o governador Flávio Dino (PCdoB) citou que ela teve contato com um estrangeiro, levando a crer que esta poderia ter sido a fonte da infecção.

Na nota, os “familiares e amigos” ponderam sobre esta afirmação.

– Sim, ela teve contato com um amigo da sua família que chegou de férias da Europa. (Não é estrangeiro como foi divulgado erroneamente. É brasileiro). Este nosso amigo não apresenta sintomas e nem se pode afirmar que foi ele quem transmitiu para ela, pois o mesmo ainda não recebeu o resultado do seu teste. Ela teve contato com diversas outras pessoas assim como todos nós – afirma o documento.

Em tuíte, sábado, Flávio Dino diz que a paciente teve contato com estrangeiro; família explica tratar-se de brasileiro que mora na Europa

Garantindo o cumprimento de todas as determinações de tratamento, a nota da família de Raíssa Azulay diz que ela se encontra se aproximando do fim do ciclo de tratamento, mas faz um alerta:

– Qualquer um pode já estar infectado e sem sintomas, transmitindo o vírus para outras pessoas. O vírus está em SLZ, é invisível e não escolhe a próxima vítima.

Leia abaixo a íntegra da nota em nome de Raíssa Azulay: 

  Familiares e amigos, favor divulgar ao máximo!

NOTA DE ESCLARECIMENTO sobre boatos e difamações a respeito da paciente Raissa Azulay.

* Primeiramente, a Raissa não é culpada de ter sido contaminada pelo COVID19, assim como também não são as milhares de pessoas que foram acometidas em outros lugares do mundo. O vírus é invisível e não escolhe a sua vítima!

*Não, ela não foi irresponsável quando saiu com seus amigos para se divertir, trabalhar, ou fazer atividades da vida normal, pois nao apresentava sintomas e as recomendações para que se ficasse em casa só vieram posteriormente.

*Não é possível ter certeza de quem contaminou Raissa. Enquanto estava sadia, ela esteve em tantos lugares como todos nós estivemos: supermercados, trabalho, igreja, bares, restaurantes, casa de amigos…

*Sim, ela teve contato com um amigo da sua familia que chegou de férias da Europa. (Não é estrangeiro como foi divulgado erroneamente. É brasileiro).

* Este nosso amigo não apresenta sintomas e nem se pode afirmar que foi ele quem transmitiu para ela, pois o mesmo ainda não recebeu o resultado do seu teste. Ela teve contato com diversas outras pessoas assim como todos.

*Nos poucos locais em que circulou, que não foi uma série de casas de shows como divulgado, Raissa ainda não apresentava sintomas e muito menos sabia que estava contaminada, como foi, cruelmente, cogitado por alguns.

* Raissa Azulay não é uma “patricinha” como foi publicado de forma covarde, maldosa e irresponsável no blog “Maranhão de Verdade.com”, cujo responsável é o sr. WALLACE BRAGA, que certamente será responsabilizado civil e criminalmente por suas informações falaciosas (fake news), assim como os demais canais que, por ventura, tenham cometido a mesma injustiça.

*Todos os familiares, amigos, colegas, alunos, proprietários dos estabelecimentos que frequenta, sabem que Raissa Azulay é uma honrada servidora pública e conceituada professora do ensino superior.

*Raissa está cumprindo à risca todas as orientações médicas. Uso de medicamentos, repouso, isolamento rigoroso desde quando desconfiou que seus sintomas poderiam ser diferentes de um resfriado comum.

*Ela está em quadro estável. Provavelmente do meio pro fim do ciclo da virose. Espera-se uma melhora gradativa, sem complicações.

*Raissa e sua família temem por seus pais que são idosos. E por isso o isolamento dela está ainda mais intenso.

*Até o momento não temos resultados de outros testes positivos na nossa família.

Além do isolamento e do cuidado com sua recuperação, antes da divulgação dos conteúdos pela internet, Raissa Azulay estava sempre estimulando responsabilidade e o cuidado para evitar a transmissão da doença em conversas particulares com amigos e conhecidos.

Agradecemos a todos pelos votos de melhoras e pelas orações e manifestações de carinho de todos.

Obs: Pedimos que evitem divulgar prints e áudios sem checar veracidade, evitando assim fakes, constrangimentos e pânico desnecessário.

É necessário sim toda a sociedade manter a seriedade e a responsabilidade no cumprimento das orientações de cuidado e prevenção.

Qualquer um pode já estar infectado e sem sintomas, transmitindo o vírus para outras pessoas. O vírus está em SLZ, é invisível e não escolhe a próxima vítima. 🕊🙏🏽🇧🇷

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *