21

De que lado está Waldir Maranhão?

Maranhão trabalha o próprio interese político

O deputado Waldir Maranhão (PP) conseguiu emplacar um aliado na Secretaria de Informática da prefeitura de São Luís. foi um recado que deu à governadora Roseana Sarney (PMDB), após a perda de posições no Governo do Estado.

Os aliados de Roseana dizem ser este gesto o máximo a que se propõe o parlamentar.  Maranhão não se disporia a declarar um rompimento público com o governo.

Waldir Maranhão sempre teve posições furta-cor.

Nas eleições de 2006, esteve com o governador José Reinaldo Tavares (PSB) – e seu candidato, Jackson Lago (PDT) – durante todo o primeiro turno, até viabilziar sua eleição. No segundo turno já estava com Roseana Sarney.

Derrotada Roseana, o deputado tratou de reagrupar-se a Jackson Lago, mas manteve a ponte com a oposição.

Em 2009, Jackson foi cassado, Roseana assumiu e lá estava Waldir Maranhão.

Aproveitou a posição na Câmara Federal – tinha como suplente ninguém menos que o atual vice-governador Washington Oliveira (PT) – para negociar uma boa posição no governo. Assumiu a pasta da Tecnologia, o que garantiu sua reeleição.

Agora que Roseana se reelegeu, tentou voltar para o govenro – ou pelo menos indicar um aliado. Não conseguiu e foi namorar João Castelo. O prefeito, de olho em 2012, tratou de garantir o PP na futura coligação.

Mas é o máximo a que se propõe Waldir Maranhão…

4

Roberto Costa só assumirá em fevereiro a Secretaria de Juventude

Roberto Costa prefeiru assumir na Assembléia

O deputado estadual eleito e atual suplente, Roberto Costa (PMDB), decidiu assumir mandato-tampão na Assembléia Legislativa e só vai para a Secretaria de Juventude a partir de fevereiro.

Com a decisão, Costa garante 20 dias como deputado na Assembléia, mesmo antes de assumir oficialmente. Ele é um dos cinco suplentes chamados a assumir após a ida de titulares para o governo.

Sua decisão tira da lista a suplente Janice Braide, do PTB.

A princípio, Roberto Costa assumiria logo agora a Secretaria de Juventude. Quarto suplente da coligação “A Força do Povo”, ele está na terceira suplência por que o dono da vaga, Neto Carvalho, é o atual prefeito de Magalhães de Almeida.

Além de Roberto, assumirão vaga na Assembléia os suplentes Manoel Ribeiro (PTB), Fábio Braga (PMDB), Valdevino Cabral (PV) e Márcia Marinho.

Ele ficarão no cargo até o dia 1º e garantirão os vencimentos integrais, de R$ 40 mil.

12

Rompimento de adutora deixa 55 bairros sem água na capital

Adutoras velhas não resistem à pressão da água

Pela enésima vez a adutora do Sistema Italuís rompeu-se, na tarde de hoje, prejudicando o abastecimento d’água em vários bairros da capital maranhnse.

Em Nota de Utilidade Pública, a a Caema justifica que “o rompimento se deu por causa da pressão da água em um trecho comprometido pela corrosão”. E pede três dias para resolver o problema.

No total, 55 bairros ficarão sem água.

Veja a relação: parte do Monte Castelo, Apeadouro, Irmãos Coragem, Bairro de Fátima, Bom Milagre, Parque Amazonas, Alemanha, Caratatiua, Vila Ivar Saldanha, Alto da Vitória, João Paulo, Jordoa, Vila Palmeira, Barreto, Túnel do Sacavém, Santa Cruz, Vera Cruz, Cutim, Radional, Coroado, Coroadinho, Vila Conceição, Bom Jesus, Vila dos Frades, Parque Timbira, Alto do Parque Timbira, Parque Pindorama, Parque dos Nobres, Conjunto São Sebastião, Primavera, Sítio do Pica-Pau Amarelo, Redenção, Barés, Filipinho, Sítio Leal, Sacavém, Coheb do Sacavém, Salina do Sacavém e Santo Antônio, Anjo da Guarda, Fumacê, Vila Mauro Fecury I e II, Vila São Luís, Vila Nova, Bomfim, Vila Ariri, Vila Sete de Setembro, São Raimundo, Vila Alto da Esperança, Gancharia, Vila Itaqui, Porto do Itaqui, Alto da Esperança, Ana Jansen e Ilha da Paz.

8

A posição política de Bira do Pindaré…

Bira se declara de oposição, embora em bloco governista

O deputado estadual eleito Bira do Pindaré (PT) confirmou hoje que fará parte de um dos dois blocos alinhados à base da governadora Roseana Sarney (PMDB) na Assembléia Legislativa.

A informação é do blog de Roberth Lobato.

Pindaré, no entanto, diz que manterá postura de oposição, para se manter coerente com a linha adotada na campanha, quando apoiou a candidatura do comunista Flávio Dino.

– Terei que enfrentar a contradição de compor um bloco da base do governo sem me comprometer com o mesmo – disse o parlamentar.

A postura política de Bira do Pindaré revelada a Robert Lobato não é nova na Assembléia. A deputada Helena Barros Heluy (PT) também compôs blocos governistas sem, necessariamente, estar alinhada ao governo.

Isso ocorre por que os blocos partidários garantem maior acesso ao comando de comissões técnicas e da Mesa Diretora da Casa.

Além de Bira, outros dois deputados foram eleitos pelo PT – José Carlos Nunes  e Francisca Primo. Os dois são aliados da governadora Roseana Sarney (PMDB) e deverão apoiar o governo. Primo deverá, compor, inclusive, a Mesa Diretora.

Quanto a Bira do Pindaré, estará livre para votar de acordo com a sua consciência…

1

Reinaldo Calvet e Ricardo Archer terão que recorrer ao STF; Assembléia vai empossar suplentes da coligação, não do partido

Deu no blog do jornalista Gilberto Léda: a Procuradoria-geral da Assembléia Legislativa deu parecer favorável à posse dos cinco suplentes da coligação “A Força do Povo” no lugar dos deputados que pediram licença para assumir cargos no governo.

O parecer da procuradoria acaba com as pretensões dos suplentes Reinaldo Calvet (PSL) e Ricardo Archer (PMDB), que queriam assumir como suplentes dos partidos, com base em decisão do Supremo Tribunal Federal.

Com a decisão, os dois suplentes agora terão que recorrer ao proprio STF se quiserem ver aplicado o entendimento dos ministros do tribunal. Continue lendo aqui…

16

A felicidade de Rodrigo Comerciário…

Rodrigo ao tomar posse, ao lado de Jura...

Não há secretário mais feliz no governo Roseana Sarney (PMDB) que o titular da secretaria de Assuntos Institucionais, Rodrigo Comerciário (PT). Ele assumiu o posto exultante e convicto de que pode trabalhar pelo Maranhão.

E pode mesmo.

Apesar da estrutura reduzida da pasta em que está, Comerciário tem condições de fazer a ponte entre o governo e as entidades sociais, não governamentais, sindicais e políticas do Maranhão e fora dele.

A história de Rodrigo Comerciário corrobora sua alegria por estar em um cargo de primeiro escalão na estrutura do poder estadual.

...com Roseana, na campanha de 2010...Ex-vendedor de picolé, ele chegou ao comércio de São Luís, onde emplacou na carreira sindical, chegando à presidência do Sindcomércio. Entrou no PT e recebeu a formação de base da luta política.

Nem a pouca instrução foi dificuldade para Comerciário alcançar a popularidade política. Enquanto se destacava como liderança partidária, também cuidava da preparação intelectual que lhe seria requerida no futuro.

Foi na condição de líder petista que emplacou a candidatura de vice-prefeito na chapa encabeçada pelo “senhor” Flávio Dino (PCdoB), em 2008. E nesta condição se credenciou na mesa de negociações com o governo Roseana Sarney, avalizando a aliança do PT com o PMDB – e garantindo a força política que o grupo do vice-governador Washington Oliveira necessitava.

Primeiro emplacou no cargo o secretário de Desenvolvimento Social o aliado Edmilson Santos, enquanto buscava vaga na Câmara Federal.

No novo governo, assumiu a pasta das relações institucionais.

Rodrigo Comerciário é hoje secretário de estado no Maranhão.

Com todas as credenciais e prerrogativas que o cargo requer…

2

Suplentes de ontem e suplentes de amanhã…

Fábio Braga continuará na Assembléia

Dos sete suplentes cotados para as cinco vagas de verão da Assembléia Legislativa, apenas Fábio Braga (PMDB) estará na mesma condição a partir de 1º de fevereiro. Todos os demais ou já serão deputados eleitos ou já estarão fora da lsita de suplência por nãot er disputado as eleições de outubro passado.

Manoel Ribeiro (PTB), por exemplo, será deputado estadual eleito – um dos mais votados da coligação, inclusive. Valdevino Cabral (PV), Márcia Marinho (PMDB) e Janice Braide (PTB) não disputaram as eleições de 2010. Em seus lugares, estarão Carlos Alberto Milhomem (DEM), o próprio Fábio Braga e Magno Bacelar, o “Nota 10” (PV).

Manoel Ribeiro será deputado em fevereiro

Da mesma forma, nem Reinaldo Calvet (PSL) nem Ricardo Arhcer (PMDB) – que quererm assumir sob a batuta do Supremo Tribunal Federal – estarão na lista de suplentes de fevereiro – eles também não disputaram as eleições de outubro.

A batalha por vaga nestes 20 dias do verão de janeiro, portanto, termina exatamente em 1º de fevereiro.

Seja qual for o desdobramento judicial da querela…

4

Calvet e Archer querem vagas de Ribeiro e Janice

Os pedidos de posse dos suplentes Reinaldo Calvet (PSL) e Ricardo Archer (PMDB) visam tirar da Assembléia nestes últimos dias da

Archer protocolou pedido de posse ontem

atual legislatura os também suplentes Manoel Ribeiro e Janice Braide (ambos do PTB).

Se a Assembléia acatar os argumentos de Calvet e Archer, baseados em decisão do Supremo Tribunal Federal – de que os mandatos são dos partidos e não das coligações – as vagas a serem preenchidas serão exatamente as de Ribeiro e Braide.

Dos cinco suplentes convocados para assumir na vaga dos secretários do governo Roseana Sarney (PMDB), apenas Manoel Ribeiro e Janice Braide são de partidos que não cedeu titulares para o secretariado.

Deixaram a Assembléia os peemedebistas Jura Filho, Joaquim

Calvet foi o primeiro a buscar vaga do partido

Haickel e Roberto Costa, além dos democratas Max Barros e Chico Gomes e do verde Victor Mendes.

Seguindo a regra do STF, assumiriam três suplentes do PMDB, no caso Fábio Braga, Ricardo Archer e aiinda outro peemedebista, ainda indefinido. Outros dois suplentes do DEM também teriam vaga: Márcia Marinho – embora tenha se mudado para o PMDB, e Calvet, embora tenha se mudado para o PSL.

Valdevino Cabral assumiria a vaga de Victor Mendes, completando os cinco suplentes.

O presidente da Assembléia em exercício, Camilo Figuereido (PDT), anuncia para hoje a decisão da Mesa, baseado em Parecer da Procuradoria-geral da Casa.

Se a decisão for favorável a Calvet e Archer, provavelmente Ribeiro e Janice baterão às portas do STF. Se a decisão for favorável a eles, serão Archer e Calvet que irão ao Supremo.

Afinal, são cerca de R$ 40 mil em jogo por 20 dias de mandato…

2

Um desafio para Joaquim Haickel: áreas de Lazer estão abandonadas

Professo Hostílio Caio

A procura de contatos face a face, o estabelecimento de vínculos afetivos e uma série de outras formas de relacionamentos sociais também se manifestam no lazer das pessoas. Deixar de considerar esse aspecto das atividades de lazer pode contribuir para constatações não muito precisas nas questões que envolvem o associativismo da população. 

Os chamados interesses sociais no lazer podem encontrar seu campo de satisfação nas praças, na freqüência a clubes e associações, nas praias e até mesmo nos estabelecimentos comerciais, que não raro, servem como ponto de encontro.

Os pontos de encontro manifestam-se de formas diferenciadas, variando de acordo com as características gerais da sociedade. Assim, no decorrer dos governos anteriores ao de Roseana Sarney, verificamos que os VIVAS e as praças esportivas, o Ginásio Costa Rodrigues e o Castelão ficaram abandonadas, restringindo o lazer aos shoppings, onde só freqüentam os jovens de classe média para alta, ficando, com isso, os mais pobres sem um lazer que possa preencher de fato seus tempos para o prazer e, principalmente, para sua sociabilidade. Continue lendo aqui…

13

Sindicato cobra de Roseana revogação da nova tabela de pagamentos do estado

O presidente do Sindicato dos Servidores do Estado, Cleinado Lopes Sobrinho, anunciou hoje que vai solicitar da governadora Roseana Sarney (PMDB) a revogação da nova Tabela de pagamento do funcionalismo.

A informação é do blog de Gilberto Léda. (Leia aqui)

Apesar de divulgada desde o final de dezembro, somente ontem a nova tabela do estado entrou na berlinda, após análise crítica deste blog.

A alegação de Sobrinho é praticamente a mesma de todos os servidores estaduais: a mudança no pagamento do salário para o quinto dia útil do mês subsequente prejudica o servidor.

– Não pode o cidadão que já ganha pouco ainda ter que gastar mais com multas por uma alteração que não gera benefício nenhum para o Estado – reclama Cleinaldo Lopes.

A nova tabela começa a vigorar a partir deste mês…