9

Em respeito à Justiça…

Ao contrário do que parece a membros do Judiciário maranhense, este blog nada tem contra os magistrados e expressa suas opiniões de forma a contribuir com o aperfeiçoamento. E é para confirmar esta postura que se retrata publicamente de texto em que, reconhece, pesou a mão

justica

Este blog nunca teve nenhum tipo de animosidade com nenhum membro da Justiça.

As críticas e comentários do titular deste blog, ainda que duras, servem ao propósito de aperfeiçoar as instituições públicas e melhorar as relações entre os poderes, com a imprensa e, sobretudo, com o cidadão.

Mas o blog reconhece: pesou a mão em post publicado no dia 11 de novembro do ano passado, com o título “Sobre assassinatos, drogas, Justiça e sociedade…”, em que faz críticas acima da medida ao Judiciário.

E é por reconhecer este excesso – e em respeito à Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) – que este blog, e sobretudo o seu titular, Marco Aurélio D’Eça, vem a público pedir desculpas e se retratar das ofensas expostas no texto.

Ainda que movido pela forte emoção de um caso rumoroso envolvendo um médico respeitado da capital maranhense – morto por um marginal várias vezes preso pela polícia e solto pela Justiça – o blog excedeu-se ao minimizar o trabalho e a dedicação dos magistrados maranhenses.

Fruto de conversa pessoal com o delegado Almir Macêdo, titular do 9º Distrito Policial, esta retratação atende também ao propósito de mostrar à Associação dos Magistrados do Maranhão  – autora de ação judicial contra este blog – que não há qualquer intuito de agredir, ofender, caluniar, injuriar ou atacar a honra dos juízes maranhenses.

E é por isso que faz esta retração pública.

Quanto ao juiz Adelvan Nascimento Pereira, que, segundo apurou o blog, também sentiu-se pessoalmente ofendido com o post já citado, este blog tem a dizer que não o conhece, não tinha conhecimento de que ele era juiz no Maranhão, nunca tratou do seu nome em nenhum post, nestes quase nove ano de existência do blog.

O blog não teria, portanto, nenhum motivo para ofender, caluniar ou atacar a honra do senhor Adelvan, a quem, mesmo assim, pede desculpas pelos excessos.

E para ficar claro nesta desculpa pública – uma espécie de retratação extra-judicial – este blog reafirma sua crença no Judiciário, ainda que se permita criticar eventuais deslizes, sem a intenção de ofender ou agredir a honra de quem quer que seja.

Simples assim…

4

É bom quando morrem apenas bandidos…

Posição crítica do blog em relação a algumas ações policiais não o impede de reconhecer a importância de que é preciso agir com rigor contra criminosos cada vez mais audaciosos e perigosos

 

Editorial

Muita gente não entendeu a crítica deste blog sobre o posicionamento do novo governo em relação às ações policiais no estado.

A crítica se dar pelo risco de ações sair do controle, mas não há como negar o apoio deste blog a matança – quando não houver saída – de criminosos audaciosos, que ceifaram centenas de vidas no Maranhão em 2014.

O blog, com toda sinceridade, agradece  quando estão matando apenas bandidos.

Este blog já mostrou-se claramente, e publicamente, em defesa das ações policiais,  e criticou duramente a leniência da Justiça, que libera bandidos presos uma, duas… dez vezes.

E este posicionamento pode ser relido nos posts abaixo:

Para quê prender?!?, publicado em 29 de setembro de 2014;

Bandidos voltam a aterrorizar a cidade…, publicado em 3 de janeiro de 2014;

Policiais na mira de bandidos…, publicado em 11 de novembro de 2013.

Foi essa leniência da Justiça que levou à morte de vários policiais no ano passado, assunto também lamentado por este blog. Leia aqui, aqui e também aqui.

Sobre este posicionamento, nada melhor que a declaração do próprio secretário de Segurança, Jefferson Portela.

– Nós não podemos conceber que o Estado recue diante da ação armada de bandidos, muito pelo contrário, o Estado deve desarma-los e prende-los, como eles atentaram contra a vida dos nossos policias, houve a reação policial e eles tombaram em confronto diante dos nossos agentes públicos – afirmou Jeferson Portela.

É exatamente isto que o blog espera da polícia maranhense, que haja com rigor na caça de marginais – e se a saída para a defesa da sociedade for o tombamento destes criminosos, menos mal.

E que a polícia seja preparada para entender suas ações. E proteger a sociedade, não atacá-la.

É o que se espera…