4

Dívidas fazem de Wellington vítima de assédio por apoio

Falido e com cobradores à porta, deputado estadual que teve a candidatura a prefeito negada pelo PSDB pode aproveitar a situação para tentar saldar parte dos seus débitos na praça, utilizando o cacife eleitoral que possui

 

Endividado, Wellington tenta usar o que sobrou do seu cacife eleitoral como mercadoria na campanha eleitoral

A candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) a prefeito de São Luís era também uma tentativa sua de amortizar parte da dívidas que tem com agiota e financiadores de campanha.

Com a candidatura cassada pelo PSDB, ele passou a ser alvo de assédio aberto por causa do cacife eleitoral – algo em torno de 10% nas intenções de voto.

Segundo já publicou o blog Marco Aurélio D’Eça, Wellington deve algo em torno de R$ 4 milhões e já tem parte dos seus bens postos à venda para saldar dívidas. (Relembre aqui e aqui)

Um dos cheques do deputado estadual que circulam em m~ aso de agiotas no Maranhão: bens postos à venda

Para capitalizá-lo, ainda segundo apurou este blog, há quem esteja disposto a comprar seu apoio

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho vem assediando o parlamentar pelo apoio aos eu candidato, Duarte Júnior (Republicanos).

Só ainda não há informações sobre o valor das negociação…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Agora bem aí! Será que o MP não poderia fazer algo sobre o caso? E colocar o blogueiro mau-caráter de delator? Bem provável que o cheque seja do blogueiro.

  2. Só uma perguntinha! Agiotagem é crime? Correto? Então pq tu coloca tarja preta sobre o nome do beneficiario do cheque? Esse pilantra que te entregou esse cheque tem que estar na cadeia. Ah! Mais o blogueiro esta protegendo ele. Deve ta levando algum por fora. Agora, kd o Ministerio Publico e a policia que nao coloca Deputado, Agiota, Blogueiro tudo na cadeia? Porque isso ai é um crime.

    Resp.: Não foi eu quem colocou a tarja. Já recebi o cheque assim. Nem faço ideia de quem seja o beneficiário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *