1

Duarte Júnior sob risco de inelegibilidade

A promotora Raquel Silva de Castro, da 3ª Zona Eleitoral, moveu, em dezembro, ação de investigação judicial eleitoral contra o deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos) por abuso de poder político, econômico e de mídia durante a pré-campanha e na campanha eleitoral para prefeito de São Luís.

O caso foi revelado em primeira mão pelo Blog do Gilberto Léda, na tarde de ontem.

O processo está centrado, fundamentalmente, em dois casos: o uso do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), e das redes sociais da entidade, para obter “indevida visibilidade a sua candidatura, em nítido favorecimento pessoal”; e gastos de quase R$ 60 mil com inserções em TV, no chamado horário nobre.

No caso do Ibedec, o possível abuso chegou ao conhecimento do Ministério Público Eleitoral após denúncia do deputado estadual Yglésio Moyses (Pros), que também foi candidato a prefeito da capital maranhense. Representado pelo advogado Diego Gomes Maranhão, o parlamentar juntou documentos – dentre eles, vários prints de postagens destacando Duarte Júnior – que comprovaram, segundo a promotora, a “utilização do material de atividade parlamentar do Deputado Investigado nas Redes Sociais da Entidade […] Ibedec”.

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. A jogada de Duarte Jr com a advogada Ana Brandão nesse Instituto de defesa do consumidor é mais complexa. Trata-se de um meio de extorquir empresários através de ameaças de ações por supostos danos ao consumidor.

    Funciona assim, o empresário é chamado no escritório dessa advogada, num luxuoso prédio comercial, na entrada a secretária pede para ele deixar o celular na recepção, lá dentro essa advogada charmosa, cheirosa e estelionatária, inventa supostos danos ao consumidor ou a ordem popular, ameaça que se o empresário não der determinada quantia ele será acionado judicialmente pelos motivos A, B ou C.
    Trata-se de pura extorsão, Duarte Jr é sócio dela nessa empreitada, os dois são da mesma laia. Ela inclusive tinha vários grupos de whattsapp fazendo propaganda dele para prefeito. 

    São dois vigaristas que usam a carteira da OAB para criar situações de pura extorsão, ameaça e uso de intimidação para conseguir dinheiro para sua vida de luxo e ostentação. Ambos precisam ser
    impedidos de continuar com isso. Peço que prossiga na luta por desmascara o psicopata Duarte Jr e sua auxiliar Ana Brandão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *