14

Bolsonaro será julgado por crimes contra a humanidade

Tribunal Internacional de Haia acatou denúncia contra o presidente brasileiro e agora analisa se sua atuação no governo pode ser apontado como genocídio; Corte recebe pressão global pelo julgamento

 

Bolsonaro teve a denúncia a contra ele aceita em Haia e terá comportamento julgado por crimes contra a humanidade

As ações do presidente Jair Bolsonaro – ou a falta delas – têm fortalecido o processo contra ele, que tramita no Tribunal Internacional de Haia, por crimes contra a humanidade.

O julgamento de Bolsonaro ganhou força depois que o Brasil alcançou a marca de 500 mil mortos pela CoVID-19.

Essa marca repercutiu no mundo inteiro, com manifestações de lideranças políticas globais, mas com absoluto silêncio por parte do governo brasileiro. 

A denúncia contra Bolsonaro foi protocolada no Tribunal Penal Internacional de Haia ainda em, novembro de 2019, pelo Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos e pela Comissão Arns, organizações de defesa dos direitos humanos no Brasil. (Entenda aqui)

Á época, ainda nem havia se instalado no mundo a pandemia de coronavírus; de lá para cá, o crescimento no número de mortes e a postura de Bolsonaro diante do avanço da CoVID-19 só contribuíram para reforçar o processo. 

Neste domingo, 20, manifestações internacionais cobraram o julgamento do presidente brasileiro, inclusive com manifestações públicas na Europa.

A imprensa internacional também destaca cada vez mais a postura negacionista do presidente.

O processo contra Bolsonaro em Haia – o primeiro contra um presidente no exercício do mandato – está na fase da Avaliação Preliminar de Jurisdição; após esta fase, a Procuradoria do Tribunal Penal Internacional analisa a admissibilidade da denúncia.

Na terceira etapa o TPI decide se há interesse da Justiça no caso.

Além da acusação direta por crimes contra a humanidade, Bolsonaro é denunciado também por incitação ao genocídio dos povos indígenas.

E a postura que ele e seu governo adotaram desde que foi denunciado só corroboram as acusações…

Marco Aurélio D'Eça

14 Comments

  1. Muitas mortes poderiam ser evitadas se desde o início ele não tivesse negado a pandemia, se ele não tivesse atrapalhado quem queria fazer lockdown, se ele tivesse investido em vacina, se ele não demorasse tanto a estabelecer acordo com a Pfizer, e muitas outras ações que atrapalharam a disseminação do vírus. Esse excremento que ocupa a presidência é SIM responsável por várias mortes.

    • Cara burro, dá zero pala ele. Diga, cretino, qual estado ou cidade que não teve lockdown por causa de bolsonaro? Quem aprova a vacina é bolsonaro ou anvisa? Doria investiu em uma vacina por politicagem e está ai a merda da coronavac.
      O despreparo de governadores e prefeitos ajudou nos números. A realidade é que para morrer de covid bastava internar e ser intubado.
      Discutir com esquerdopata é dose.

  2. O cara é negacionista e é um dos países que mais vacina, um dos que mais distribuiu dinheiro para a pandemia, que deu auxilio emergencial, entre outas coisas.
    Ai vem a esquerda com suas passeatas ridículas pedindo “vacina”. Haia não é STF, se for por mortes, terão que ir do EUA e Índia também.
    O que o desespero não faz.

  3. Todos que estão por trás desta acusação fazem parte de uma turma de oportunistas e vergonha para o Brasil. A prova é essa CPI presidida por quem deveria estar na cadeia e não julgando os que trabalham para salvar vidas.

  4. Tribunal de Haia é teu cu… idiota…vamos reeleger o presidente BOLSONARO.

  5. Só porque tu quer. Eu pensei que tu fosse menos burro. Vamos lá; CPI da Covid: Olha a ficha criminal do presidente Omar Aziz, do Vice presidente Randolfe Rodrigues (Esse ninguem suporta) e do relador; Renan Calheiros (Esse o pior de todos). So no Brasil que a gente ver colocarem politico corrupto, ladrões do dinheiro publico pra investigar alguiem. Pior as pessoas ainda são obrigadas a chamar ladrão de vossa excelencia. Mais quando se fala em inverstigar o desvio do dinheiro publico por governadores e prefeitos, o vagabundo do Renan Ladrão Calheiros. e bem explicito em dizer que não havera investigação. Ai vem a midia podre, corrupta, que vive do dinheiro publico pago por quemn realmente tgrabala, e esse blog é um desses que vive como vampiro sugando o nosso dinheiro, defender esses vagabundos. Mais pra decepção de todos voces ladrões do dinheiro publico, amantes da pornonografia infantil, defensores de traficantes, admiradores do corruptos, alucinados do socialismo comunista. Bolsonaro vai ser reeleito ano que vem, o povo e maioral, o povo ja viu que voces são o livo da humanidade. sem falar que todos voces vão ter que prestar contas com Deus. Bando de vagabundos.

    • Jonas, vc só falou a verdade…esses HIPÓCRITAS, canalhas , serão derrotados de novo em 2022… BOLSONARO reeleito presidente do Brasil.

    • Estamos falando de genocídio. Crime contra humanidade não prescreve, Jonas caolho mental.

      • O genocida tá com diabo nos couro. Vai pagar no inferno as 500 mil mortes que ele cometeu. Essa carniça vai perder a eleição para o Lula e dizer que foi fraude, mas a gente tira ele de lá pelos fundo das calças. Vai te embora carniça!!!

      • Outro burro. Tu sabes interpretar um texto ou só mesmo ser pinto de manifestação? “…genocídio nunca é algo relacionado aos indivíduos, mas sim ao grupo. O extermínio dos indivíduos intenta destruir a totalidade daquele grupo, isto é, extinguir determinada raça, cultura, religião ou nacionalidade…”.
        Procure o texto na internet, energúmeno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *