7

Presença de Dino ofusca Brandão na campanha de Duarte

Sem expressão política, sobretudo em São Luís – e decidido a deixar seu futuro político nas mãos do comunista – vice-governador se recolhe, com a certeza de que a derrota do governador representará também a sua derrota; e já enfrenta rumores de substituição por Felipe Camarão

 

Em segundo plano na campanha de Duarte, Brandão aceitou deixar sua própria carreira política nas mãos do governador

O vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) não tem qualquer expressão política na região de São Luís; e como pretenso candidato a governador em 2022, apostou na candidatura de Duarte Júnior (Republicano) para fortalecer este projeto.

No segundo turno, porém, viu o governador Flávio Dino ocupar integralmente a candidatura de Duarte, como patrono de sua eleição.

Já decidido a deixar nas mãos de Dino todo o seu projeto político, Brandão decidiu recolher-se ainda mais; ele sabe que a derrota de Dino com Duarte representará também a sua própria derrotas em 2022.

Caso perca a eleição em São Luís, o governador dificilmente terá forças para impor ao eleitor o nome de Brandão como sucessor – nem mesmo com a posse deste como governador.

Brandão, portanto, entregou seu futuro político nas mãos de Flávio Dino; e por consequência, também nas mãos de Duarte Júnior.

E já tem agora que conviver com os rumores de substituição, como candidato, pelo secretário de Educação Felipe Camarão.

Mas esta é uma outra história…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Na verdade, FD errou quando escolheu Rubens Pereira quando o nome deveria ser Felipe, o qual se tivesse o nível de exposição de Rubens seria muitos mais competitivo, pois São Luís mantém identidade com este candidato, e Flávio Dino apostou que o seu prestígio, capital eleitoral fosse suficiente para eleger até um poste.

  2. Trocar Brandão pelo Secretário que só sabe pintar escola e não está nem aí pros professores ou pra qualidade do ensino, é isso mesmo?

  3. Brandão não tem simpatia, não tem voto, não tem bancada, mas, apesar de ter acumulado uma grande fortuna na política, não tem bala pra se bancar. Só resta a subserviência e o puxa-saquismo.

  4. Podem falar o que quiserem. Não mudaremos o nosso voto.
    É Eduardo Braide e pronto.
    Por causa do Prefeito Edivaldo Holanda Júnior que nós, os Moradores do Pote Novo Turu, ruas próximas ao Motel Afrodite e Boate Zero Um no Turu, que não votaremos nunca mais em candidatos do atual governo estadual.
    Para se ter uma idéia, as nossas ruas nunca foram asfaltadas, esgoto correndo a céu aberto, mato, lixo, etc.
    Isso sem falar também nos atuais vereadores inoperantes.
    Se dependesse da nossa comunidade, trocaríamos 100% da Câmara de Vereadores. Tudo sanguessugas.
    A exemplo do 1° turno, o nosso candidato é EDUARDO BRAIDE para prefeito de São Luís.
    Podem falar o que quiserem nada fará com mudemos o nosso voto
    Ponto final.

  5. Não adianta nada.
    Vão ser derrotados nas urnas.
    A Ilha Rebelde não perdoa.
    Aumenta os impostos, não dá aumento de salários aos servidores estaduais, destruiu os sindicatos, impõe as suas vontades junto aos seus secretários.
    Os secretários com receio de perder os cargos atendem, mesmo contra a vontade.
    E acabam perdendo o respeito e a liderança.
    Ficam enfraquecidos internamente.
    EDUARDO BRAIDE para PREFEITO.
    É isso!!!

  6. Muito boa a postagem, mas FC não emplaca. Tem muito carisma, mas esta saindo chamuscado desta aposta no chocotox e tem um telhado de vidro gigantesco.

  7. Acho que o excelente trabalho realizado pelo Felipe Camarão, a frente da secretário de educação, onde mostra a sua competência como gestor e professor, o leva a ser cogitado para uma futura candidatura ao governo do estado. Ele é preparado,tem carisma e habilidade no trato com os políticos e prefeitos desse estado.Sem duvida seria um bom nome entre os que cercam o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *