5

Edivaldo deixará histórico legado turístico-cultural ao sucessor…

Intervenções que a Prefeitura de São Luís vem realizando na área do Centro Histórico dará à capital maranhense complexo em nível de primeiro mundo; e a responsabilidade de quem o substituir aumentará no setor

 

Perspectiva digital de como ficarão a área do antigo abrigo; revitalização envolverá todo o complexo João Lisboa

Independentemente do que se diga em relação ao conjunto da gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), não se pode ignorar o avanço que ele obteve no apecto urbanístico de São Luís.

Em parceria com o Iphan, Edivaldo, aos poucos, vai dando novo aspecto urbanístico ao Centro Histórico de São Luís.

A revitalização de complexos como a Praça Deodoro, Rua Grande, Praça da Bíblia, Parque do Bom Menino e, agora, a recuperação do complexo João Lisboa – formado ainda pelo largo do Carmo e Rua de Nazaré – põe São Luís no mesmo patamar de cidades como Berlim, Barcelona e Bogotá, que recuperaram seus centros históricos e viram aumentar o fluxo de turismo.

Ao lado de Maurício Itapary e Kátia Bogéa, do Iphan, Edivaldo assinou a Ordem e Serviço para mais uma etapa do projeto

Sem falar que Edivaldo está atuando também nos bairros, recuperando praças em comunidades e garantindo áreas de lazer e vem estar em toda a cidade.

É um legado e tanto para o seu sucessor.

A final do seu mandato, Edivaldo entregará uma cidade urbanisticamente arrumada, com um sistema de transporte encaminhado e um conjunto arquitetônico de valor mundial.

Outro aspecto em perspectiva da região do argo do Carmo, que também será revitalizado nesta etapa

É fundamental, portanto, que o próximo prefeito tenha a compreensão deste legado e saiba que, muito mais do que recuperar, o mais importante é manter o projeto em pé.

Só assim, São Luís avançará no tempo e na história, com aspecto igual ao de qualquer cidade histórica mundo a fora.

E Edivaldo terá cumprido a missão neste aspecto…

1

Beira-Mar consolida-se como maior criação do atual carnaval de SLZ

Circuito destinado à passagem de artistas e blocos pela orla chegou ao seu terceiro ano como a mais importante novidade da festa nos últimos 20 anos; e transforma-se também em nova área turística da capital maranhense

 

Vista aérea do Circuito Beira-Mar, uma bela imagem que envolve arquitetura histórica e orla marítima em proporções ideais

Sucesso de público e de crítica, o Circuito Beira-Mar – maior criação do carnaval de São Luís desde a revitalização do circuito São Pantaleão, no final da década de 90 – transformou-se num novo ponto turístico da capital maranhense.

Criado em 2018, o circuito vem aperfeiçoando-se ao longo dos anos, tanto em termos de organização quanto de estrutura, e atrai milhares de foliões e turistas para a orla marítima, misturando um visual deslumbrante ao calor característico das festas de carnaval.

O blog Marco Aurélio D’Eça tem elogiado o circuito desde a sua criação, como a melhor opção para o carnaval popular em São Luís. (Relembre aqui e aqui)

O cantor Tony Garrido saúda o público da arquibancada na passagem do trio elétrico que levava a banda Cidade Negra, no domingo, 23

O formato – em que artistas e blocos desfilam em trios elétricos na orla marítima no sentido Jambeiro/Centro Histórico – deu ao folião a opção de acompanhá-los de qualquer lugar do circuito, desde a Praça Gonçalves Dias até a Rampa Campos Melo.

No intervalo da passagem do trio, um palco montado ao lado do prédio da Reffsa mantém a animação ininterrupta durante toda a festa.

Somado aos demais circuitos, o carnaval do Maranhão acaba envolvendo tanto a orla quanto o Centro Histórico de São Luís.

Uma excelente opção também para vender a capital turisticamente…

0

Domingo com pré-Carnaval no Casarão Colonial

Espaço que virou ponto de encontro no Centro Histórico de São Luís receberá, a partir das 15h, Os Parças, Sambaceuma, CDC, Fabrícia & Gargamel e o DJ Adriano Sound

 

O endereço mais jovial de São Luís já deu o seu grito de pré-Carnaval e neste domingo, a partir das 15h, tem mais ziriguidum no Casarão Colonial (Rua Afonso Pena), no Centro Histórico de São Luís. O espaço receberá Os Parças, Sambaceuma, CDC, Fabrícia & Gargamel e o DJ Adriano Sound.

“É uma combinação na medida certa para que tenhamos um agradável pré-Carnaval em São Luís. O nosso Casarão Colonial está de portas abertas a todos aqueles que buscam se divertir com descontração, segurança e altas doses de musicalidade”, diz o proprietário, Ricardo Fernandes.

O grupo de samba e pagode Os Parças é um dos convidados para a tarde/noite. Comandado pelo empresário Samuel Vieira, a proposta é reviver sucessos desses dois gêneros musicais e fortalecer os repertórios da atualidade. Entre outras coisas, eles tocam pagodes da década de 1990 e homenageiam artistas como Ferrugem, Dilsinho, Belo, Thiaguinho e Rodriguinho, entre outros.

Amplitude – Assim como Os Parças, os rapazes do Sambaceuma complementam o repertório com dançantes sambas da atualidade e de outras décadas. Já o CDC, grupo conduzido por Cassiano Sobrinho, Dinho Dias e Carlindo Filho, tem como foco a exaltação à boa música. Composto por três artistas com características distintas, o grupo mostra amplitude de repertório e passeia desde os clássicos do samba até as adaptações de músicas do universo da MPM, MPB, pop, rock e axé, sempre com arranjos autorais.

O CDC conta ainda com o auxílio dos músicos Roberto Chinês (cavaco e violão), Jessé Fonseca (teclados), Jabito (contrabaixo), Arthur Pereira (percussão) e Handenson Moura (percussão). “Nós buscamos fugir do óbvio e apresentamos uma mistura de ritmos, com uma base musical alicerçada na qualidade, a fim de tornar cada show especial”, afirma Dinho Dias.

A vibe da festa ficará completa com o alto astral dos cantores Fabrícia & Gargamel, que mandam bem em diferentes repertórios, incluindo músicas que fizeram sucesso em anos anteriores e as pérolas dos carnavais fora de época. Além deles, tem o DJ Adriano Sound, tocando nos intervalos entre as apresentações das bandas.

1

Nova Fonte das Pedras reforça espaço para o Turismo no Centro de São Luís

Obra do programa “São Luís em Obras”, em parceria com o Iphan, garante ao logradouro espaço garantido para turistas e apreciadores da história da capital maranhense

 

A entrega da Fonte das Pedras´marcou mais uma etapa do programa “São Luís em obras”, projeto que tem levado ao Centro da capital maranhense o maior pacote de obras e serviços realizados no Centro Histórico nos últimos 30 anos.

– A entrega da Fonte das Pedras integra o amplo conjunto de obras que temos executado em São Luís por meio da parceria entre a Prefeitura e o IPHAN. Este será mais um espaço de convivência, lazer, de promoção da nossa cultura e de fortalecimento da história da nossa cidade. Dando continuidade a este trabalho estamos finalizando a licitação da recuperação da Fonte do Bispo, obra que irá contemplar toda a região do Anel Viário, dando nova vida a esta parte do Centro de São Luís, entre outras obras já previstas para toda a região – informou o gestor municipal.

A restauração da Fonte das Pedras compreendeu serviços de recuperação total do piso, do deck de madeira e da calçada externa; limpeza das galerias e dos tanques que recebem a água da fonte; recuperação das luminárias coloniais e pintura geral das paredes e dos gradeados. As carrancas da fonte passaram por serviços de limpeza geral.

Para deixar o espaço ainda mais aprazível à apreciação pública, foi desenvolvido um novo projeto paisagístico na área.

A fonte remonta aos primeiros anos da ocupação de São Luís.

0

Imagem do dia: Centro Histórico “fechado” pra balanço…

Blitz de órgãos públicos começaram desde ontem a fechar casas de festas e bares que não dispunham das licenças necessárias, em mais uma ação para impedir confusões envolvendo vândalos na área turística de São Luís

 

A imagem acima foi registrada na noite desta quinta-feira, 5

Uma força-tarefa do Ministério Público, da Blitz Urbana, Polícia Militar, Corpo e Bombeiros e Delegacia de Costumes começou a fechar bares e casas de festas sem licença na região do Centro Histórico.

A ação visa coibir a presença de vândalos e pessoas violentas na região considerada de forte apelo turístico.

A operação terá continuidade nesta véspera de feriado da sexta-feira, 6…

0

Festas sem licença serão lacradas no Centro Histórico…

Sob orientação do Ministério Público, força-tarefa da Blitz Urbana, Semurh, Bombeiros, Polícia Militar e Delegacia de Costumes irão fiscalizar bares e eventos, para evitar novos episódios como o do último domingo

 

BARES E CASAS DE FESTA DO CENTRO HISTÓRICO TERÃO QUE GARANTIR AS LICENÇAS DOS ÓRGÃOS PÚBLICOS PARA FUNCIONAR na noite de São Luís

Em mais uma ação contra o vandalismo e a violência no Centro Histórico, uma força-tarefa vai impedir o funcionamento de bares sem licença e a realização de evento sem autorização do poder público.

A ação será feita a partir deste fim de semana pela Blitz Urbana, que terá o apoio do Ministério Público, da Polícia Militar, Delegacia de Costumes e Corpo de Bombeiros.

Serão fiscalizados todos o bares em funcionamento no Centro Histórico, onde jovens transformaram a Rua da Estrela em uma praça de guerra, no último domingo, 1º.

O objetivo é garantir a segurança na área e a frequência de turistas e cidadãos com suas famílias, o que vinha crescendo com as ações de revitalização do Centro Histórico.

Point de turistas, artistas e jovens universitários, a região central da capital maranhense atrai também vândalos e desordeiros de toda sorte.

E a blitz nos bares é uma forma de levar os empreendedores a também melhorar a segurança de suas instalações…