5

A conversa de Flávio Dino e Lula: “PSDB não!”, disse o ex-presidente…

Governador reuniu-se semana passada com o pré-candidato do PT a presidência, em conversa da qual pouco se falou nos dias seguintes, mas que tem significativa importância no contexto das eleições estaduais no Maranhão

 

Flávio Dino postou o encontro com Lula em suas redes sociais, mas não tratou dos aspectos políticos da reunião

Estariam em uma conversa do ex-presidente Lula (PT) com o governador Flávio Dino (PSB), semana passada, as explicações para uma forte pressão midiática de setores do PT e do Palácio dos Leões nos últimos dias. 

Desde a segunda-feira, 19, membros do PT empregados no governo e setores da mídia alinhados ao projeto de candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) vêm tentando construir uma narrativa de apoio do PT ao PSDB no Maranhão.

Essa possibilidade não é cogitada nem por Lula, nem pela cúpula petista.

A conversa de Dino com Lula ocorreu na sexta-feira, 16, e foi tratada nas redes sociais pelo próprio Dino, que minimizou os aspectos políticos do encontro.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, porém, o ex-presidente deixou claro ao governador que a aliança nacional do PT – a se repetir nos estados – é com os partidos da esquerda: PDT, PSB, PCdoB e PSOL, preferencialmente.

– PSDB não! – disse textualmente Lula, fala testificada pelo próprio ex-presidente a pelo menos três interlocutores dele e do governador nos dias que seguiram ao encontro.

O próprio PSDB também rechaça aliança com o PT; e defende uma alternativa a Lula e Bolsonaro, como pregam os governadores João Dória (SP) e Eduardo Leite (RS), pré-candidatos tucanos à presidência.

O apoio do PT à candidatura do vice-governador Carlos Brandão, que é o candidato tucano no estado, vem sendo defendida apenas por petistas que têm cargo no governo Flávio Dino, a exemplo do presidente estadual Augusto Lobato.

Nesta narrativa, eles tentam desqualificar, inclusive, vozes mais autorizadas do PT, como o ex-ministro José Dirceu, que está no Maranhão desde o final de semana passada.

A decisão petista, porém, passa pelo comando nacional, atendendo aos interesses nacionais, e com a posição pessoal do próprio Lula.

E este já disse o que quer no Maranhão…

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. O governador tem que esquecer o PT se quiser ter sucesso nas urnas. Basta já ter colocado o Felipe Camarão nesse imbróglio para desagrado dos seus milhares de simpatizantes. Mas,para salvar essa agremiação e o seu deputado federal velho e preguiçoso Zé Carlos,que anda com medo de perder a única vaga,a solução é lançar o Camarão como vice governador e com isso tapa a boca do Lula.

  2. Eita blogueiro babão da desgraça…quer a todo custo q WEVERTON ROCHA VERME seja o próximo governador do Maranhão…DEUS NÃO DEIXARÁ.

  3. As hienas ja começaram a brigar. Deixa eles se matarem que o nosso presidente que é O LEÃO dará o golpe de miseridordia.

  4. Marcos o seu blog é leitura obrigatória para mim… Agora, a sigla saiu menor das eleições em 2020 na capital.. . Tem.o tempo de TV e só.não agrega nada … Seus parlamentares não renovam.o.mandato.em 2022…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *