4

“A Câmara quer te ouvir”…

Edvaldo Jr se destaca na Câmara

Do blog de Jorge Aragão

Mesmo estando no seu primeiro mandato na Câmara Federal, o deputado Edivaldo Holanda Júnior (PTC), continua se destacando na bancada federal maranhense apresentando propostas interessantes em prol do Maranhão.

O jovem deputado que é o primeiro vice-presidente da Comissão de Legislação Participativa da Câmara Federal, protocolou um requerimento para a inclusão do município de São Luís no roteiro das audiências públicas que serão realizadas pelo Projeto “A Câmara quer te ouvir”.

A comissão de Legislação Participativa em parceria com a ouvidoria parlamentar realizará através do projeto “A câmara quer te ouvir” audiências públicas nas capitais brasileiras para ouvir os cidadãos sobre temas em discussão no Legislativo.

No entendimento do deputado Edivaldo Holanda Júnior o objetivo principal da apresentação deste requerimento é a garantia da participação efetiva da sociedade maranhense.

– Quero ouvir a sociedade, lutar pelos interesses reais preservando a democracia nos estados – concluiu o parlamentar.

3

Escórcio cobra investigação na merenda escolar, “doa em quem doer”

Para Escórcio, denúncia do Fantástico é grave

O deputado federal Chiquinho Escórcio (PMDB) cobrou ontem, em discurso na tribuna da Câmara Federal, uma “investigação rigorosa, firme e urgente” nas prefeituras e fornecedoras de merenda escolar no Brasil.

Segundo o parlamentar, a denúncia feita pelo programa “Fantástico”, da Rede Globo, domingo, “é um crime de lesa pátria, uma vez que atenta contra o noso futuro”.

– Eu fiquei atento para ver se aparecia algum município do Maranhão, quando surge o nome da Prefeitura de São Luís.  É lamentável, mas a investigação deve ser feita, doa em quem doer – declarou Escórcio.

A Prefeitura de São Luís apareceu na reportagemdo Fantástico ao lado de outras, que trabalham com a fornecedora de merenda escolar SP Alimentos, já denunciada por fraudes em várias cidades do país.

A denúncia da merenda escolar deve ser tema de discurso, hoje, também na Assembléia Legislativa do Maranhão.

A deputada Eliziane Gama (PPS) deve falar sobre o assunto.

Leia também matéria do Estadão sobre envolvimento da SP Alimentos em pagamento de propinas – incluindo São Luís

5

Prefeito de Santa Rita usa informações privilegiadas para faturar politicamente com obras da BR-135…

O prefeito de Santa Rita, doutor Hilton (PDT), articula com o deputado federal Carlos Brandão (PSDB) uma manifestação popular de cobrança pela duplicação da BR-135.

Uma ação louvável, não fosse um detalhe: a obra, cobrada pela governadora Roseana Sarney (PMDB) desde 2010, já está assegurada pelo Ministério dos Transportes. (veja Ofício encaminahdo à então ministra Dilma Rousseff (PT)).

Os recursos, da ordem de quase R$ 200 milhões, foram assegurados pelo Denit, em recente reunião com o deputado maranhense Chiquinho Escórcio (PMDB). (Releia aqui)

O Edital de Licitação deve sair até o dia 5 de maio.

Hilton Gonçalo e Carlos Brandão agem com má fé, portanto. Sabem que a obra vai sair e mobilizam a população para cobrar algo já garantido.

E assim, posarão como pais da criança…

13

Waldir Maranhão como o filho pródigo….

Distante do governo Roseana Sarney (PMDB) desde que decidiu fazer aliança

Waldir Maranhão: o filho pródigo

com o prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), em troca de espaço para o PP na prefeitura, o deputado Waldir Maranhão estaria trabalhando sua volta ao grupo da governadora.

 Segundo apurou o blog, o parlamentar estaria forçando uma vaga em uma das diretorias do Detran.

Oficialmente, Waldir Maranhão nunca declarou rompimento com a governadora, mas demonstrou insatisfação com seu espaço no governo.

Ele perdeu a Secretaria de Ciência e Tecnologia e o comando da Univima, o que o levou aos braços castelistas.

Na prefeitura, tem o controle da inexpressiva Secretaria de Tecnologia da Informação – teoricamente equivalente ao que tinha no governo.

Mas está acossado.

Na Justiça Eleitoral não conseguiu comprovar gastos de R$ 600 mil durante a campanha eleitoral de 2010, o que pode levá-lo à perda do mandato ou, no mínimo, à inelegibilidade nas eleições de 2014.

E circula nos ambientes financeiros de São Luís, cópias de um cheque assinado por ele, de alguns milhares de reais, que seria a prova de como o tal dinheiro foi usado.

Por tudo isso, o parlamentar do PP deve estar pensando que melhor será retornar à casa antiga.

Como um filho pródigo…

4

O “não” de Pinto Itamaraty e o “não” na política…

Pinto negou vinda para o governo Castelo

O deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB)  negou ao titular deste blog, em matéria para o jornal “O Estado do Maranhão”, publicada hoje,  que esteja articulando sua vinda para o secretariado do prefeito João Castelo (PSDB).

– Tudo é especulação – afirmou o parlamentar, pela primeira vez tratando do assunto.

Em conversa com outra jornalista de O Estado – Carla Lima – Pinto confirmou que participaria, ontem, de uma reunião política, mas negou que Castelo fosse participar.

A política tem uma lógica própria, ensinam os mais experientes na área. Neste campo, sim quase sempre significa não; e não é sempre sim.

Alguns fatos da própria administração Castelo confirmam a máxima.

Em dezembro, surgiu a história de que o pedetista Clodomir Paz iria assumir um posto no governo João Castelo. Ele negou, o prefeito também negou.

Dias depois, Castelo e Clodomir se encontravam, festivamente, na posse do pedetista na Secretaria de Trânsito e Transporte.

Depois, foi a vez de Othelino Neto e o PPS negarem que estivessem articulando vaga na mesma gestão castelista. Não só Othelino, mas também Miosótis Lúcio – ex-vice de Flávio Dino (PCdoB) – já estão devidamente lotados na prefeitura.

A declaração de Pinto Itamaraty deve ser vista  pelo não dito, portanto…

4

TSE não consegue ouvir Hélio Santos nem no próprio gabinete…

Hélio Santos enfrenta processo de cassação

Um oficial de Justiça do Tribunal Superior Eleitoral esteve ontem no gabinete do deputado federal Hélio Santos (PSDB) para citá-lo no processo que pede a cassação do seu diploma por abuso do poder econômico nas eleições de 2010.

O representante eleitoral passou o dia no local, mas não conseguiu encontrar o deputado que, obviamente, não foi trabalhar.

A ação contra Hélio Santos foi movida inicialmente pelo diretório estadual do PDT maranhense que desistiu do processo pouco tempo depois.

Ocorre que o suplente Weverton Rocha (PDT) decidiu participar do feito como litisconsorte ativo – em tese, ele seria beneficiado com uma eventual cassação do tucano.

Foi a pedido de Rocha que no ministro Arnaldo Versiani determinou a citação de Hélio Santos no próprio gabinete, já que ele nunca fora localizado em seus endereços no município de Açailândia.

A caçada a Hélio Santos deve continuar hoje.

Já o processo da cassação tem 45 dias para ser concluído… 

Com informações do blog de Frederico Luís

5

Deputado maranhense propõe mandatos de cinco anos com eleições para todos os cargos

Brandão quer mudar eleições no país...

O deputado maranhense Carlos Brandão (PSDB) é o autor de uma Proposta de Emenda Constitucional à Câmara Federal que pode alterar o formato das eleições no Brasil.

A idéia é implantar no país o mandato de cinco anos para presidentes, governadores e prefeitos – sem direito à reeleição – com eleições também para senadores, deputados federais, estaduais e vereadores no mesmo ano.

– Só a Justiça Eleitoral gasta cerca de R$ 500 milhões em uma eleição. Como há pleitos de dois em dois anos, significa que o contribuinte gasta R$ 1 bilhão em quatro anos para eleger seus representantes – raciocina o parlamentar.

Para Carlos Brandão, a unificação das eleições diminuiria este custo, de imediato, garantindo recursos para investimentos em áreas mais importantes, como Saúde, Educação e Infra-estrutura.

– Além disso, com as eleições alternadas, o político acaba se voltando apenas para elas a cada dois anos. O resultado é que boa parte não conclui o trabalho que começou por que se dedica a buscar novo mandato – aponta.

A PEC de Carlos Brandão tramita na Câmara e deve entrar no debate da comissão especial da Casa que discute a reforma política.

11

Troca de Itamaraty por Weverton emperra na pasta a ser dada ao tucano…

Apenas um detalhe ainda emperra a troca do deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB) pelo suplente Weverton Rocha (PDT) na Câmara Federal.

Pinto pode vir para a Prefeitura...

Pinto quer uma secretaria de peso na administração Castelo, mas o prefeito mostra resistência em relação aos setores escolhidos.

De acordo com o que apurou o blog, Itamaraty teria pedido a Secretaria de Obras ou a Secretaria de Educação para ceder a vaga a Weverton Rocha.

Ao contrário do que divulgaram alguns blogs, a articulação para a ida de Rocha para a Câmara não começou com a morte de Jackson Lago. Desde o início do mandato o PDT tenta convencer Pinto a assumir cargo na prefeitura.

A questão ganhou corpo agora por que Castelo teve as garantias de Carlos

Weverton: a um passo da Câmara

Lupi de que o PDT selaria aliança com ele para as eleições de 2012.

É interesse de Lupi fortalecer o PDT na Câmara Federal, o que ampliaria o espaço do partido na base do governo Dilma Rousseff.

Além de Weverton Rocha, o também suplente Brizola Neto (RJ) , que assumiu há duas semanas na Câmara, faz parte do projeto pró-Dilma.

20

Um mandato que promete…

Quem não ama o agora deputado federal Chiquinho Escórcio (PMDB), certamente o detesta.  Com ele, não há os indiferentes. Escórcio é proativo, decidido, intenso.

Escórcio está de volta à Câmara

Por isso, este mandato promete, como tudo por onde o peemedebista passou.

Em quatro meses no Senado Federal, no final da década de 90, teve um dos mandatos de senadores mais profícuos da história do Maranhão.

Até hoje, proposições de sua autoria repercutem no país.

Chiquinho também foi deputado federal, no início dos anos 2000. Da mesma forma, movimentou a bancada maranhense como poucas vezes na história.

Os aliados do falecido ex-governador Jackson Lago (PDT) – abutres e chacais incluídos – jamais esquecerão a passagem de Chiquinho Escórcio pela oposição, a partir de 2006.

Foi ele o responsável por recolher as provas contra Jackson, mesmo quando boa parte do seu grupo nem acreditava na prosperidade de uma ação judicial.

Quando abutres e chacais – do alto da ignorância – subestimavam o agora deputado, ele corria o interior, sondava advogados e montava a peça que devolveu o mandato a quem de direito: Roseana Sarney (PMDB).

De volta ao poder, foi o melhor secretário de Representação em Brasília que o Maranhão jamais teve na história –  incansável, irrequieto, ousado e, sobretudo, prestigiado na Esplanada dos Ministérios.

Um dos últimos atos na pasta foi a organização da vitoriosa agenda de Roseana Sarney na recente estada na capital federal – visita a 11 ministérios e empresas estatais e um encontro com Dilma Rousseff (PT).

É com este currículo que Escórcio volta agora à Câmara Federal.

O que dá certeza de um mandato que promete…

1

Morte de José Alencar adia para terça-feira a posse de Chiquinho Escórcio na Câmara

Escórcio vai aguardar até terça pela posse

O luto de três dias decretado no país pelo falecimeno do ex-vice-presidente José Alencar vai transferir a posse do suplente Chiquinho Escórcio (PMDB) na Câmara Federal.

– O país está de luto. E nestes dias de luto não haverá sessão. Então, a posse será na terça-feira – explicou o suplente.

Chiquinho Escórcio vai assumir a vaga do deputado Pedro Fernandes (PTB). O petebista retornará à Secretaria de Cidades.

José Alencar morreu hoje à tarde, em São Paulo, de falência múltipla dos órgãos. Ele lutava contra um câncer de intestino havia 15 anos.