1

Maranhão descarta transmissão local da cepa indiana

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou nesta quinta-feira (27), que os testes realizados na equipe do hospital privado que atende o paciente indiano de 54 anos, internado na UTI com a variante indiana (B.1.617) em São Luís e, no grupo de 36 indianos hospedados em um hotel da capital, deram negativo para a variante.

A informação foi divulgada em uma rede social. O governador afirmou que com o resultado dos testes, o estado descarta a transmissão local pela variante indiana no Maranhão.

“Exames realizados na equipe do hospital privado que atende o paciente indiano não detectaram qualquer pessoa com a cepa indiana. Assim também no hotel com outros indianos. Assim, reiteramos que NÃO HÁ cepa indiana em transmissão local no Maranhão, no momento”, disse o governador, por meio de uma rede social.
Ao todo, foram rastreadas 147 pessoas para identificar uma possível transmissão local da variante no Maranhão. Das amostras recolhidas, seis testaram positivo para a Covid-19 e em seguida, foram encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, onde foi realizado o sequenciamento genético.

De acordo com Carlos Lula, as amostras deram negativo para a variante indiana, entretanto, foram positivas para a variante P.1, originada em Manaus. Os pacientes são funcionários do hospital privado que atende o paciente indiano e mesmo antes da confirmação, foram colocados em quarentena e seguem em acompanhamento.

G1 Maranhão

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Como a fonte secou e o Gov Federal se negou a novo aporte financeiro o GOV FLAVIO TIRANO DINO achou melhor falar a verdade ,a tripulação do navio não foi acometido de nova cepa ,então segue o lider

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *