9

Brandão quer Weverton fora do páreo por que sabe que não vence segundo turno contra ele

Todas as pesquisas de intenção de votos mostram que o senador derrota o governador-tampão em qualquer cenário de confronto direto; qualitativas também revelam maior identificação do pedetista com o ex-presidente Lula e sua maior penetração em setores sociais mais populares

 

Mais identificado com os setores populares, Weverton tem maior penetração eleitoral que Brandão, o que o torna favorito no segundo turno

O governador-tampão Carlos Brandão e o seu padrinho político Flávio Dino (ambos do PSB) sabem que só existe uma forma de vencer as eleições de outubro no Maranhão: tirando o senador Weverton Rocha (PDT) da disputa.

E para isso, negociarão o que for preciso com aliados do senador, partidos políticos, imprensa e empresários, na tentativa de forçar uma desistência.

De posse de pesquisas qualitativas, o Palácio dos Leões já sabe que não há chances para Brandão em um confronto direto com Weverton.

Mesmo com Brandão sentado na cadeira de governador, mesmo tendo cooptado aliados do senador, mesmo com apoio da mídia tradicional do estado e mesmo com o controle de um orçamento milionário, mesmo assim o governador-tampão não consegue se manter à frente das pesquisas de intenção de votos.

As qualitativas do Palácio dos Leões mostram que Weverton tem mais apelo popular que Brandão, tem mais relação com as lutas sociais e com os movimentos populares e tem mais identificação com o ex-presidente Lula e com o PT, que pesam no eleitorado.

Além disso, num confronto direto com Brandão, Weverton agrega com mais facilidade setores da oposição, inclusive bolsonaristas, que não toleram o projeto de poder capitaneado por Flávio Dino.

Por isso, a ordem no Palácio dos Leões é usar a mídia alinhada para forçar um clima de esvaziamento, cooptar o máximo de aliados possíveis e pressionar o senador a abrir mão da disputa.

Só estão esquecendo de combinar com o povo…

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Fala-se muito do apoio de prefeitos e demais políticos com mandato como sinônimo de força política invencível a fim de argumentar em prol do favoritismo e eventual vitória do governador Carlos Brandão na eleição de governador do Maranhão, em 2022, apontando que ele, atualmente, já tem mais de uma centena de prefeitos aliados e muitos deputados (estaduais e federais) em prol da sua campanha, além de ser o candidato principal do sistema.

    Ocorre que o Josimar do Maranhãozinho, deputado federal influente e da base do governo do Presidente Bolsonaro, também tem apoio de, pelo que comumente se diz, cerca de 40/50 prefeitos no Maranhão e, mesmo assim, as intenções de voto para governador em favor dele estão em 6,35%, na média geral a partir de todas as recentes pesquisas (Escutec, Exata, Econométrica, DataM, DataIlha, JPesquisa e MBO).

    Também, o próprio Brandão, mesmo com esse apoio de mais de 100 prefeitos, deputados, mídia tradicional, sendo o candidato principal do sistema, tendo a máquina pública estadual em seu favor e fazendo campanha há vários meses, tem intenções de voto de 18,20%, na média geral a partir de todas as recentes pesquisas das empresas supracitadas.

    Por outro lado, sem apoio de qualquer prefeito e sem cargo político expressivo, Lahesio Bonfim, também na média geral a partir de todas as recentes pesquisas das empresas supracitadas, já tem 11,30% das intenções de voto, 78% maior que as intenções de voto em favor do Josimar e 62% das intenções de voto em favor do Brandão.

    Logo, não convence que apenas o apoio de muitos prefeitos e demais políticos com mandato, mesmo que seja a maioria deles, e o fato de ser o candidato principal do sistema, é o suficiente para garantir a vitória na eleição de governador do Maranhão, neste ano de 2022.

    Ora, o cenário eleitoral no Brasil e nos demais países democráticos tem mudado bastante, sendo necessário incluir, na análise de qualquer disputa eleitoral, a influência de novos fatores cada vez mais comum, dentre eles as redes sociais e a militância espontânea de grupos de apoiadores, sendo esta última resultante de uma conscientização política crescente do eleitorado nesta era dos smartphones.

    Em outras palavras, o sistema não monopoliza mais o poder de influenciar os rumos das eleições democráticas, podendo ser confrontado e vencido através de forças alternativas – dentre as quais as redes sociais e a existência de forte militância espontânea em sentido contrário -, como já tem ocorrido no Brasil e no mundo (Jair Bolsonaro, Donald Trump, etc).

    No mais, ressalto, ainda, a existência de outros fatores que podem ser acrescentados àqueles capazes de colaborar para o candidato opositor sobrepor-se ao do sistema, quais sejam, suas qualidades pessoais, uma boa reputação, a vontade comum dos eleitores e as circunstâncias gerais que envolvem a eleição.

  2. Brandão,mais uma vez relembro ao nobre governador em exercicio,que tem duas armas na mão para acabar de uma vez com as frescuras do disse me disse e vença logo essas eleições. A primeira é explorar a capacidade do Felipe Camarão nas aparições ao seu lado e a outra é usar o PGCE em favor de milhões de servidores públicos de carreira,reabrindo imediatamente,onde muitos querem melhorar de vida e outros esperam para poder aposentar dignamente. Esse beneficio ,só foi dado em 2012 pela Roseana Sarney,que há época ajudou muitos servidores. Então,prepare essa ofensiva e mate o seu concorrente.

  3. NÃO É BRANDÃO Q QUER…SOMOS NÓS MARANHENSES Q NÃO QUEREMOS ESSES VERME INÚTIL, PRA pra ser governador…TA REPREENDIDO, EM NOME DE JESUS.

  4. Tu tá e louco , seu babão , outra coisa , cuidado com FS , tu fica cuspindo no prato que já comeu

  5. DESCE DO PALANQUE BLOGUEIRO.
    VOCÊ NÃO AJUDA TEU CANDIDATO COM ESSAS BABAÇÕES E SUPOSIÇÕES. BRANDÃO VAI SER GOVERNADOR ELEITO PELO POVO, O TEU CANDIDADATO NÃO SEI SE VAI ATÉ O FINAL.
    DEIXA DE MIMIMI, VAI FICAR SÓ VOCÊS DOIS NESSE FOGUETE QUE NÃO DÁ RÉ PORQUE NÃO CONSEGUE DECOLAR.

  6. Oxii! E Vai ter segundo turno? Pq ha uns 2 0u3 meses atras tu falava que Weverton iria ganhar com folga no 1º turno. Agora ja vem essa conversa fiada de 2º turno? Foguete ja explodiu antes de atingir 1 mt de altura kkkkkkk

  7. Perguntar não ofende! como defender essa tese de sustentação, se todos os aliados do Senador estão caindo fora, como pode alguém ganhar eleição só?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *