6

Maranhão pode ter 15 mil casas invadidas por incompetência da Caixa…

Unidades como estas estão sob ameaça de invasão

Cerca de 15 mil unidades habitacionais do programa “Minha Casa, Minha Vida” correm o risco de ser invadidas no período de mudança de governo em várias cidades maranhenses.

As casas estão construídas, mas não são entregues aos proprietários por causa da burocracia e da negligência da Caixa Econômica Federal.

O deputado federal Chiquinho Escórcio denuncia que os agentes da Caixa estão atuando para favorecer algumas empreiteiras, o que tem levado a atrasos na liberação das casas.

– O problema é que, agora, os contemplados em diversas cidades ameaçam invadir as unidades. Tenho certeza que a presidente Dilma Rousseff (PT) não sabe o que está acontecendo com a Caixa Econômica no Maranhão, aparelhada pelo PT – criticou Escórcio.

Escórcio quer Polícia Federal no caso

Segundo ele, há sinais de evidente corrupção nos contratos para construção das unidades habitacionais, que acabam abandonadas e sem fiscalização, sem poder ser entregues.

Chiquinho vai pedir que a Polícia Federal e os órgãos de controles investiguem os contratos.

– Há indícios graves de malversação do dinheiro público nos contratos da Caixa Econômica. O programa “Minha Casa, Minha Vida, que é um sucesso no brasil, aqui no Maranhão é um fracasso total por causa do direcionamento da Caixa Econômica – afirmou o deputado.

O parlamentar pretende mostrar documentos aos órgaos de fiscalização…

9

Bancada maranhense do Congresso define emendas para o PLOA-2013

Amanhã (27), a bancada maranhense no Congresso Nacional reúne-se para definir as prioridades, a quantidade e os valores das emendas que pretende apresentar ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2013. Algumas emendas já foram discutidas no último dia 21 deste mês, porém muitas propostas ainda divergem entre si.

Sarney Filho (PV), anunciou que o encontro para a definição das emendas será fechado, mais precisamente na sala da Comissão de Meio Ambiente, da qual é presidente, causando desagrado a parlamentares como o senador João Alberto (PMDB).

As emendas definidas até agora estão voltadas para a destinação de recursos ao Tribunal Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) e ao programa de expansão da Universidade Federal do Maranhão, que prevê a implantação de novos Campus no estado.

Há ainda possibilidade de implantação de uma emenda coletiva, defendida pelos deputados Ribamar Alves (PSB-MA), Lourival Mendes (PTdoB-MA) e Domingos Dutra (PT-MA) para o fortalecimento dos trabalhos e ações de combate ao câncer do Hospital Aldenora Bello, em São Luís (MA).

10

Os ausentes da votação dos royalties, assim como Holandinha…

Além do prefeito eleito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), que continuará deputado federal até 31 de dezembro,  outros cinco membros da bancada maranhense faltaram à sessão de votação do projeto de redistribuição dos royalties do petróleo.

Abaixo, a lista dos faltosos:

Edivaldo Holanda Júnior: Apesar de estar em Brasília, optou por um encontro com um ministro, levado pelo seu patrono, Flávio Dino (PCdoB);

Domingos Dutra (PT): Operado desde o final de outubro, o parlamentar está de licença médica em sua casa no Maranhão;

Nice Lobão (PSD):  A parlamentar pouco vai à Câmara, com sérios problemas de saúde e sempre justifica suas ausências com atestados médicos;

Ribamar Alves (PSB): O parlamentar foi eleito prefeitod e Santa Inês e, desde então, não  se tem informação de que ele tenha voltado à Câmara;

Cléber Verde (PRB): Estava de licença até semana passada, quando retomou o mandato na Câmara Fderal. Não explicou a ausência;

Zé Vieira (PR): Tirou licença para disputar a Prefeitura de Bacabal, mas foi impugnado.Retornou ao mandato semana passada, mas também não justificou ausência.

26

O exemplo de Chiquinho e a lição a Holandinha…

Escórcio optou por votar, em vez de conversar…

O deputado federal Chiquinho Escórcio (PMDB) estava ontem até às 13h em São Luís.

Participou da posse dos novos secretários do governo Roseana Sarney (PMDB), reuniu-se rapidamente com outros, almoçou mais rapidamente ainda e embarcou no início da tarde para Brasília.

Motivo: fazia questão de votar no projeto de distribuição dos royalties do petróleo. E conseguiu.

Exatamente na hora da votação lá estava Chiquinho Escórcio em plenário, como um dos 12 deputados maranhenses que votaram a favor do projeto.

O ainda deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) estava em Brasília desde segunda-feira.

Mesmo assim, optou por seguir a agenda do PCdoB e se reuniu com o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB), levado pelo presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), em detrimento da votação dos royalties.

Mesmo sendo prefeito de São Luís. Mesmo São Luís correndo o risco de, na votação, ficar sem os mais de R$ 27 milhões a mais no orçamento.

Holandinha preferiu conversar a votar

Na reunião no ministério não houve qualquer garantia concreta de repasses ou de trasnferências – apenas conversas sobre os programas da pasta.

Mesmo assim, Holandinha preferiu conversar com o comunistas a votar nos projetos de interesse da cidade que vai administrar.

Detalhe: Chiquinho Escórcio também tinha audiência marcada no Ministério das Cidades – onde iria tratar sobre liberação de recursos já empenhados para obras do PAC no Maranhão.

Mas entendeu que a votação dos royalties era mais importante naquele momento.

Questão de prioridades, simplesmente.

E as de Holanda Júnior não eram os royalties naquele momento…

8

Esse Gastão!!!

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, volta a desmentir informações que pessoas dizem ter ouvido dele.

Gastão Vieira em reunião de comissão na Câmara. Foto: Renato Araújo / Agência BrasilDesta vez, ele diz que não-disse-o-que-o-deputado-federal-Domingos-Dutra-disse-que-ele-disse-sobre-a-Via-Expressa.

A polêmica está no blog de Gilberto Léda.

O problema para Gastão é que ele é conhecido nos meios políticos por esta prática – a de sempre desdizer o que diz nos bastidores.

É possível que possa desdizer, inclusive, o que Gilberto Léda disse que ele disse sobre Dutra.

Com o ministro do Turismo, só conversa gravada…

7

Ricardo Archer articula com ministro ações na área da pesca no Maranhão…

Archer atua na Câmara Federal

O deputado federal Ricardo Archer (PMDB)  reuniu-se ontem com o ministro da Pesca, senador licenciado Marcelo Crivela, em Brasília.

O parlamentar mostrou ao ministro a expectativa do maranhense com a nova Secretaria da Pesca, criad pela governadora Roseana Srney (PMDB).

Archer ficou impressionado com os programas que o Governo Federal tem para o setor, tanto na pesca maritima quanto na pesca estuarina (aquela feita através da criação em lagos e açudes).

Archer saiu do encontro com a certeza de que o Ministério da Pesca fará grandes investimentos no Maranhão.

7

Os fantasmas de Dutra…

Da revista IstoÉ

O deputado federal Domingos Dutra, do PT do Maranhão, é uma dessas vozes que costumam se erguer para apontar erros de outros políticos.

Mas agora Dutra está do outro lado.

Membro da Comissão de Direitos Humanos, o parlamentar é acusado de contratar funcionários fantasmas, fornecer assessores para o escritório de advocacia de sua mulher, Núbia Dutra Feitosa, de cobrar a devolução de parte dos salários desses funcionários e até doações de campanha.

O caso foi primeiro denunciado à Polícia Civil maranhense pela auxiliar de escritório Regiane Abreu dos Anjos.

Em boletim de ocorrência, datado de 25 de abril do ano passado, a mulher relata que trabalhou para Núbia por três meses e, após ser demitida, tomou conhecimento de que era funcionária da Câmara dos Deputados.

Dutra a manteve na folha de pagamento até aquele mês.

O caso de Regiane Abreu se soma a vários outros, segundo relato de Márcia Rabelo, ex-chefe-de-gabinete de Dutra.

Em entrevista à ISTOÉ, ela confirmou que a mulher do deputado usa assessores parlamentares para atividades particulares. Continue lendo aqui…

3

Suplentes já representam 55% das vagas no Congresso…

Telma Pinheiro, última a assumir na Câmara

Nada menos que dez suplentes  – dois de senador e oito de deputado federal – já assumiram mandato na Câmara desde a posse dos eleitos, em 2011.

A última a garantir temporada de 121 dias em Brasília foi a suplente Telma Pinheiro (PSDB), que ocupará a vaga do companheiro de partido Pinto Itamaraty.

São 55% das vagas ocupadas por quem não foi eleito em 2010.

Dos dez suplentes que já assumiram, apenas Davi Alves Silva Filho, o Davizinho (PR), se efeitvou no mandato. Ele tomou posse definitiva em maio do ano passado, após a morte do eleito Luciano Moreira (PMDB).

Também ocupam vaga na Câmara Federal os suplentes Chiquinho Escórcio (PMDB), Costa Ferreira (PSC), Paulo Marinho Júnior (PMDB), Weverton Rocha (PPS), Ricardo Archer (PMDB) e Simplício Araújo (PPS).

No Senado, os suplentes são Edinho Lobão (PMDB) e Clóvis Fecury (DEM)…

Texto alterado às 14h26 para correção e acréscimo de informações
9

Raimundo Monteiro é a bola da vez para assumir na Câmara

Monteiro pode ter mandato temporário na Câmara

O suplente Raimundo Monteiro (PT) deve ser o próximo a assumir mandato na Câmara Federal, dentro da articulação do governo Roseana Sarney (PMDB) para dar vez aos aliados na bancada maranhense.

Ele é o atual primeiro suplente, após a posse de Ricardo Archer e Paulo Marinho Jr. (ambos do PMDB).

A ascensão de Monteiro à Câmara agradaria também à presidente Dilma Rousseff (PT), que ganharia mais um aliado.

Além disso, o novo deputado petista faria o contraponto ao também petista Domingos Dutra, que não é necessariamente um aliado do Palácio do Planalto.

Ainda não há informações sobre o deputado que se afastaria do mandato para dar vaga a Monteiro.

Mas como este blog nunca errou quando trata do assunto…

11

“Minha licença é sem vencimentos; vou atuar na campanha do PRB”, diz Cléber Verde…

Cléber Verde: dedicado integralmente à campanha

O deputado Cléber Verde (PRB) esclareceu hoje os termos de sua licença da Câmara Federal, semana passada.

– Tirei uma licença para tratar de assuntos particulares. Isso ignifica uma licença sem nenhum tipo de vencimento. Vou atuar diretamente na campanha do meu partido, o PRB, em todo o Maranhão – explicou Verde.

Segundo o deputado, o PRB terá 86 candidatos a prefeito 28 candidatos a vice-prefeito em todo o Maranhão, o que requer dedicação exclusiva da cúpula partidária.

– Vou visitar todo este Maranhão para garantir a eleição dos nossos prefeitos. Temos plena convicção das chances de vitória e não poderia ficar ausente da Câmara sem explicação. Por isso me licenciei – conta.

Na semana passada, Cléber Verde reuniu pré-candidatos do PRB em todo o estado, em um encontro no Hotel Soalre, na Avenida Litorânea, do qual participou o chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva.

Dentre os candidatos, nada meno que 58 interessados em disputar as vagas na Câmara Municipal de São Luís.

– Temos quadros suficientes para garantir uma chapa própria de candidatos a vereador. Vamos apoiar a candidatura de Washington (PT) na majoritária. Mas deveremos sair sozinhos na proporcional – explicou o parlamentar.

Cléber Verde ficará 121 dias afastado da Câmara Federal.

Em seu lugar, assumiu o suplente Ricardo Archer (PMDB)…