3

Eliziane Gama critica desserviço de militares à democracia

Líder do Cidadania no Senado criticou a declaração do ministro da Secretaria de Governo, general de Exército Luiz Eduardo Ramos, e viu como ameaça institucional as declarações do militar dadas em entrevista à revista Veja

 

Eliziane Gama vê riscos à democracia com o insistentes “recados” dos generais às instituições democráticas do Brasil

A senadora Eliziane Gama, líder do Cidadania no Senado, viu com preocupação a entrevista do ministro da Secretaria de Governo, general de Exército Luiz Eduardo Ramos à revista Veja.

Na entrevista, o militar fez veladas ameaças à democracia, mantendo o discurso já usado por outros generais ligado ao governo Jair Bolsonaro.

Para Eliziane, Ramos “mantém o nível de provação institucional característico desse governo”.

– Mais uma vez um militar se presta a um desserviço ao fazer declarações ofensivas e em tom de ameaça – ressaltou a senadora maranhense.

Na entrevista, o general Luiz Eduardo Ramos – que ainda está na ativa no Exército – fez questão de ver os que defendem as instituições democráticas e fazem oposição ao governo Bolsonaro como “o outro lado”; e fez um alerta: “não estiquem a corda”.

Além disso, o ministro ressaltou que os seus comandados “têm a tropa nas mãos” e todos o conhecem e ele conhece a todos.

E garantiu: “Estão prontos a agir se houver ‘necessidade’”, alertando “o outro lado” a “não esticar a corda”.

Apesar de ministro de pasta civil no governo Bolsonaro, general Ramos ainda continua na ativa no Exército, o que torna mais grave às suas declarações à Veja

Para Eliziane Gama, o general do Exército atentou contra a democracia.

– O termo “esticar a corda” é atentar contra a democracia. Não é o general Ramos que vai dizer como a oposição e os freios e contrapesos do Estado democrático terão que funcionar. Para isso, já há regras e estão na constituição – afirmou a parlamentar.

A entrevista do general repercutiu negativamente entre os próprios militares, na classe política e nas instituições que atuam na defesa da democracia.

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Me responde o que Eliziane ja fez pra ação de combate ao Covid aqui no MA??!? Nada. A senadora mais fraca na história do Maranhão.
    Eliziane esqueça Bolsonaro. Já morreram mais de 1.500 pessoas no MA. Acorda Eliziane. Acorda.

  2. Eliziane precisa honrar a postura de uma mulher sábia; e se ela for!!! e deixar de lado essa postura comunista. Meu voto e da minha família já descartamos que Sra nunca mais. Talvez se fosse em apoio a Lula e aos corruptos estaria falando bem deles. Quero que ela prove se JB é corrupto

    Resp.: Bote o nome Eliziane na busca do blog e verá o que ela fez.

    • Faz muito: segue o que o dono dela manda. É cachorra de FD e só faz o que ele ordena e comunga. Os absurdos que acontecem no MA ela não dá um pio. Vê se fala algo sobre o consórcio nordeste ou o fato do MA ser o sétimo em casos e óbitos no brasil. Faz parte dos canalhas do senado que tem a função de sabotar o governo. É isto que ela faz e fará. Não tem personalidade, uma anta (desculpa às antas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *