3

Marquinhos defende permanência da abertura de igrejas e templos

Vereador entende que a religião qual for, traz consolo e são fundamentais em situações como a que se vive com a pandemia de coronavírus

 

Em discurso na manhã desta quarta-feira na Câmara Municipal de São Luís, o vereador Marquinhos (DEM) defendeu o reconhecimento das atividades de igrejas, templos religiosos e congêneres como essenciais durante situações como a pandemia de Covid-19.

Marquinhos elogiou as medidas de prevenção e combate a Covid desempenhadas pelo prefeito Eduardo Braide (Podemos), como também pelo governador Flávio Dino (PCdoB), inclusive ressaltando o pronunciamento do chefe do executivo estadual, que acontecia simultaneamente ao seu discurso, explicando as novas medidas para tentar conter o avanço da Covid-19.

Paralelo a isso, Marquinhos observou a necessidade da garantia do funcionamento dos templos mediante cumprimento das exigências sanitárias determinadas pelas autoridades, como medidas de distanciamento e limitação de público.

Membro da Igreja Assembleia de Deus, Marquinhos afirma que com o avanço da pandemia em todo Brasil, alguns estados e municípios tem restringido uma série de atividades, inclusive religiosas. E sua preocupação é poder garantir aos cidadãos de São Luís, o direito constitucional que é a prática de culto religioso, do exercício da fé, ainda mais neste momento de calamidade pública, em que pessoas estão chorando o luto dos que partiram e sofrendo com a dor.

“A religião, seja ela qual for, vai trazer o consolo necessário, o conforto espiritual e o apoio psicológico para esse momento difícil”, exclamou.

Para Marquinhos, as igrejas precisam permanecer funcionando para poder continuar oferecendo apoio físico e emocional para as pessoas neste momento delicado.

“Muitas pessoas encontram na fé, a força para atravessar esse momento conturbado e nós precisamos garantir esse direto ao culto, assegurado pela Constituição, e à manifestação da fé, desde que, obviamente, sejam observadas todas as exigências sanitárias estabelecidas pelas autoridades. Por isso entendo que as igrejas e os templos religiosos em geral são espaços essenciais, sobretudo nesse contexto em que estamos vivendo”, finalizou.

0

Câmara Municipal definirá medidas contra CoVID-19…

Diante das decisões do Governo do Estado, presidente da Casa, vereador Osmar Filho convocou os colegas para uma reunião remota na tarde desta quarta-feria, 3, em que tomará as decisões para restringir o avanço do coronavírus

 

Osmar Filho vai comandar sessão que definirá as regras de funcionamento da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de São Luís se reúne remotamente na tarde desta quarta-feria, 3, para definir as regras de funcionamento na Casa diante do avanço do coronavírus no estado.

As regras seguirão o rumo do Decreto do Governo do Estado, que estabeleceu suspensão dos serviços públicos por 10 dias e funcionamento do comércio entre as 9h e 21h. 

O presidente da Casa, vereador Osmar Filho, convocou a reunião para as 17 horas, com participação de todos os vereadores.

Além de definir as regras de funcionamento da Casa, os parlamentares irão definir também a partir de quando e até quando elas estarão em vigor.

Todos os vereadores deverão participar…

0

Dr. Gutemberg fala de novas medidas na Câmara contra a CoVID-19…

Vice-presidente da Casa diz que fatalmente o parlamento Municipal terá que seguir as regras de restrição que devem ser adotadas em outros setores do serviço público e da iniciativa privada para contra o coronavírus

 

Dr. Gutemberg avalia que a Câmara precisará adotar medidas de restrição contra a CoVUID-19 (imagem: Paulo Caruá)

O vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Dr,. Gutemberg (PSC) alertou n amanhã desta terça-feira, 2, para os riscos de um rebote na pandemia de coronavírus em São Luís.

O parlamentar defende novas medidas de restrição na Câmara para ajudar no controle da CoVID-19.

– Vamos montar um gabinete de crise juntamente com outras instituições. E fatalmente teremos que adotar restrições no funcionamento da Casa – admitiu o vereador.

A partir da semana que vem, a Câmara deve seguir o caminho da Assembleia Legislativa e adotar as sessões remotas, com a presença de apenas os serviços essenciais na Casa.

– As medidas visam controlar o coronavírus e suas variantes, que já estão no maranhão – disse o vereador, que é medico.

0

Osmar Filho destaca aniversário da liberdade de voto feminino no Brasil

Presidente da Câmara Municipal lembra data em que as mulheres passaram a exercer o direito de voto no país, destaca do aumento de vagas femininas no legislativo e reforça a importância de unir esforços para novas conquistas

 

Sensível à causa da mulher, Osmar Filho lembrou a data em que elas obtiveram o direito de votar no Brasil há 89 anos

O presidente da Câmara Municipal destacou nesta quarta-feira, 24, a data em qeu as mulheres passaram a poder exercer o direito de voto no brasil.

– Há exatamente 89 anos as mulheres brasileiras finalmente garantiam o direito ao voto. Uma conquista tardia, porém emblemática, que deu início a uma série de transformações na nossa sociedade – ressaltou o parlamentar.

Osmar Filho lembrou que, hoje, as mulheres não apenas votam, mas também têm o direito de votar. Mas reconheceu que a representatividade feminina na política ainda é baixa.

Antenado com os novos tempos, o presidente do legislativo de São luís ressaltou que, em sua gestão, a Câmara experimentou crescimento no número de mulheres parlamentares.

– Elas representam apenas 15% da nossa atual legislatura. E esse número precisa aumentar – pregou o parlamentar, em suas redes sociais.

Ressaltando que o caminho para as mulheres ainda é longo na sociedade brasileira, Osmar Filho reafirmou seu compromisso de unir esforços para garantir igualdade de oportunidades e respeito.

– Mais do que relembrar este momento histórico, é tempo de encorajar ainda mais conquistas. É preciso respeito em todos os locais que as mulheres desejem ocupar – definiu o presidente da Câmara.

2

Movimento negro realiza ato na Câmara por ações contra a CoV ID-19…

Lideranças querem a volta do auxílio emergencial e vacina para todos pelo SUS

O auxílio emergencial é um benefício aos brasileiros em situação mais vulnerável para garantir uma renda mínima durante a pandemia, frente a crise econômica que se agravou neste período. O governo federal deve encaminhar nos próximos dias ao Congresso uma nova proposta do valor do auxílio, sendo quatro parcelas de R$ 250, pagas entre março de junho de 2021.

A Coalizão Negra por Direitos realizou um ato na segunda-feira, 22, na Câmara de São Luís, com o apoio do Coletivo Nós, para propor a aprovação de Projeto de Lei para estabelecimento do auxílio emergencial na capital maranhense.

“O combate ao Corona Vírus precisa de ações que garantam a sobrevivência da população, em especial das pessoas pretas e de periferia, que estão desassistidas e mais vulneráveis durante este período. Por isso, apoiamos o ato da Coalizão Negra por Direitos, uma articulação nacional que reúne mais de 170 organizações, coletivos e entidades históricas do movimento negro, que pede a volta do Auxílio Emergencial, suspenso desde dezembro de 2020. Também pede o aumento do valor proposto pelo governo federal e que o auxílio se estenda até o fim da pandemia para população empobrecida, além da vacina para todos e todas pelo SUS”, destacou a co-vereadora do Coletivo Nós, Flávia Almeida.

A proposta sugere o valor de R$ 600 por mês, e, em caso de famílias chefiadas por mulheres, com filhos/as, o valor seja de R$ 1.200 e que se estenda por quanto tempo durar a pandemia. “É pela vida de milhões de brasileiros e brasileiras que queremos a manutenção do auxílio emergencial. Apresentamos a proposta de sugestão legislativa para que o projeto de lei seja debatido em plenário e aprovado em caráter de urgência pelos vereadores e vereadoras da Câmara de São Luís”, explicou Maurício Paixão, membro da Coalizão Negra por Direitos.

O Coletivo Nós articulou junto ao movimento negro para entrega de documento com a proposta do Projeto de Lei à presidência da Câmara de Vereadores. “É uma pauta importante. Nós sabemos que a política pública voltada para a comunidade negra sempre será prioridade e não será diferente aqui na Câmara, recebemos um documento de manifestação da Coalizão Negra por Direitos e nós temos esse compromisso de tratar como prioritária esta pauta na Câmara de São Luís”, enfatizou o presidente da Câmara, o vereador Osmar Filho.

O governo federal prevê o pagamento do auxílio para até 40 milhões de brasileiros que sejam contemplados pelo benefício do Bolsa Família e os que estão na fila aguardando para serem incluídos no programa assistencial; Microempreendedores individuais (MEI); Contribuinte individual da Previdência Social e Trabalhador Informal, pertencentes à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).

0

Em postura inédita, Câmara de São Luís abre espaço para blocos parlamentares…

Pela primeira vez na história os vereadores se agrupam em blocos, numa medida que – embora ainda não prevista no regimento – faz parte das mudanças que modernizaram a Casa e fortaleceram o Legislativo como Poder

 

O maior bloco da Casa tem relação mais próxima com o prefeito Eduardo Braide e abriga o líder do governo, Marcial Lima

Uma formação inédita está sendo conhecida na Câmara Municipal de São Luís nesta legislatura.

Pela primeira vez os parlamentares se agrupam em blocos, numa postura nunca vista na história do legislativo.

São três blocos parlamentares, formados a partir da visão e do projeto de cada vereador, fortalecendo a Casa como Poder e reforçando as mudanças que vêm sendo implementadas desde 2019 e que modernizaram a Câmara em vários aspectos.

O “Bloco São Luís Não Pode Parar”, de sustentação ao prefeito Eduardo Braide (Podemos) tem 15 parlamentares: Octávio Soeiro (Podemos), Raimundo Penha (PDT), Karla Sarney (PSD), Osmar Filho (PDT), Marcial Lima (Podemos), Nato Júnior (PDT), Silvana Noely (PTB), Domingos Paz (Podemos), Alvaro Pires (PMN), Thyago Freitas (DC), Chaguinhas (Podemos), Dr. Gutemberg (PSC), Marcos Castro (PMN), Ribeiro Neto (PMN) e Edson Gaguinho (DEM).

Outros seis vereadores integram o “Bloco Todos por São Luís”: Aldir Júnior e Daniel Oliveira, ambos do PL, Chico Carvalho (PSL), Batista Matos (Patriotas), Antônio Garcez (PTC) e Rosana da Saúde (Republicanos).

De postura mais independente, o bloco “Unidos Por São Luís protagonizou semana passada importante ação na Saúde, que resultou em reação da prefeitura

Já o “Bloco Unidos Por São Luís” é formado por Marquinhos (DEM), Beto Castro (Avante), Paulo Victor (PC do B), Andrey Monteiro (Republicanos), Concita Pinto (PCdoB), Marlon Botão Júnior (PSB), Umbelino Júnior (PRTB), Astro de Ogum (PCdoB), Coletivo Nós (PT) e Fátima Araújo (PCdoB).

Embora ainda não previsto no Regimento Interno – que deve receber emenda modificativa – os blocos têm apoio  do comando da Casa e deve fortalecê-la como Poder.

Os blocos têm tido atuação intensa nestas primeiras semanas de trabalho na Casa…

0

Álvaro Pires propõe Auxílio Emergencial em São Luís

Requerimento do vereador aprovado na Câmara Municipal prevê benefício de R$ 800 divididos em quatro parcelas de R$ 200 para famílias em condição de extrema pobreza na capital maranhense

 

A Câmara Municipal aprovou esta semana proposta do vereador Álvaro Pires, que prevê a criação de Auxílio Emergencial  em São Luís.

Trata-se de Requerimento, que será encaminhado para apreciação do prefeito Eduardo Braide (Podemos).

Pela proposta de Pires, cria-se um auxílio de R$ 800,00, que seriam divididos em quatro parcelas de R$ 200,00, beneficiando famílias em condição de extrema pobreza.

Como critério, seriam classificadas as famílias já atendidas pela Secretaria Municipal de Criança e Assistência Social (Semcas).

o prefeito Eduardo Braide não tem prazo para se manifestar em relação ao Requerimento…

0

Requerimento de Marlon Botão garante melhorias no Maracanã

O vereador Marlon Botão (PSB), que com 20 anos é o mais jovem parlamentar na Câmara de São Luís, garantiu melhorias ao bairro do Maracanã por meio de requerimento aprovado em sessão na terça-feira (9).

O requerimento apresentado pelo vereador levará recapeamento asfáltico para a Avenida Principal do Maracanã, Estrada da Vitória e também para a rua Menino Jesus-Alegria – resolvendo nessas localidades o problema histórico da falta de infraestrutura.

“Estamos colocando em prática o compromisso que firmamos com a população de São Luís, da nossa Zona Rural, durante a campanha: que é o de trabalhar pelo certo, pelo bem estar dos ludovicenses”, disse o vereador Marlon Botão. “Fico muito satisfeito que esta Casa Legislativa tenha entendido a relevância deste meu requerimento e o tenha aprovado. Sabemos como a população do Maracanã ansiava por essas melhorias”.

A ação dá continuidade às articulações que o vereador tem feito desde o início do seu mandato para melhorar as condições de diversos bairros de São Luís. “Nós já tínhamos conseguido trazer um grande serviço de limpeza para essas localidades, resolvendo o problema de alagamentos, garantindo condições mais dignas de tráfego para os moradores. E essa será a postura do nosso mandato: lutar sempre por melhorias para a nossa população”, pontuou.

O requerimento do vereador Marlon Botão será encaminhado ao prefeito Eduardo Braide e ao secretário de Obras e Serviços Públicos, David Col Debella, que definirão quando as obras de recapeamento asfáltico serão iniciadas.
‘Vamos trabalhar pelo povo’.

O vereador Marlon Botão também afirmou que outros requerimentos e Projetos de Lei estão sendo elaborados para atender e beneficiar toda a população de São Luís.

“Aproveito a oportunidade para pedir à população que acompanhe o meu trabalho aqui na Câmara, pelas redes sociais, e fique por dentro de todas as nossas ações pelo desenvolvimento sustentável da nossa cidade e da nossa gente”, disse o vereador. Nas próximas semanas vamos apresentar outros requerimentos e projetos de lei que beneficiarão outras localidades”, finalizou Marlon Botão.

12

Vereadores fazem vistoria surpresa em hospitais de SLZ

Membros do bloco “Unidos por São Luís” queriam encontrar nas unidades de saúde a realidade vivida pelos pacientes; foram detectadas superlotação e falta de equipamentos fundamentais para o atendimento

 

Vereadores vistoriaram cada uma das instalações dos dois hospitais de São Luís

Nove vereadores de São Luís vistoriaram na manhã da terça-feira, 9, duas unidades de saúde da capital: o Hospital da Criança e o Socorrão II. Os parlamentares fazem parte do bloco Unidos por São Luís que é composto por 11 vereadores.

A vistoria não teve agendamento. Segundo explicou o vereador Marquinhos Silva (DEM), a intenção foi encontrar a realidade vivida por pacientes. “Não informamos nada para que a realidade não fosse modificada”, disse.

Na vistoria do hospital da Criança foi constatado que a unidade de saúde está superlotada, não há ar condicionado funcionando e os banheiros estão com problemas como, por exemplo, falta d’água, torneiras quebradas, portas com defeitos. Além disso, o hospital permanece em obra há mais de dois anos.

Observado por Beto Castro Castro, Marquinhos e Marlon Botão, Paulo Victor conversa com profissionais do Socorrão II

No Socorrão II, os vereadores constataram que a situação é ainda mais delicada. Por lá, o tomógrafo não funciona há um mês e o aparelho de ressonância magnética parado há dois anos e falta de macas.

Um relatório detalhado com as demandas e cada unidade de saúde será elaborado para que seja encaminhado ao prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) para que sejam sanados os problemas encontrados na vistoria.

“O fato é que a situação no Hospital da Criança e no Socorrão II é desumana. Demanda grande demais, deficiência no atendimento por vários fatores desde físicos a falta de material. Vamos fazer um relatório minucioso mostrando cada problema encontrado e solicitar ao prefeito Braide providências urgentes”, afirmou Marquinhos Silva.

Marlon Botão conversa com paciente do Hospital da Criança, que está acompanhado da mãe

Dos 11 vereadores do Bloco Unidos por São Luís, nove foram a vistoria. Os que participaram a visita às unidades de saúde foram Marquinhos Silva, Beto Castro (Avante), Paulo Victor (PCdoB), Marlon Botão (PSB), Umbelino Júnior (PRTB), Andrey Monteiro (Republicanos), Johnatan do Coletivo Nós (PT), Antônio Garcez (PTC).

Somente Astro de Ogum (PCdoB), Concita Pinto (PCdoB) e Fátima Araújo (PCdoB), que também são do bloco Unidos por São Luís, não puderam comparecer à vistoria.

0

João Batista Matos quer São Luís uma cidade empreendedora

Eleito vereador de São Luís pelo Patriota, João Batista Matos trabalha agora para que sua principal proposta de campanha vire uma realidade, transformar São Luís em uma cidade empreendedora.

Ainda em campanha, o então candidato esteve no Sebrae com os técnicos Cristiane Correa e José Noeleto, conhecendo o projeto Cidade Empreendedora.

“Nossa cidade tem vocação para o empreendedorismo, sobretudo nas áreas do turismo e da cultura e a Câmara é o lugar certo para estimular a população, juntamente com o prefeito Eduardo Braide, que recentemente criou a agência de desenvolvimento economico em conssonancia com os vereadores, explicou.
João Batista entende que o empreendedorismo deve ser estimulado em todos os setores da cidade.

“Devemos começar pela escola, bairro, associações, igrejas e etc. O empreendedorismo é a porta para a prosperidade da nossa gente”.
AFRO EMPREENDEDORISMO Antes de chegar a Câmara e em parceria com o GDAM, João Batista foi autor e coordenador da Feira Afro Ludovicense, que estimulou o empreendedorismo entre artistas e artesãos de cor preta.

“Esse e um projeto que vamos retomar e de maneira mais ampla”, concluiu.