2

Suspensão de shows e eventos depende de reunião com empresários

Inseguro quanto às medidas que precisa tomar para conter o avanço da CoVID-19, governador Flávio Dino já decidiu suspender festas, cultos, missas, shows, reuniões, resenhas, rolês, batucadas, pagodes, forró, samba, raves e afins; mas quer dividir a culpa com os próprios representantes do setor

 

Governador via reunir com a classe empresarial, mas nada fala sobre a classe artística, principal atingida com a suspensão dos eventos no estado

O governador Flávio Dino (PCdoB) decidiu suspender todo tipo de evento cultural, religioso, esportivo ou meramente festivo no Maranhão – mesmo aqueles com até 150 pessoas.

Mas só vai dizer a partir de quando vale sua decisão após reunião com a classe empresarial, nesta terça-feria, 2.

As medidas mais duras de combate à CoVID-19 são cobradas por cientistas e profissionais da área de Saúde – inclusive o titular da pasta no maranhão, Carlos Eduardo Lula – mas Dino parece querer dividir o desgaste da decisão.

Ontem, ele tentou convencer prefeitos e membros do Judiciário, mas todos foram contra o lockdown.

Principal atingida com a suspensão dos eventos, a classe artística parece esquecida pelo poder público na discussão do que fazer contra a pandemia

Agora, quer chamar a classe empresarial para negociar uma forma de suspender os eventos sem prejuízo da atividade comercial, sabe-se lá como ele pretende fazer isso.

Sem os eventos culturais, a classe artística também sofre, sem local para apresentação e sem condições de garantir a sobrevivência.

Mas parece que, para o governo, a classe artística é a que menos importa neste processo.

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Você ta falando isso por conta do sarará grill não é ?

    Resp.: O Sarará Grill decidiu suspender as atividades desde a segunda-feira, 1º, antes mesmo de o governador tomar qualquer decisão.
    Acesse o nosso instagram (sarara.com.br) e veja o comunicado que fizemos, em respeito ás vítimas da CoVID-19

  2. Porque so vcs tem que parar de trabalhar? Esta errado! todo mundo precisa trabalhar. O problema é que a classe trabalhadora que movimenta esse pais é desunida. Agora era hora de todo mundo se unir e fazer o seguinte: Ja que vai proibir uns, os outros deveriam ser solidarios e pararem tbm. todo mundo! posto de gasolina, supermercado, farmacia, comercio em geral, serviços de entrega de comida, tudo. Ai eu queria ver se esses patifes que querem ver os outros passar fome não acabavam com isso. O presidente vem alertando desde do ano passado que isso nao funciona. Aliás o Bucho de égua disse que os funcionarios publicos vão ficar 10 dias sem trabalhar. Que “castigo” para eles! Esse safado esqueceu que existe muitos médicos, enfermeiros, tecnicos de enfermagem e outros profissionais da saude que trabalham em hospitais que são funcionarios publicos. E ai? Vão parar de trabalhar ou não tem direito a esse “castigo”? Seria bom que o blog fizesse a pergunta ao governador gênio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *