3

População curte feriadão como se não existisse coronavírus…

Mesmo diante do aumento do número de contaminados pela CoVID-19 – e às vésperas da decretação do lockdown determinado pela Justiça – cidadãos passam o dia nas praias e em passeios por São Luís

 

Banhistas curtem a praia do Calhau em pleno feriado, mesmo diante das medidas de restrição e às vésperas do lockdown em São Luís

Cada pontinho marcado na foto acima é uma pessoa.

Elas estão curtindo este feriado de 1 de maio na praia, como se tudo estivesse normal em São Luís.

As praias lotadas nesta sexta-feira são apenas exemplos da desinibição do povo às regras de isolamento social.

Mas há um outro problema detectado pelo blog Marco Aurélio D’Eça: a falta de fiscalização dos órgãos de controle e segurança.

Embora as autoridades passem Índia a cobrar que as pessoas não se aglomerem nas ruas, não há, nos pontos críticos – como

Os supermercados ficaram lotados na noite de quinta-feria, por causa do feriado, mas também pelo anúncio intempestivo do lockdown

Praias, agências bancárias, supermercados e lotéricas – nenhum policial ou agente de segurança para controlar essas aglomerações.

O problema é ideológico.

A maioria dos policiais militares é alinhada ao pensamento do presidente Jair Bolsonaro, e acha que o cidadão deve ter o direito de ir e vir.

É, portanto, um problema a mais para o controle lockdown a partir da próxima terça-feira, 5…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Na Medida Provisória nº 926/2020, o ministro do Supremo Tribunal (STF) Marco Aurélio Mello decidiu que os governadores e prefeitos têm poderes para restringir a locomoção em estados e municípios no período da pandemia.

  2. E sai palhaço? Isso aqui não é a coreia do norte idiota. Os dois especilialistas em coronavirus, Falvio Dino e esse juiz sem noção vão acabar com o coronavirus em 10 dias. Eu quero se se eles dois tem coragem é de proibir festa junina que é so aglomeração, ou eles pensam que ate junho isso ja acabou? Isso é uma democracia, ninguem pode tirar o direito de ir e vir de ninguem.

    • Simples!!! Todos os que forem “encontrados” na Rua, serão identificados e caso precisem de atendimento, sempre, ficarão para o final da fila. Têm 5 pessoas na frente, ele é o 6°, chegaram MAIS 7, então será o 13°. O que infringiu as determinações não poderá espernear por atendimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *