15

Zé Inácio: “auxilio emergencial é obrigação de Bolsonaro, não de Flavio Dino”.

O deputado estadual Zé Inácio (PT) usou a tribuna da assembleia nesta quarta-feira para tratar do seu requerimento ao governo federal para que prorrogue o auxílio emergencial até junho deste ano e pedir aos demais parlamentares que se manifestem em apoio.

Segundo o parlamentar a necessidade do auxílio permanece, tendo em vista a segunda onda de corona vírus que o país está enfrentando, com aumentos constante no número de novos casos e de óbitos. E segundo especialista os meses de fevereiro e março serão ainda mais difíceis para a população brasileira.

Zé Inácio frisou que essa é uma ação que cabe ao governo federal, por este ter possibilidade real de recursos financeiros para arcar com esse tipo de política e ao governo do estado cabe cuidar da saúde, assegurar leitos e atendimento aos doentes, como vem fazendo nestes últimos seis anos aqui no Maranhão.

“Não cabe ao governo do Estado do Maranhão, ao Governador Flávio Dino, ainda que tenha a boa vontade, de fazer um auxílio emergencial estadual. Os cofres públicos do Estado não têm condições de arcar com o custo para atender a milhares de famílias, tendo em vista que o Maranhão é um dos estados com maior contingente de famílias necessitando do auxílio emergencial. Não dá para atender alguns e não atender outros, não é correto fazer uma política pública que não seja voltada a todos aqueles que realmente necessitam. Cabe ao governo do estado continuar o excelente trabalho que vem fazendo no combate a Covid-19, e que tem sido reconhecido nacionalmente, entregando hospitais, ampliando o número de leitos clínicos e de uti, e agora com a vacinação que já está acontecendo em todos os 217 municípios”, disse Zé Inácio.

O deputado também criticou os parlamentares que tem cobrado do governo do estado um auxílio estadual.

“Não dá para subir a esta tribuna, fazer um discurso de cobrança ao Governador Flávio Dino e se omitir a cobrar a continuidade do auxílio emergencial em nível nacional que o governo federal, sim, tem condições de arcar com esse auxílio, até porque assim o fez no ano passado, mostrando que tem dinheiro sobrando. Prova disso foi o gasto de mais de R$ 3,5 bilhões para eleger o atual Presidente da Câmara”.

Inácio falou ainda das dificuldades que os brasileiros deverão enfrentar com o aumento dos casos de covid-19, “Com o amento no número de casos a população que vai ter mais dificuldade de adquirir uma renda para sua sobrevivência é aquela que recebeu o auxílio emergencial e que ainda não conseguiu se inserir no mercado de trabalho. Estamos falando de 40% da população brasileira que recebeu auxílio emergencial, vinte e oito milhões de famílias Brasil afora que se beneficiaram do auxílio emergencial. Esse auxílio tem uma repercussão forte na situação econômica dos brasileiros, sobretudo aqueles que ganham menos de um terço do salário mínimo”, disse.

Marco Aurélio D'Eça

15 Comments

  1. Quando você escuta um cara desse falando besteira. Restringindo a obrigação social do Estado e querendo empurrar a responsabilidade para bem longe, você percebe que a preocupação dele nunca foi com o povo. É só poder, somente a luta pelo poder e privilégios.

  2. Obrigação de Flávio Dino, segundo o STF, é gastar como quiser, os mais de 10 bilhões de reais que Bolsonaro já mandou.

  3. Deputados estaduais, sem exceção são uns verdadeiros Maria Vai com as. Outras atrás de uma barganha pros amigos ,não apresenta nenhum projeto social pro.povo.,isso é fato

  4. sim! Bom mesmo era nas gestões petistas…aonde a grande preocupação era quem roubava mais…

  5. Zé’Inácio…
    O Maranhão não merece um cara omisso. Dino não deveria nunca ser governador.

  6. Lembra-lo também de que o aumento da miséria e dos gastos de comunicação, assim como a pilhagem da fepa e aumento dos impostos foi neste desgoverno.

  7. É um babaca. Vários estados e ate prefeituras deram auxilio. Pouco, mas deram. Não é questão de obrigação, é sensibilidade politica e social. Coisa que estes dois idiotas lambedores de bota de luladrao não sabem.

  8. Esse vagabundo vem falar de obrigação. Capacho de Flavio Dino. Pense em um politico sem expressão nenhuma! Tambem é do partido do maior ladrão do mundo. Queria o que? Alguem pergunta pra esse vagabundo se ele aceita diminuir o salario dele e verba de gabinete pra ajudar pagar auxilio emergencial? Vagabundo.

  9. É só falta do que fazer, aí o deputado estadual do PT fica falando besteira, cadê os respiradores? Cadê o hospital de campanha? O que aconteceu com os 3 bilhões e 400 milhões que o governo federal mandou especificamente para o combate ao covid? Vai trabalhar Deputado que tua reeleição é complicada e deixa de mimimi……

  10. É só falta o que fazer aí o deputado estadual fica falando besteira, cadê os respiradores? Cadê o hospital de campanha? O que aconteceu com os 3 bilhões e 400 milhões que o governo federal mandou especificamente para o combate ao covid? Vai trabalhar Deputado que tua reeleição é complicada e deixa de mimimi……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *