0

E o asfalto eleitoral corre solto no interior…

Flávio Dino usa a estrutura do governo para levar asfalto até em ruas já asfaltadas no município de Bacuri, em mais um flagrante do abuso de poder e da compra de votos nas eleições maranhenses

 

ABUSO DO PODER. Máquinas como esta espalham-se por todo o Maranhão, jogando asfalto em cima de asfalto em troca de votos em Flávio Dino

A imagem que ilustra este post – tirada ontem, no município de Bacuri – é de uma obra de asfaltamento promovida pelo Governo Flávio Dino (PCdoB).

Perceba que a máquina coloca o asfalto em uma rua que já é asfaltada.

A prática eleitoreira foi usada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) em favor dos seus candidatos a prefeito em todo Maranhão, nas eleições de 2016. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

Tanto que, por isso, já foi condenado e está inelegível, disputando sub judice as eleições deste ano. (Entenda aqui)

Mas ele não se emenda e continua a utilizar-se das mesmas práticas nocivas ao processo eleitoral.

Nas barbas da Justiça e do Ministério Público…

0

Weverton discute com ministro privatização de aeroportos…

Ao lado de representantes dos trabalhadores do setor, deputado maranhense apontou os riscos de uma privatização para terminais de cidades menores, como São Luís, Teresina e Imperatriz, que já lutam para manter voos diários

 

PRESSÃO. Weverton e aeroviários expõem drama da Infraero ao ministro Maurício Quintella

Representantes do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Associação Nacional dos Procuradores da Infraero, Associação Nacional dos Procuradores de Empresas Públicas Federais, Associação Nacional dos Empregados da Infraero e o presidente da Comissão da Advocacia nas Empresas Estatais Federais- OAB/DF se reuniram nesta quarta-feira, 15, com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, para falar do processo de privatização de aeroportos.

A reunião aconteceu a pedido do líder do PDT na Câmara, deputado Weverton Rocha, que foi procurado pelos representantes do órgão. Do encontro também participou o Secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Lopes.

– Entendemos a necessidade de tornar o setor competitivo, mas é importante preservar a Infraero, tanto pela capacidade do seu pessoal, como porque em caso de privatização ampla muitos aeroportos pequenos, do Norte e Nordeste, acabariam sendo prejudicados por não serem tão lucrativos – afirmou Weverton Rocha.

Ele lembrou que aeroportos como o de São Luís, Imperatriz e Teresina já lutam para a manutenção de voos e sofreriam muito com uma privatização irrestrita.

Na reunião ficou decidida manutenção de uma mesa permanente de conversa entre representantes dos trabalhadores e ministério para acompanhar as decisões do governo para o setor.

O ministro Maurício Quintella afirmou que o Governo estuda os caminhos para as concessões do setor e que não há plano para a privatização total da Infraero.

0

Hildo Rocha quer anulação de cobrança de bagagens em voos…

Decreto Legislativo assinado pelo parlamentar maranhense revoga a Resolução da ANAC que altera o critérios de carregamento de bagagens no voos brasileiros

 

Companhias foram autorizadas a cobrar por bagagens como estas nos aeroportos do Brasil

Por meio do Projeto de Decreto Legislativo 567/2016, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) pediu a revogação da Resolução No 400, de 13 de dezembro de 2016, da Agência Nacional da Aviação (ANAC) que altera os critérios de cobranças de bagagens de usuários de linhas aéreas.

“A permissão para cobrança pela bagagem despachada não resultará em redução de tarifas aéreas. Dizer que a medida estimulará a concorrência e resultará em redução de preços não passa de especulação”, argumento Hildo Rocha.

Hildo Rocha apresentou decreto anulando a resolução da ANAC

De acordo com o parlamentar, para quem faz viagens rápidas, a negócios, pode até ser vantajoso, mas para quem faz viagens de férias com a família a decisão da Anac causará enormes prejuízos, pois irá inibir as pessoas de fazerem compras.

“Além disso, a proposta põe em dúvida a eficiência a segurança jurídica e razoabilidade, elementos básicos do direito”, ressaltou o parlamentar.

Rocha argumentou ainda que o fim do subsídio cruzado, hoje existente com a franquia da bagagem, resultará em aplicação de uma lógica enviesada por meio da qual os que podem pagar mais irão pagar menos enquanto que os que podem pagar mais serão os verdadeiros beneficiados.

“Nem sempre quem formula as políticas públicas tem a necessária honestidade intelectual para expor os fatos com a necessária clareza. Este é mais um exemplo. Faltou a Anac dizer quem ganhará e quem perderá caso a resolução passe a vigorar”, destacou o deputado.

0

Eduardo Braide vai inspecionar obras do aeroporto…

Comissão da Assembleia Legislativa atende a requerimento do parlamentar e vai vistoriar a que pé anda a duplicação do terminal

 

Briade já esteve com outros colegas, por várias vezes, observando as intermináveis obras do aeroporto

Braide já esteve com outros colegas, por várias vezes, observando as intermináveis obras do aeroporto

A Comissão de obras e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa fará uma vistoria, na tarde desta terça-feira, 22, nas obras de ampliação do Aeroporto do Tirirical, em São Luís.

A inspeção atende a requerimento do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), que tem dedicado o mandato à melhoria da chegada à capital maranhense, seja por terra ou por ar.

Braide não entende, por exemplo, que o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) nunca tenha se manifestado a respeito dos problemas enfrentados, tanto na BR-135 quanto no aeroporto, o que foi tema, inclusive, de debate durante a campanha eleitoral.

Na vistoria desta terça-feira, os parlamentares irão verificar instalações e serviços no terminal de passageiros – que, mesmo ultrapassados os prazos de conclusão – ainda não foram entregues.

A vistoria está marcada para as 15h…

3

“A Infraero está falida”, afirma Hildo Rocha…

Hildo Rocha com o demais deputados do Maranhão, na audiência com Maurício Quintella

Hildo Rocha com o demais deputados do Maranhão, na audiência com Maurício Quintella

O deputado federal Hildo Rocha afirmou, em pronunciamento na tribuna da Câmara, que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), é mais uma estatal falida.

“A pane elétrica, ocorrida no aeroporto de São Luis (Marechal Hugo da Cunha Machado), mostrou que a Infraero está falida. O ‘apagão’ aconteceu exatamente no período em que o Maranhão Costuma receber maior quantidade de turistas”, criticou o parlamentar. 

Para tratar do apagão e cobrar agilidade nas obras de ampliação do terminal de passageiros do aeroporto de São Luis, Hildo Rocha participou de audiência conjunta com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintela, e com o Presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira.

“A questão da pane, que durou 48 horas, está superada. Entretanto existe uma ampliação que está em curso e nós pedimos que o Ministro acelere a entrega do terminal de passa para que o Maranhão possa potencializar o turismo e fortalecer as suas atividades econômicas” explicou.

Rocha enfatizou que nos últimos dez anos o Maranhão foi o Estado que menos recebeu investimentos da União.

“O descaso, do governo anterior, com o Estado do Maranhão tem causado sérios prejuízos à economia maranhense”, destacou Rocha.

0

Emenda de Weverton garante voos regionais em cidades como Imperatriz…

Proposta do deputado maranhense, aprovada durante apreciação da MP 714/16, reserva 20% dos voos autorizados pela Anac para aeroportos regionais

 

O Plenário aprovou, nesta terça-feira, 21, emenda do deputado Weverton Rocha (PDT), à Medida Provisória 714/16 que prevê a necessidade de as companhias aéreas reservarem até 20% de seus voos para aeroportos regionais quando da autorização de voos regulares de transporte de passageiros pela Agência Nacional da Aviação Civil (Anac).

“Essa é uma importante vitória para os brasileiros. Nós precisamos de uma legislação inclusiva e justa para o cidadão ter acesso à política de transporte aéreo. Não dá pra deixar de prestar serviço baseado em um único critério de que o lugar não dá lucro”, ressaltou.

“Em Imperatriz, a suspensão de voos aos fins de semana tem causado prejuízos para toda a Região Tocantina e imediações”, completou.

O parlamentar maranhense aproveitou a oportunidade para relatar sobre a interrupção das operações do aeroporto de São Luís, na noite da última sexta-feira, 17, ocasionada por uma pane elétrica.

“O aeroporto de São Luís ficou sem energia por mais de 72 horas. A superintendência da Infraero teve que alugar um gerador temporário só para a pista. Vários voos, em pleno festejo junino, foram transferidos para outros estados, porque não tivemos capacidade”, denunciou.

Veja acima o discurso do parlamentar sobre o assunto…

0

André Fufuca também mostra indignação com fechamento do Cunha Machado…

Coordenador da bancada maranhense revelou que já acionou o ministro dos Transportes , que mostrou-se interessado em vir a São Luís vistoriar a situação do aeroporto

 

André Fufuca tem pressionado ministro

André Fufuca tem pressionado ministro

O deputado federal André Fufuca (PP) externou indignação com o fechamento das atividades do Aeroporto Internacional Cunha Machado neste fim de semana.

Para o deputado, a situação chegou ao seu limite.

“Recebi a ligação de várias pessoas e não acreditei. Chegando ao aeroporto percebi que absolutamente nada funcionava. Isso é inadmissível”, disse o deputado.

André Fufuca entrou em contato com a administração do aeroporto e teve a notícia de que o problema seria resolvido com o aluguel de um gerador. Para o deputado, a desculpa só mostra que a situação é ainda mais grave do que ele julgava.

“Como um aeroporto internacional não possui um sistema de energia sobressalente? O que eu achava ser um problema circunstancial se mostrou algo muito maior, algo estrutural”.

O deputado André Fufuca entrou em contato ainda na manhã do sábado, 18, com o ministro dos Transporte, Maurício Quintella, para expor a situação. Durante a conversa, o próprio ministro se mostrou surpreso e assegurou ao deputado que deve vir a São Luís analisar a situação.

“O ministro já havia atendido uma solicitação da bancada e iria vir até o Maranhão ver o andamento das obras na BR-135. Após nossa conversa, ele me assegurou que irá aproveitar a ocasião para ver o que acontece no aeroporto”, concluiu.

1

Roberto Rocha exige explicações da Infraero ao povo maranhense…

Em manifestação nas redes sociais, senador maranhense responsabiliza a empresa pela pane que resultou no cancelamento de todos os voos na manhã de hoje, no aeroporto Cunha Machado

 

Rocha quer apuração rigorosa das causas da pane no aeroporto

Rocha quer apuração rigorosa das causas da pane no aeroporto

O senador maranhense Roberto Rocha (PSB) criticou duramente a Infraero pela pane elétrica que resultou no cancelamento de todos os voos no aeroporto Cunha Machado, na manhã deste sábado, 18.

– É inaceitável o que aconteceu no aeroporto de São Luís este fim de semana. Acidentes ocorrem, mas o fechamento do aeroporto, por tanto tempo, mostra que não havia o necessário preparo emergencial para enfrentar o problema. Ficamos sabendo que o aeroporto não tinha, ao menos, uma rede elétrica alternativa – lamentou o senador.

De acordo com as informações, a pane elétrica no aeroporto seu por causa da explosão em uma loja. A Cemar informou que a responsabilidade é da própria Infraero.

Após pane, aeroporto passou a madrugada de sábado assim... (imagem: blog do Gilberto Léda)

Após pane, aeroporto passou a madrugada de sábado assim… (imagem: blog do Gilberto Léda)

Rocha quer convocar os diretores da Infraero para dar explicações ao povo maranhense.

– Pedi a minha assessoria que estude uma forma de instruir uma inspeção e auditoria de natureza operacional na Infraero, por intermédio do TCU, com base no art. 71, IV, da Constituição. E convidar o presidente da empresa para dar explicações ao povo maranhense – disse.

O senador atribui o problema do aeroporto de São Luís ao sucateamento da Infraero e do abandono da rede de aeroportos brasileiros por parte do governo.

– Isso é reflexo indireto da situação em que foi posta a Infraero,  após entregar para a rede privada os aeroportos mais rentáveis do país – concluiu.

5

Eliziane quer ampliação do Aeroporto de São Luís…

Eliziane quer melhorias no aeroporto de São Luís

Eliziane quer melhorias no aeroporto de São Luís

A deputada federal Eliziane Gama(Rede-MA) defendeu que são fundamentais melhorias de infraestrutura no Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado para atender bem o turista que visita São Luís-MA.

Ela apresentou emenda ao Projeto de Lei (PLN 06/2015) que trata sobre o cronograma de investimento do Governo Federal para o quadriênio 2016-2019 pedindo recursos para a ampliação da capacidade do aeroporto da capital maranhense.

Gama destacou a necessidade de aumento do número de voos diretos para proporcionar mais conforto para passageiros e assim fomentar o turismo.

– A porta de recebimento do turista é o aeroporto, por isso precisamos de infraestrutura aeroportuária. Se este problema inicial for resolvido, nós teremos mais voos diretos e desta forma vamos melhorar o turismo na cidade – enfatizou.

As emendas individuais da deputada maranhense no PL que trata sobre o Plano Plurianual para o Quadriênio 2016-2019 foram direcionadas para as áreas de educação, tecnologia e infraestrutura.

0

São Luís ganha novos voos diretos para Recife e Teresina…

voo

A partir desta quinta-feira, 5, o Maranhão passou a contar com dois novos voos.

O primeiro ligará a capital São Luís à Recife (PE), durante seis dias da semana, por meio da Azul Linhas Aéreas. A outro trecho iniciado nesta quinta-feira será entre São Luís e Teresina (PI), com duas frequências semanais, pela Gol Linhas Aéreas.

Segundo a secretária de Turismo do Maranhão (Setur), Delma Andrade, os novos trechos são estratégicos, pois farão a ligação direta do Maranhão com importantes portões de entrada de turistas estrangeiros no Nordeste.

– Além disso, aproximará o estado de outros estados da região, pois, atualmente, não há conectividade direta como Bahia e Alagoas – ressaltou.

Os voos iniciados completam a lista de seis novas frequências garantidas para o Maranhão em 2015, a partir das negociações do Governo do Estado para ampliar a malha aérea do estado.

As tratativas garantiram a operação de voos nos três polos prioritários para o desenvolvimento do Maranhão como destino turístico: São Luís, Lençóis Maranhenses e Deltas das Américas, e Chapada das Mesas. Em junho, após 39 anos sem operações, o aeroporto da cidade de Carolina (MA), portão de entrada da Chapada das Mesas, voltou a receber voos regulares.