0

Maranhão vive expectativa de novo pico da coVID -19

Autoridades públicas do estado já admitem que um rebote da doença possa ocorrer até o final de 2020 ou no início de 2021; e já tomam providências sanitárias para evitar corrida em massa a hospitais e clínicas

 

Já em ritmo de retomada de vários setores da economia, o Maranhão poderá ter uma nova onda de coVID-19 no final de 2020 ou início de 2021.

A previsão é governador Flávio Dino (PCdoB), que decidiu adiar flexibilização de novos setores da economia até o resultado do inquérito sorológico no estado, que irá indicar o índice de pessoas que já foram contaminadas.

– Tivemos uma diminuição de casos, porém, talvez tenhamos, nos próximos meses, especialmente no limiar do ano de 2021, um ciclo de novo agravamento do coronavírus. Podemos ter – disse Flávio Dino.

Para o governador, o rebote de coVID-19 ocorrerá pela falta de uma vacina contra o coronavírus, embora as notícias apontem esperança de um remédio ainda em 2020.

– Isso significa que devemos prevenir – afirmou o governador.

O secretário de Saúde, Carlos Lula, já tem agendada reunião com os secretários municipais de saúde para tomar medidas de prevenção contra uma nova onda do vírus…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *