30

Da série Super-heróis maranhenses…

Mister Navalha e sua criação...

Esta é a dupla dinâmica da política maranhense: Mister Navalha e sua invenção de laboratório, o Garoto Prodígio.

Principais poderes
O mister Navalha tem o poder de esconder o passado

Garoto Prodígio é mestre em sumir com qualquer amizade indesejável.

Armas
O Garoto Prodígio consegue chorar lágrimas de crocodilo que iludem a visão daqueles que o cercam;

Mister Navalha usa orçamentos para inflar eleições perdidas.

Pontos Fracos
O Mister Navalha não consegue sobreviver diante do seu maior pesadelo: a mulher-gatuno, que viveu com ele e sabe seus segredos mais escondidos.

O Garoto Prodígio perde o controle emocional quando confrontado com qualquer realidade que ele não aceite: a das urnas, por exemplo.

22

Leitor alerta Roseana para possível traição de Luiz da Amovelar

Luiz da Amovelar estaria enganando Deus e o mundo...

Chamou atenção comentário do leitor Mário Boás, no post sobre Direito de Resposta àquele candidato. (Releia aqui)

Ele alerta a governadora sobre uma possível traição do prefeito de Coroatá, Luiz da Amovelar (PT), caso a sucessão estadual vá para o segundo turno.

– Tem muitos prefeitos que falam abertamente que se a eleição for para o segundo turno não votarão nela (em Roseana) – diz o comentarista, citando Luiz da Amovelar nominalmente.

Não é de hoje que surgem histórias sobre traições de Amovelar. De acordo com Boas, o prefeito diz para todo mundo que “adora o velhinho” (Jackson lago (PDT)).

Para Mário Boás, o prefeito só aidna se mantém no muro porque espera a liberação de emendas até o final de setembro.

– Ele (Amovelar) sabe que não pode deixar de votar nele (em Jackson), no segundo turno, porque, se Roseana ganhar, estará acabado – afirma Mário Boás.

O comentarista destaca ainda que Luis da Amovelar está “totalmente nas mãos de Ricardo Murad (PMDB)” – embora sem explicar o que isso signifique – e que já negocia sua sucessão com a oposição em Coroatá.

– Ele está enganando alguns companheiros com histórias de sucessão municipal – afirma.

Já reeleito, Luís da Amovelar não pode ser candidato, e estaria incentivando alugns aliados – vereadores e empresários – com promessas de apoio em 2012.

– Vai deixar todos na rua da amargura – garante o comentarista.

10

Eles nunca se entendem…

Gatunos em um balaio geram urros e sussurros

O blogueiro sem identidade própria – ora-jackista-ora dinista – desdenha da ida de Jackson Lago (PDT) para o segundo turno e prega, nas entrelinhas que a oposição deve se unir ao outro candidato. (Leia aqui) 

Mais lúcido e menos proselitista, o blogueiro tucano-petista dá a resposta de forma dura, referindo-se à idéia do colega como uma proposta de “unidade oportunista”. (Veja aqui)

Aí vem aquele oposicionista de profissão – não o que abriga, mas o que escreve – e lembra outro profissional da oposição, que já alerta para a presença de balaios em um eventual futuro governo oposicionista. (Veja)

Cada um reflete o pensamento de um dos chefes do bando.

É assim que eles agem quando imaginam a menor fagulha de poder…

20

Recado às eleitoras maranhenses…

Di9ma e Roseana...

Por Mônica Moreira Lima
Jornalista

As mulheres do Maranhão saíram nesta quarta-feira às ruas do Centro de São Luís para manifestar o seu apoio a duas mulheres que estão em primeiro lugar nas pesquisas de intenções de voto no Estado e no país: Roseana e Dilma.

Ambas cotidianamente citadas em minhas orações noturnas há bastante tempo e pelo mesmo motivo: as duas são sobreviventes.

Dilma venceu um câncer e Roseana superou inúmeras intervenções cirúrgicas, a mais delicada no cérebro, para se livrar de recorrentes nódulos, felizmente benignos.

Superar obstáculos e vencer preconceitos. Sina de toda mulher brasileira. Luta de tantas Roseanas e Dilmas por esse Brasil afora, do Oiapoque ao Chuí.

Acredito em Dilma. E ao contrário do discurso surrado da oposição, afirmo com convicção: “ela vai dar conta do recado”.

Assim como votei no Lula nas três vezes em que ele perdeu a eleição. Pela certeza de que ele era capaz. Foram preciso quatro tentativas até que o povo perdesse o medo de votar em um legítimo representante do nosso Nordeste e dos pobres desse nosso imenso país.

O Maranhão na última eleição, em alguns de seus 217 municípios deu a quase totalidade de votos válidos ao Lula. Fenômeno extraordinário que se repete com Dilma.

O maranhense não é petista, é Lula Futebol Clube.

Sabemos que Dilma sempre vestiu e honrou a camisa desse time. Joga com desenvoltura, não calça salto alto, tem humildade, uma virtude inerente aos que são craques dentro e fora de campo. Essa mulher guerreira tem espírito esportivo, sabe sua vez de marcar e a de fazer tabelinha com toda a equipe de governo. Tem uma liderança nata e respeita o adversário.

Se Lula é o cara. Dilma é a nossa cara. Elegante como só as mulheres sabem ser. Não entra no jogo sujo, não puxa o tapete de ninguém, respeita as regras do jogo e recebe a imprensa de braços abertos. Participa de debates e sabatinas atendendo a todos os convites democraticamente. Isso num contexto eleitoral em que uma fatia considerável da imprensa que detém ampla maioria de audiência tucanou vergonhosamente tentando criar, sem sucesso, um novo caçador de marajás para nos empurrar goela abaixo.

Nem é preciso esperar Dilma assumir no dia 1º de janeiro para vermos implantada uma nova política de gênero no país. Ela já está em andamento. A visão feminina do atual governo se reflete no Bolsa Família e nas obras do PAC onde a mãe de família é a titular da conta e todas as unidades habitacionais são entregues em nome da mulher.

Transferir a autonomia financeira doméstica à mulher em uma sociedade patriarcal como a brasileira é uma verdadeira revolução do ponto de vista dos direitos da mulher.

Só um presidente como Lula que honra as calças que veste ou as saias que o acompanham.

Esse é, na prática, o maior avanço dos direitos femininos nesse país e a melhor ferramenta contra a violência doméstica. Se o principal cadeado que prende a vítima ao agressor é a dependência financeira: aí está a chave para a libertação da mulher brasileira vitimada pela covardia dos nossos compatriotas.

Lula é o presidente com maior apoio popular da nossa nação em todos os tempos. Por ser o presidente que prometeu distribuir renda no país e cumpriu. Além de ter se tornado um líder político de expressão internacional. Hoje o Brasil está no mapa das grandes potências mundiais pela sua conduta diplomática em favor da paz, do respeito aos direitos humanos e da soberania nacional.

Roseana, como sua líder do governo, apoiou e angariou forças para aprovar cada um de seus projetos. Tem muita gente querendo pegar carona na onda de popularidade do Lula, mas que na hora das marolas dos mensalões e de outros factóides, abandonou o barco e se fingiu de morto.

Roseana resistiu. E ele reconhece e retribui esse apoio agora, nessas eleições, com a mesma lealdade que o grupo Sarney sempre teve ao seu governo.

Dilma e Roseana caminham juntas num momento decisivo sócio-economicamente para o nosso estado. Refinaria de petróleo da Petrobras em Bacabeira, siderúrgica, aciaria, ampliação de portos, descoberta de reservas de gás em Capinzal do Norte e poços de petróleo à vista. Novas oportunidades de crescimento econômico, de geração de emprego e renda para o povo maranhense, de um salto considerável na qualidade de vida da nossa gente.

Não é hora de desperdiçar voto. É hora da mulher que detém a maioria do eleitorado, decidir essa eleição.

Todas nós fomos geradas nove meses dentro de uma mulher. E somos responsáveis por fabricar as novas gerações. Nesse ponto a participação do homem é infinitamente menor e mais prazerosa.

Se Deus nos fez capazes de construir novos seres, quanto não será mais fácil para uma mulher, gerenciar uma nova fase do nosso estado e continuar a construção de um novo país?

Mulher vota em mulher. O futuro do Maranhão e do Brasil está em nossas mãos.

Reproduzido de “O Estado do Maranhão”

30

Direito de Resposta àquele candidato…

Por decisão do juiz auxiliar Tyrone José Silva (nos autos nº 4101-49 2010 6. 10. 0000) este blog publica Direito de Resposta ao candidato do PCdoB ao Governo do Estado, concedido em face de matéria publicada em 8-9-2010 (releia aqui).

O juiz aceitou a alegação de que a matéria “atenta contra a imagem política do candidato”(?), ignorando a argumentação do advogado Marcelo Itapary, de que a manifestação deste blog encontra respaldo nos princípios constitucionais da livre manifestação do pensamento e expressão” e de que a Justiça Eleitoral não pode invadir blog pessoal.

Abaixo, a íntegra do Direito de Resposta concedido pela Justiça:

“Flávio Dino em Defesa da Transparência

Flávio Dino garante: não se constrange com José Reinaldo

O Deputado federal e candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino, vem, em respeito aos milhares de leitores que acessam o blog do jornalista Marco D’Eça, e para que se restabeleça a verdade, esclarecer o que se segue:

1 – Flávio Dino não esconde os seus amigos. Muito ao contrário, todas as suas relações políticas e pessoais são transparente e de conhecimento público.

Carlos Alberto: amigo de 20 anos

2 – No caso do blogue do jornalista Décio Sá, requereu à Justiça tão somente que seu nome não fosse vinculado a um episódio sobre o qual não tem qualquer envolvimento, a não ser pelo fato de um um dos personagens envolvidos ser seu amigo há mais de 20 anos e prestador de serviço, como já esclarecido anteriormente.

3 – A vida pessoal de seus amigos e prestadores de serviços não lhe dizem respeito. Portanto, não há porque – senão com o objeitvo de atingir sua imagem, envolvê-lo em um episódio sobre o qual não vinculação, ligação ou conhecimento.

4 – Flávio Dino não tem, nem nunca terá qualquer constrangimento em relação aos seus amigos ou prestadores de serviços, uma vez que todas as relações estabelecidas, se dão publicamente, sem conchavos ou acordos de gabinete.

5 – Por fim, reitera seu compromisso com a liberdade de imprensa e de expressão, para garantia da plena democracia em nosso país. ”

Leia aqui entendimento do blog sobre Direito de Resposta e Liberdade de Expressão

11

A deturpação do Direito de Resposta…

Opinião não são máscara que mudam ao bel prazer dos acontecimentos...

Há no Maranhão um equívoco que chega a ser nocivo do ponto de vista social: a péssima interpretação dos judicantes quanto ao que seja Direito de Resposta, sobretudo em período eleitoral.

Decisões deste tipo são erradamente concedidas, em alguns casos, por um temor  desmedido que aprenderam a ter das chamadas vozes sindicais e classistas.

Mas em outros, por absoluto despreparo jurídico de quem deve interpretar as regras.

O Direito de Resposta é aplicável quando – e apenas se – há pontos não esclarecidos em determinada matéria, texto, comentário sobre A ou B.

Numa dúvida não esclarecida sobre determinada ação de agente público, por exemplo, cabe ao personagem o direito de explicar o que não ficou claro.

Dar Direito de Resposta contra uma opinião é um estupro à liberdade de expressão. Sobretudo contra uma opinião dada em espaço pessoal e intransferível do opinador.

Opinião é pensamento, visão de mundo, baseada no conjunto de valores que perfazem a personalidade do opinador. O que ele expressa é resultado deste conjunto de valores.

Como pode alguém opinar sobre outro ou sobre algo e – por absoluta imposição de um Direito de Resposta deturpado –  ter que se desdizer?

Se penso que determinado cidadão seja mau caráter ou se tem comportamento leviano, esta opinião é fruto dos meus valores. Não pode ser estuprada ou amordaçada.

Ora, como pode alguém exigir de mim que diga que ele não é mau caráter ou leviano, se eu acho que seja?

Opinião não se castra por mero Direito de Resposta.

Se o personagem da opinião se sente  ofendido, que recorra à Justiça, com uma ação por danos morais, provando que houve calúnia ou injúria em tal opinião.

Até porque, ninguém pode pensar por outro.

E é isso que impõe direitos de respostas mal dados e mal interpretados…

1

Julgamento de Roriz selará destino de Jackson…

José Reinaldo também torce pela cassação de Jackson

Já tem parecer contrário da Procuradoria-Geral da República o recurso do candidato a governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), que está sendo julgado hoje pelo Supremo Tribunal Federal.

O ex-governador, que foi ao STF para tentar reformar decisão do TSE, quer o deferimento do seu registro de candidatura, com a argumentação de que a Lei da Ficha Limpa não pode retroagir para prejudicá-lo.

O ex-governador do Distrito Federal reunicou ao mandato de senador, em 2007, após o PSOL ter entrado com representação para cassar o seu mandato. Pelas regras da Ficha Limpa, quem renuncia para escapar de cassação também está inelegível.

O julgamento de Roriz selará também o destino do candidato do PDT ao governo do Maranhão, Jackson Lago.

Há a possibildiade de o STF julgar favorável a Roriz, mas se a decisão for pela aplicabilidade da Lei da Ficha Limpa já nestas eleições, significa que Jackson estará praticamente fora do pleito.

O pedetista também está sendo julgado com base na Lei da Ficha Limpa e seu processo deve entrar na pauta do TSE até o dia 30 de setembro. O STF seria o caminho do recurso final de Jackson, mas, com uma eventual decisão desfavorável a Roriz, o maranhense também estaria fadado ao fracasso. 

Neste caso, o ex-governador terá duas opções até o dia 3: renunciar à candidatura e declarar apoio a outro candidato ou pedir a substituição do seu nome.

Resta saber se terá tempo hábil para manter os votos…

8

Concurso Público: quase mil vagas em Paço do Lumiar…

Já está disponível aos candidatos o Edital de Concurso Público para preenchimento de vagas na administração de Paço do Lumiar.

São 947 vagas para cargos de nível médio, fundamental e superior. Do total, 67 são destinadas para portadores de necessidades especiais. Os salários variam de R$ 575,00 a R$ 1,7 mil.

As provas estão previstas para o dia 5 de dezembro.

Entre as vagas abertas estão 140 para professor de Educação Básica, 80 vagas para professor de Educação Infantil, 191 vagas para merendeira e 63 para agente administrativo.

As inscrições estarão abertas de 27 de setembro a 22 de outubro, pela internet ou diretamente na sede da empresa responsável – Instituto Ludus, Av. 13, Quadra 155, Nº 1-C, Maiobão, Paço do Lumiar/Maranhão.

Acesse aqui a íntegra das informações sobre o concurso

124

A dez dias da eleição, quadro de eleitos para a Assembléia praticamente se consolida…

Está praticamente fechada a lista de eleitos para a Asembléia Legislativa.

Faltando cerca de 10 dias para o pleito, restam poucas vagas em algumas coligações. Em outras, não mais.

Mas houve mudanças significativas desde o último prognóstico do blog.

Por exemplo: o chapão roseanista, formado por PMDB, DEM, PTB e PV deve fazer mesmo somente 16 parlamentares. Isto aumenta as chances da coligação jackista (PSDB/PDT/PTC) eleger sete deputados e também amplia as chances de a outra coligação roseanista, formada por PRB, PSL e outras legendas, eleger cinco parlamentares.

Para elaborar o prognóstico, este blog leva em consideração o desempenho individual do candidato (perfil, vínculos políticos, econômicos e sociais, experiência política e serviços prestados); trajetória e popularidade do partido, com base nas últimas cinco eleições; os recursos disponíveis (financeiros e humanos, como financiadores e militantes); a coligação e vinculação a candidatos majoritários (senador, governador e presidente); além do apoio governamental (máquinas municipais, estaduais e federal) e as pesquisas eleitorais.

Abaixo, a relação de eleitos e os que ainda têm chances:

1 – Coligação PMDB/DEM/PTB/PV
Candidatos com vagas praticamente asseguradas:
Ricardo Murad (PMDB), Victor Mendes (PV), Max Barros (DEM), Raimundo Cutrim (DEM), César Pires (DEM), Rigo Teles (PV), Roberto Costa (PMDB), Vianey Bringel (PMDB), Stênio rezende (PMDB), Antonio Pereira (DEM), Carlos Filho (PV) e Carlos Alberto Milhomem (DEM).

Disputam as últimas quatro vagas:  Fábio Braga (PMDB), Arnaldo Melo (PMDB), Chico Gomes (DEM), Eidlásio Júnior (PV), Alberto Franco (PMDB), Manoel Ribeiro (PTB), Afonso Manoel (PMDB), Hemetério Weba (PV), Márcia Marinho (PMDB), Magno Bacelar (DEM) e Jura Filho (PMDB).

2 – Coligação PDT/PSDB/PTC
Candidatos praticamente eleitos:
Gardênia Castelo (PSDB), Graça Paz (PDT), Camilo Figueiredo (PDT), Pavão Filho (PDT), Neto Evangelista (PSDB), André Fufuca e Carlinhos Amorim (PSDB).

Candidatos com remotas possibilidades: Aderson Lago (PSDB) e Edivaldo Holanda (PTC).

3 – Coligação PCdoB/PPS/PSB
Candidatos com eleição assegurada: Cleide Coutinho (PSB), Marcelo Tavares (PSB), Luciano Leitoa (PSB) e Rubens Pereira Júnior (PSB).

Brigam pela última vaga: Othelino Neto (PPS) e Eliziane Gama (PPS).

4 – Coligação PRB/PSL/PMN e outros…
Eleitos: Marcos Caldas (PRB), Nonato Aragão (PSL), Eduardo Braide (PMN)

Disputam mais duas vagas: Canindé Barros (PSL), Rogério Cafeteira (PMN), Carlinhos Florêncio (PMN), Lima Neto (PMN) e Edson Araújo (PSL).

5 – Coligação PR/PTdoB e outros:
Candidatos com eleição praticamente assegurada:
Jota Pinto (PR), Alexandre Almeida (PTdoB).

Dsiputam uma eventual terceira vaga: Darci Terceiro, Quininha e Marly Abdalla.

6 – Coligação PP/PSC e outros…
Seguramente eleitos:
Hélio Soares (PP) e Doutor Pádua (PP).

Disputam a terceira vaga: Penaldon Moreira (PSC), João Batista (PP) e Léo Cunha (PSC).

7 – PT
Candidatos com eleição praticamente assegurada:
Francisca Primo e Mauro Jorge.

Disputam uma eventual terceira vaga: Zé Carlos da Caixa, Fransuíla Soares, Edmilson Carneiro, Valdinar Barros e Bira do Pindaré.

Um novo prognóstico do blog deve ser divuglado ás vésperas da eleição. É pouco provável, no entanto, que haja alterações significativas a estas alturas.

É aguardar e conferir depois…

16

Pesquisa Escutec: ninguém pode comemorar…

Nem Jackson nem Roseana têm certeza dos números desta eleição

Os números da pesquisa Escutec/O Estado do Maranhão, divulgados hoje, encerram uma sentença: nunca a eleição maranhense esteve tão estabilizada, engessada, amarrada até.

Se a candidata do PMDB, Roseana Sarney, não pode ter a garantia de que vence no primeiro turno, tampouco os seus principais adversários podem ter a certeza de que levarão a disputa para um segundo turno.

A margem que define a eleição em um ou dois turnos é tão ínfima que impede qualquer projeção.

A única certeza, revelada tanto por Ibope quanto Escutec: Roseana tem a maioria dos votos válidos, o que lhe asseguraria a vitória no primeiro turno – mas em um patamar tão pequeno que impede qualquer afirmação antecipada.

A última semana de campanha será decisiva.

Para a ganhar um ou dois pontinhos e consolidar a vitória, Roseana terá que apostar nos votos dos grotões – aqueles não alcançados pelos insitutos.

Os outros dois adversários terão que centrar fogo nos grandes centros, a fim de tirar pontos da própria governadora, sem interferir nos seus próprios potes de votos.

Só assim terão chances de levar o pleito para uma segunda rodada, ainda que não tenham convicção de quem será o adversário da peemedebista.

A eleição no Maranhão, portanto, deverá ser decidida no dia…

Leia aqui a análise completa da pesquisa Escutec/O Estado do Maranhão