3

Edivaldo consolida renovação da frota de ônibus em São Luís…

Desde a licitação de 2016, gestão do prefeito já inseriu 272 veículos com ar-condicionado no sistema de transporte; e já renovou 76% da frota, num enfrentamento nunca antes ocorrido na capital maranhense

 

Edivaldo cumprimenta motorista ao entregar novos ônibus climatizados para o transporte urbano

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) inseriu nesta quinta-feira, 29, 10 novos ônibus com ar-condicionado no sistema de transporte urbano de São Luís.

No total, já são 272 veículos climatizados no sistema, que já conta com uma renovação de 700 novos ônibus.

Na verdade, Edivaldo Júnior iniciou a renovação da frota de ônibus na capital ainda em 2013, quando estava no primeiro mandato.

A nova frota recebeu mais 10 veículos novos, que já somam 700 ônibus no sistema desde 2016

A partir de 2016, com uma inédita licitação, assumiu um enfrentamento da questão como nunca se viu na história do transporte urbano da cidade.

Hoje, São Luís tem uma frota total de algo em torno de 900 ônibus, sendo cerca de 800  chamado de frota circulante. Deste total, 700 ônibus novos entraram no sistema desde então, sendo 272 com ar-condicionado.

É preciso reconhecer que Edivaldo Júnior enfrentou um problema crônico e histórico na capital maranhense, sem recuo diante da pressão dos empresários.

Os ônibus novos garantem todo o conforto aos usuários dos sistema de transporte de São Luís

Realizou a licitação, exigiu a implantação de ônibus modernos e climatizados, e operou a renovação da frota.

De 2016 para cá, o sistema de transporte urbano experimentou um avanço gradual, que deve continuar, gradativamente, até o fim do mandato do prefeito.

Sem dúvida, um dos legados de Edivaldo Júnior para a capital…

0

Edvan Brandão é empossado em Bacabal

Prefeito eleito em em disputa suplementar no final de outubro assumiu o cargo em solenidade na tarde de quarta-feira

 

O prefeito e a vice após diplomação pela Justiça Eleitoral

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, ao lado da vice-prefeita Graciete Trabulsi Lisboa, assumiu o mandato suplementar para o qual foi eleito em outubro,  com 23.355 votos.

O prefeito e a vice-prefeita diplomados pautaram seus pronunciamentos nos agradecimentos à Justiça Eleitoral.

“Senhores doutores eu quero aqui elogiar a Justiça Eleitoral da minha cidade, e do Maranhão, pelo sucesso do pleito que foi realizado com a maior tranquilidade, com a dedicação de todos os servidores da Justiça e agradecer ainda o apoio e colaboração dos órgãos de segurança que estiverem presentes durante a eleição, como a Polícia Civil e a Polícia Militar”, agradeceu o prefeito.

Posse na Câmara  

Já era noite quando o prefeito Edvan Brandão e a vice-prefeita Graciete Lisboa foram a pé do Forum de Justiça para a Câmara Municipal, acompanhados por centenas de populares.

Em sessão presidida pelo vereador Melquiades Neto, Edvan Brandão e Graciete Lisboa foram devidamente empossados. Em seu pronunciamento o prefeito Edvan Brandão fez agradecimentos a Deus, à sua família e ao povo de Bacabal.

0

Rafael Leitoa caminha para ser líder do governo Flávio Dino na AL…

Deputado reeleito pelo PDT é o mais forte representante do comunista na bancada e deve assumir o desafio de defendê-lo, pelo menos até 2020, quando deve se preparar para outros voos

 

Rafael ao lado de Flávio Dino: confiança na Assembleia Legislativa

O deputado estadual reeleito Rafael Leitoa (PDT) deve mesmo ser o líder do governo Flávio Dino na Assembleia Legislativa na próxima legislatura.

Ele vai substituir Rogério Cafeteira (DEM), que não conseguiu reeleição.

Leitoa tem as prerrogativas principais para o posto: é ligado diretamente ao próprio Flávio Dino, tem o apoio do senador eleito Weverton Rocha (PDT) e vem de uma cidade importante, como Timon.

Em Timon, aliás, Leitoa deve disputar a prefeitura, em 2020.

Mas esta é uma outra história…

6

O fracasso do segundo mandato de Luis Fernando em Ribamar…

Prefeito cometeu o erro de voltar ao comando da cidade após gestão de excelência com apoio de lideranças e agora vê seu prestígio afundar em um mar de problemas que põem em risco seu projeto de reeleição em 2020

 

INEVITÁVEL COMPARAÇÃO. Luís Fernando não pôde fazer o que fez no primeiro mandato e acabou sendo comparado consigo mesmo; e fracassou

Tido como exemplo de excelência em gestão no período de 2004 a 2009, quando governou o município de São José de Ribamar pela primeira vez, o tucano Luis Fernando Silva decidiu voltar ao mesmo lugar em 2016.

Cometeu um erro grave em política.

Na verdade, já havia cometido o primeiro erro político em 2014, quando recuou em cima da hora de de uma candidatura a governador que tinha todo o respaldo das lideranças políticas do seu grupo.

Apostando na aliança com o seu ex-adversário Flávio Dino (PCdoB), Luis Fernando elegeu-se em Ribamar com absoluto apoio da população.

Mas fracassou na volta à cidade.

Sem obras que justifiquem sua gestão, Luís Fernando vem perdendo o apoio da população e agora começa a perder também a liderança política em Ribamar.

A derrota na tentativa de obter um empréstimo de R$ 60 milhões na Câmara Municipal, expôs o fracasso político do prefeito.

E sem recursos, a tendência é a situação de Ribamar piorar ainda mais, já que ele nunca teve o apoio esperado do seu ex-desafeto Flávio Dino, a quem chegou a chamar de “mudança de gogó”, e acabou por perder o apoio que tinha do senador Roberto Rocha (PSDB).

O presidente tucano no Maranhão já chegou, inclusive, a pedir sua saída do PSDB.

Esnobado por Flávio Dino, sem relações federais e sem apoio local, é possível que Luís Fernando sequer concorra à reeleição em 2020.

Mas esta é uma outra história…

1

Osmar Filho cada vez mais próximo de Edivaldo Júnior…

Futuro presidente da Câmara Municipal é um dos nomes do PDT para a sucessão; e tem acompanhado de perto o prefeito, que será o comandante do processo em São Luís

 

Osmar Filho com Edivaldo e a primeira-dama, Camila, em vistoria às obras da Praça Deodoro

É cada vez mais comum acompanhar o vereador Osmar Filho (PDT) ao lado do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), em vistoria de obras, eventos ligados à prefeitura e reuniões políticas.

O jovem parlamentar, que assumirá em janeiro o comando da Câmara Municipal de São Luís, é, hoje, um dos mais próximos aliados do prefeito.

Se há a vistoria de uma obra, como a da Praça Deodoro, Osmar Filho está ao lado de Edivaldo Júnior.

Se a agenda é um evento ligado à prefeitura, Osmar Filho também está com Edivaldo.

E até nas reuniões políticas, o futuro presidente da Câmara está sempre próximo do prefeito.

Osmar Filho ao lado de Edivaldo, Camila e do presidente da Gasmar, Arthur Cabral, com atores na Feira do Livro

Edivaldo Júnior pretende ser o comandante de sua própria sucessão, com um candidato que possa manter o legado de sua gestão e dar a ele a certeza de um futuro político.

Osmar Filho é – ao lado do também vereador Ivaldo Rodrigues, do deputado estadual eleito Yglésio Moisés e da diretora do Detran, Larissa Abdalla – um dos nomes do PDT para a disputa.

E com ascensão garantida ao poder como presidente da Câmara, tem amplas condições de pavimentar seu caminho.

É aguardar e conferir…

3

Ivaldo Rodrigues articula nova ponte para a Divinéia…

Vereador e atual secretário municipal de governo acompanhou o titular da Semosp, Antonio Araújo, na entrega das máquinas que iniciarão as obras no bairro

 

Ivaldo acompanha Araújo e os técnicos da Semosp nas primeiras medições da obra na Divinéia

O secretário municipal de governo, vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), acompanhou ontem o colega de gestão Antonio Araújo, secretário municipal de Obras, na chegada das máquinas para a construção da Ponte da Divinéia.

– O novo equipamento garantirá maior mobilidade aos moradores da Divinéia e região; é uma importante obra da gestão de Edivaldo Júnior (PDT) – disse Ivaldo.

A nova ponte será instalada na Rua Argentina…

0

Para Weverton, atuação no Congresso Nacional também pode definir futuro prefeito…

Senador eleito, que já troca informações com pré-candidatos do seu grupo político, monitora, ao lado do prefeito Edivaldo Júnior, a movimentação de aliados e adversários em torno da sucessão em São Luís

 

Ao lado do prefeito Edivaldo Júnior, Weverton já tem as primeiras impressões sobre a sucessão de 2020

O senador eleito Weverton Rocha (PDT) tem acompanhado a movimentação de todos os interessados do seu grupo político na sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT); e para ele, a atuação da bancada maranhense no Congresso também pode definir o futuro prefeito.

– É preciso esperar o desempenho dos nossos parlamentares em Brasília, tanto aliados quanto adversários; essa performance, dependendo também da postura em relação ao futuro governo Bolsonaro, pode ajudar ou complicar para alguns – avaliou, Rocha.

Mesmo sem citar nomes, o pedetista disse entender que o desempenho do próprio deputado federal Eduardo Braide (PMN) – hoje tido como favorito na disputa pela prefeitura – pode ser influenciado por sua relação com o governo Bolsonaro.

– Há uma expectativa muito grande em relação ao governo Bolsonaro; o desempenho deste governo, se bom ou ruim, pode atingir diretamente seus aliados no estado; e quem tiver uma performance de protagonista no debate, contra ou a favor do presidente, será reconhecido de acordo com o que ocorrer no país – avaliou o senador eleito.

Pedro Lucas, Eliziane Gama e Pedro Fernandes são alguns dos cotados para prefeito com atuação em Brasilia

Entre os aliados de Weverton Rocha e do prefeito Edivaldo Júnior na Câmara Federal cotados para a sucessão em São Luís estão a senadora eleita Eliziane Gama (PPS) e os deputados federais eleitos André Fufuca (PP) e Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Nenhum deles se posicionou oficialmente, ainda, sobre a relação com o governo Jair Bolsonaro. Outros nomes do grupo compõem a bancada de deputado estadual e de vereador em São Luís.

Eduardo Braide também não se manifestou se cerrará fileiras ou ficará neutro em relação ao presidente.

Por enquanto, diz Weverton Rocha, as conversas se dão apenas em torno dos objetivos de cada interessado na disputa, o que deve perdurar por todo o ano de 2019.

– Certamente, ao final de 2019, já se tem mais claramente um quadro de pré-candidatos que possa se consolidar para a disputa de 2020 – concluiu o senador…

0

Para Yglésio, prefeitura deve ser consequência do seu trabalho…

Em entrevista ao programa Abrindo o Verbo, da Mirante AM, deputado estadual eleito disse que a questão da disputa não pode ser a finalidade do seu mandato, mas resultado de uma grande atuação na Assembleia

 

Yglésio na entrevista à Mirante AM

O deputado estadual eleito Yglésio Moisés (PDT) voltou a falar nesta segunda-feira, 19, sobre uma possível candidatura a prefeito de São Luís.

Para ele, essa discussão não pode ser colocada como objetivo de sua atuação política, mas como consequência do seu trabalho parlamentar na Assembleia Legislativa.

– Eu considero o Executivo uma consequência de quem está entrando no Legistativo agora, mas isso só vai acontecer com trabalho e dedicação à cidade. Isso tem que ser consequência de um grande trabalho e não finalidade do nosso mandato – disse o pedetista, em entrevista ao jornalista Jorge Aragão, no programa Abrindo o Verbo, da Mirante AM.

Yglésio demonstrou entusiasmo com a receptividade ao seu nome e disse que as redes sociais têm sido fundamentais na relação da classe política com o eleitor.

– A partir de agora a gente tem que ter uma relação com o eleitor diferente. As redes sociais são obrigatórias e o contato permanente com o eleitor por meio dessas ferramentas também. Hoje a grande reclamação, a grande queixa que as pessoas tem dos políticos é a omissão – ponderou.

O deputado eleito é um dos nomes do PDT para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Mas seu foco, agora, é a atuação na Assembleia…

1

O fator Helena Duailibe na eleição de São Luís…

Lançada à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior pelo presidente do seu partido, Simplício Araújo, ex-vice-prefeita e deputada estadual eleita reúne condições para polarizar a disputa como nome de peso

 

Simplício Araújo com Helena Duailibe e aliados em um ato de campanha em São Luís

No blog do jornalista Diego Emir está a informação: o presidente regional do Solidariedade, secretário Simplício Araújo, aposta no nome da deputada estadual eleita Helena Duailibe para a Prefeitura de São Luís. (Leia aqui)

O anúncio abre por si só novas perspectivas para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Trabalhada de forma inteligente e articulada na mídia, Helena Duailibe pode vir a ser o principal contraponto ao deputado federal eleito Eduardo Braide (PMN), apontado como favorito na disputa de 2020.

Até agora, não se vê oponente à altura do recall eleitoral de Braide na sucessão de Edivaldo, embora uma profusão de nomes já tenham sido postos à avaliação do eleitor.

Tanto que o grupo de Edivaldo já discute nos bastidores opções para amenizar o favoritismo do deputado federal.(Releia aqui e aqui)

Ex-vereadora, ex-vice-prefeita de São Luís, ex-secretária de Saúde do estado e do município – em diversas gestões – a deputada eleita tem o preparo exigido para quem se propõe a comandar os destinos dos ludovicenses.

Ao fazer o anúncio do projeto do Solidariedade, Simplício disse que nem havia falado com Helena Duailibe ainda.

Mas o impacto de suas declarações devem tornar o fato consolidado…

0

Lideranças emergentes reforçam PDT para 2020 em São Luís…

Presidido pelo senador eleito Weverton Rocha, partido tem ao menos quatro nomes cotados para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior, que também pertence à legenda

 

EMPODERADO. alçado ao comando da Câmara Municipal, Osmar Filho tem em Weverton um dos principais aliados no PDT

No poder em São Luís há pelo menos 30 anos, o PDT é hoje o partido mais capilarizado nas comunidades da capital maranhense; mas até a eleição de outubro, corria o risco de chegar a 2020 sem nomes para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior.

DESTAQUE NA GESTÃO. Ivaldo Rodrigues entre Flávio Dino e o amigo Weverton Rocha

Hoje, após a vitória retumbante do presidente do partido no estado, senador eleito Weverton Rocha, a legenda emerge das urnas com ao menos quatro nomes cotados para representá-la na sucessão municipal.

Presidente eleito da Câmara Municipal, o vereador Osmar Filho é o mais jovem dentre os nomes pedetistas. Ele assume em janeiro o posto hoje ocupado pelo vereador Astro e Ogum, e já demonstra desenvoltura para se viabilizar como opção.

CRISTÃO-NOVO. Eleito deputado estadual, Yglésio chegou ao PDT a convite do próprio Weverton Rocha

Ao seu lado está o vereador Ivaldo Rodrigues, que hoje ocupa a Secretaria de Articulação Política do próprio Edivaldo júnior. O vereador se consolidou como liderança emergente no PDT pelo bom desempenho no setor de abastecimento de São Luís, um dos mais fortes da gestão de Edivaldo.

Eleito deputado estadual em outubro, o médico Yglésio Moises é cristão-novo no PDT, mas se fortaleceu com a força de sua votação, sobretudo na região metropolitana, que reúne os quatro municípios da Grande São Luís.

Mas o agora deputado sempre demonstrou o interesse em concorrer à prefeitura, embora prefira manter cautela, diante do projeto partidário de poder.

RELAÇÃO DE AMIZADE. Larissa Abdalla tem com Weverton relação de amizade e familiar que perpassa a política

O quarto nome do PDT é o da diretora do Detran-MA, Larissa Abdalla Britto, mas isso não significa que ela esteja exatamente nesta sequência como opção. Pelo contrário: ela tem na relação histórica e familiar com Weverton Rocha o seu principal trunfo.

Tanto que deve ganhar novo posto no governo Flávio Dino (PCdoB) a partir de janeiro.

Mas esta é uma outra história…