1

Roberto Costa na luta contra o fechamento do Basa em Stª. Inês e Pinheiro

Deputado anunciou em sessão remota da Assembleia Legislativa que encaminhará indicação ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao Banco Central, solicitando a manutenção do funcionamento das duas agências   ]

 

O deputado estadual Roberto Costa anunciou hoje, durante sessão remota da Assembleia Legislativa do Maranhão que irá encaminhar uma indicação ao Ministro da Economia Paulo Guedes e ao presidente do Banco Central do Brasil Roberto Campos Neto solicitando a manutenção do funcionamento das agências do Banco da Amazônia nas cidades de Santa Inês e Pinheiro e, em paralelo ingressará com uma Ação Popular na justiça para impedir o fechamento das duas agências.

A luta do deputado Roberto Costa em prol da permanência do Banco da Amazônia no Maranhão não é de hoje. Em 2017, quando foi anunciado o fechamento do banco, o deputado Roberto Costa ingressou com uma Ação Popular que foi deferida na primeira instância e confirmada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão em 2018, garantindo a permanência do Banco da Amazônia em Bacabal.

Agora, com a notícia do fechamento das duas agências em duas importantes cidades como Pinheiro e Santa Inês, o deputado anunciou que seguirá na luta que justifica pela importância do Banco para o desenvolvimento da economia nessas regiões no fomento e financiamentos dos pequenos, médios e grandes projetos na área da agricultura familiar e do agronegócio.

As agências do BASA funcionam também como canal de pagamento de benefícios para mais inúmeros aposentados e pensionistas tanto da Baixada, no caso da agência de Pinheiro, como na região do Vale do Pindaré atendida pela agência de Santa Inês.

“A manutenção do Banco nessas regiões atende sua missão institucional de órgão de fomento ao desenvolvimento econômico -social da região amazônica. E atende sobretudo às necessidades da população da região que é extremamente carente de apoio em linhas de crédito e finaciamentos para seus negócios”, avaliou o parlamentar.

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Olá Deputado.
    Li com muita atenção a sua preocupação com a permanência das agências bancárias do Banco Base nas cidades de Pinheiro e Santa Inês.
    A preocupação faz até sentido, mas, o nosso estado e os demais estados do nordeste os governantes ao invés de se preocuparem com os fechamentos de agências bancárias de bancos oficiais. Deveriam sim, em fomentar a criação de um ou mais bancos de fomentos regionais, ou seja, com a participação minoritário do estado ou do município e com grupos de investidores locais com prioridade no desenvolvimento regional ou municipal. Esses bancos oficiais há muito tempo perderam sua função de fomento regional se adequam-se a política nacional do presidente de plantão e não realizam política verdadeiramente, regional sempre pendente de uma política de desenvolvimento do ministério da economia ou fazenda.
    Então, chegou a hora de esquecer os bancos oficiais e partir para bancos regionais com capital genuinamente regional de interesse local.
    Pois, Deputado essa política de pires na mão está ultrapassada inovar seu discurso com reflexão inovadora e regionalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *