2

Dino vê dois candidatos de esquerda e dois de direita em 2022

Governador que pontuou na pesquisa sobre a sucessão de Jair Bolsonaro, divulgada nesta sexta-feira, 29, vê nomes como o de Curo Gomes e PT mais consolidados que ele; e entende que só a unidade garantirá segundo turno

 

Duas perguntas para Flávio Dino

Hoje o governador João Doria tem ocupado o posto de principal adversário de Bolsonaro. Onde o senhor vê espaço para a esquerda?

Eu acho que eleição de 2022 muito provavelmente será uma disputa como na música de João Bosco e Aldir Blanc: Dois para lá, dois para cá. Dois candidatos mais do campo da esquerda e dois mais à direita. Não é o cenário que eu desejo. Defendo candidatura única. Mas é mais realista imaginar que serão dois-dois.

Ciro Gomes e Lula são nomes aventados à esquerda. O primeiro já concorreu três vezes e o segundo, defendido por setores do PT, não sabe se poderá ser candidato. Outros nomes podem emergir no campo da esquerda? O senhor gostaria de ser essa liderança?

Em meu caso, não me escalo. Sempre tem alguém que escala (meu nome). Se eu for mais um para criar divisão e eventualmente atrapalhar a ida da esquerda para o segundo turno, não me disponho a isso, seria uma incoerência de minha parte. Em nosso campo há nomes mais consolidados: o Ciro e o PT, de modo geral. Lula tem muito mais força eleitoral (entre os nomes do PT), mas o Haddad aparece bem nas pesquisas. O ideal seria juntar todo mundo.

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Bombom de alho, chato pra caraio!!! Esse é bom de garganta, desafio esse papudo a mostrar algo significativo q fez pelo Maranhão. Deus livre o Brasil desse comunista de iPhone.

  2. Vai chegar la. Antes tinha 1,3% e agora tem 1%. Vamos que vamos. Desgraçar o brasil como fez com o MA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *