0

Ivaldo Rodrigues desmente Fake News e garante programação da Feirinha São Luís

Evento que resgatou a movimentação no Centro Histórico – e funciona das 8h às 15h – nada teve a ver com briga entre jovens na noite de domingo, prontamente rechaçada pela cavalaria da Polícia Militar

 

A BRIGA ENTRE JOVENS FOI PONTUAL E PRONTAMENTE RECHAÇADA PELA POLÍCIA; não pode ser levada em consideração para denegrir a imagem do Centro Histórico

Uma distorção de fatos generalizada se espalhou pelas redes sociais desde a noite de domingo, quando alguns perfis começaram a divulgar vídeos de uma confusão entre jovens, no Centro histórico de São Luís.

Até uma fake news foi criada – usando layout da página do G1 – para informar, de forma mentirosa, que a feirinha São Luís teria sua programação cancelada.

– Isso não procede. Mesmo porque a Feirinha funciona entre 8h e 15h, religiosamente; e nada teve a ver com a briga, que ocorreu por volta das 20h, na Rua da Estrela – explicou o secretário de Abastecimento, Ivaldo Rodrigues.

A briga entre os jovens foi prontamente controlada pela cavalaria da Polícia Militar, que atua na região do Centro Histórico; mesmo assim, o episódio gerou reações do Poder Público.

EDIVALDO REUNIU AUXILIARES PARA REDEFINIR NOVAS AÇÕES QUE GARANTA O IR E VIR de turistas e populares na região do Centro Histórico

Não há dúvida de que o Centro Histórico de São Luís vem sendo revitalizado por ações tanto do Governo do Estado quanto da Prefeitura e até ações de órgãos federais. Os investimentos públicos atraíram também investimentos privados, com abertura de novos restaurantes, novas bares e no0vas casas de espetáculos na região.

O resultado é uma movimentação cada vez maior de turistas e locais, o que acaba gerando tumultos pontuais.

A reação do próprio prefeito Edivaldo Júnior (PDT) foi imediata, garantindo a programação e ações para coibir vandalismo e violência.

– A programação da Prefeitura de São Luís são voltadas para as famílias, com atrações para todos os públicos e idades. Estou reunindo com os órgãos municipais e determinando que sejam adotadas providências para que cenas como essas não se repitam – disse Edivaldo Júnior, após reunião para redefinir ações na área.

BOATO ESPALHADO NAS REDES SOCIAIS FOI PRONTAMENTE DESMENTIDO POR IVALDO RODRIGUES, que garantiu a continuidade da Feirinha São Luís

– Minha perspectiva é que os entes públicos se juntem, tanto para manter este investimento na revitalização quanto para garantir a segurança e a comodidade de quem frequenta o Centro Histórico – filosofa Ivaldo Rodrigues.

Para ele, não se pode retrair um projeto que está dando certo por causa de episódios deste tipo, que podem ser perfeitamente controlados por ações efetivas.

– E como a Feirinha funciona em outro espaço do Centro Histórico (Na Praça Benedito Leite), vai continuar sua programação normalmente nas manhãs de domingo – concluiu.

0

“Apenas o processamento de mandioca” da Magnífica não ocorre no Maranhão, diz Ambev…

Em Nota encaminhada ao blog Marco Aurélio D’Eça, cervejaria informa que seu produto local “foi pensado e desenvolvido levando em conta o gosto do consumidor maranhense, com uma receita única para o Maranhão, onde é vendida de forma exclusiva”

 

MAGNIFICA E SUAS IRMÃS DE MANDIOCA DA AMBEV; insumo maranhense vai e volta de Pernambuco, num processo oneroso para produção da cerveja barata

Em nota encaminhada ao blog Marco Aurélio D’Eça, a cervejaria Ambev tenta contestar o post “A farsa da ‘cerveja maranhense’ da Ambev…”

No documento, a empresa garante que a Magnífica utiliza em seu processo de produção “mandioca produzida apenas em solo maranhense, plantada no interior do estado, via agricultura familiar, gerando trabalho e renda localmente”.

– A fabricação da cerveja também ocorre no Maranhão, na cervejaria Equatorial, que fica na região de São Luís – diz a nota.

A Ambev, no entanto, reconhece que o processamento industrial da mandioca “é realizado em outro local”, “pelo fato de ainda não haver uma fecularia no estado”.

Neste caso específico, a Ambev maranhense acaba por revelar um processo distinto da cultura dos próprios controladores da empresa – o grupo 3G Capital – que trabalha exatamente em processos radicais de cortes de custos.

Imagine os gastos com Extração de mandioca no Maranhão, transporte para a fecularia em Pernambuco e depois o transporte de volta para o Maranhão?!?

O que diria o lendário Jorge Paulo Lemman, conhecido pelo corte radical de custos de produção de suas empresas?!?

O blog Marco Aurélio D’Eça fez este questionamento à assessoria da cervejaria, mas não recebeu resposta até o fechamento deste post.

De qualquer forma, abaixo, a nota da Ambev sobre a Magnifica:

A Cervejaria Ambev esclarece que as receitas de suas cervejas regionais são diferentes. Inclusive, cada uma delas foi premiada de forma diferente nos testes cegos da maior premiação de cerveja do mundo, o World Beer Awards.

A Magnífica, especificamente, foi pensada e desenvolvida levando em conta o gosto do consumidor maranhense, com uma receita única para o Maranhão, onde é vendida de forma exclusiva.

m seu processo de produção, a Magnífica utiliza mandioca produzida apenas em solo maranhense, plantada no interior do estado, via agricultura familiar, gerando trabalho e renda localmente. A fabricação da cerveja também ocorre no Maranhão, na cervejaria Equatorial, que fica na região de São Luís.

Apenas o processamento industrial da mandioca, pelo fato de ainda não haver uma fecularia no estado, é realizado em outro local, como dito no lançamento.

24

A farsa da “cerveja maranhense” da Ambev…

Além de ser produzida em outro estado, produto supostamente local – anunciado assim por ter mandioca na composição – trata-se apenas da reprodução da mesma fórmula já usada em Pernambuco e Ceará

 

CERVEJA DE MANDIOCA DA AMBEV: mesmo produto, produzido em Pernambuco, é rotulado com nomes diferentes, dependendo do “estado de origem”

A Cervejaria Ambev lançou com estardalhaço, há alguns meses, a cerveja Magnífica, supostamente produzida genuinamente no Maranhão.

Era uma tentativa de fazer frente às cervejas mais populares e baratas, para alcançar consumidores distantes dos sabores puro malte, que vêm ganhando força em todo o país. (Entenda aqui e aqui)

Mas é enganosa a propaganda da Ambev para a Magnífica.

Além de ser produzida em Pernambuco – e não no Maranhão, como faz pensar a propaganda – a Magnífica é, na verdade, apenas a reprodução de uma fórmula igual, já produzida no próprio estado de Pernambuco e no Ceará.

Nos dois estados a cerveja de mandioca é vendida com os nomes de “Nossa” e “Legítima”, respectivamente.

Mas trata-se da mesma cerveja, vendida no Maranhão com o rótulo “Magnífica”

O que a Ambev usa do Maranhão é apenas a mandioca, comprada de produtores locais e levada para pernambuco, onde se junta à produção de vários outros estados para produzir a mesma cerveja, que usa um nome em cada estado.

E é esta a história da suposta cerveja “genuinamente maranhense”…

0

A homenagem da Câmara Municipal a Thaynara OG…

Iniciativa do vereador Gutemberg Araújo atraiu autoridades e personalidades para a sessão solene da Câmara Municipal que reconheceu trabalhado da infuenciadora digital maranhense

 

THAYNARA OG, ENTRE OSMAR FILHO E GUTEMBERG ARAÚJO: divulgação do Maranhão e ações filantrópicas internacionais

A Câmara Municipal de São Luís realizou, nesta quinta-feira (29), ato solene para homenagear a advogada e criadora de conteúdo digital, Thaynara Oliveira Gomes, mais conhecida por Thaynara OG.

O reconhecimento foi proposto pelo vereador Dr. Gutemberg (PRTB).

– O ‘São João da Thay’, que já está em sua terceira edição, é um expoente da cultura maranhense. E, além disso, a Thay realiza vários trabalhos sociais como representante do Unicef. Sabemos o quanto a Thay promove a cultura maranhense para o mundo. E com isso ajuda na geração de renda para nosso Estado, pois as pessoas querem conhecer o São João do Maranhão e a cidade de São Luís que tanto ela divulga nas mídias sociais – afirmou o parlamentar.

Em discurso de agradecimento, Thaynara OG citou números de seus empreendimentos culturais, que repercutem não apenas no Maranhão, mas em todo o mundo.

– Neste ano, conseguimos empregar 300 pessoas no São João da Thay. Mobilizamos mídia espontânea para a cidade. E o dinheiro arrecadado com o evento foi para reforçar o selo do Unicef no Maranhão, que atua em 180 municípios maranhenses. Essa homenagem é uma motivação para dar seguimento ao nosso trabalho. Vou soltar meu ‘Kiu’ para esse momento tão especial. Muito obrigada! – comentou.

4

A homenagem a Alcione e o oportunismo de Flávio Dino…

Cantora maranhense recebeu medalha na Assembleia Legislativa – o que já deveria ter ocorrido há anos – e governador que a ignorou por anos fez questão de tietá-la, agora que ela repercute como crítica de Bolsonaro

 

FLÁVIO DINO COMO TIETE DE ALCIONE, QUE ELE IGNOROU POR ANOS, EM HOMENAGEM NA ASSEMBLEIA, proposta por Weldell Lages

Ficou evidente o oportunismo político do governador Flávio Dino (PCdoB) na homenagem que a cantora Alcione Nazaré recebeu nesta quinta-feira, 29, na Assembleia Legislativa.

O comunista hostilizou a cantora maranhense por longos anos, pelo simples fato de ela ser amiga da ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Mas hoje, lá estava Dino, tietando como um verdadeiro fã.

Desde o início do governo, os comunistas ignoraram o talento de Alcione – talvez a maior artista maranhense de todos o tempos e uma das maiores vozes do mundo – deixando-a de fora das programações oficiais.

Curiosamente, a presença de Flávio Dino na homenagem a Alcione se dá semanas depois de a cantora partir para cima do presidente Bolsonaro em rede nacional, exigindo respeito ao Maranhão.

ALCIONE NA MESA DIRETORA DA CASA, LADEADA PELO PRESIDENTE OTHELINO NETO e por vários parlamentares e admiradores

A mudança de postura de Flávio Dino foi tamanha que Alcione já foi até chamada para a programação de aniversário de São Luís, organizada pela prefeitura.

É bonito que o comandante do estado reconheça o talento de seus artistas e demonstre respeito pela história de maranhenses ilustres.

Mas que foi oportunismo, ah!, isso ele não pode negar…

0

Filme maranhense Bullying será relançado em edição remasterizada

Curta-metragem de autoria do titular do blog Marco Aurélio D’Eça será reapresentado em sessão especial na Associação Maranhense dos Editores Independentes, no Shopping São Luís

 

CARTAZ DE BULLYING…, QUE SERÁ REAPRESENTADO na Associação Maranhense de Escritores Independentes

Assinado pelo jornalista Marco Aurélio D’Eça, titular deste blog, o filme “Bullying – Aconteceu Comigo”, lançado em 2018, terá reapresentação neste sábado, em sessão especial na Associação Maranhense de Escritores Independentes (AMEI), no Shopping São Luís.

A película ganhou remasterização com nova edição da Clock Work Filmes, que atua em parceria com a produtora Oficina de Interpretação SLZ.

Lançado em 2018, Bullyng… narra o drama de adolescentes vítimas de preconceito por ser diferente. Ambientado em uma escola de São Luís, com elenco maranhense, o filme participou em 2018 das mostras Guarnicê de Cine Vídeo e Maranhão na Tela.

O filme tem direção de Jorginho Silpen, da Agência Carioca Desir, e direção de elenco de elenco de Luciano Baldan, responsável, dentre outros, pela série Carcereiros, da Globo, e pelo filme Carandiru.

– A nova edição traz novos elementos de fotografia, estabelece uma paleta de cores característica da narrativa do filme e se adequa às novas tecnologias de produção, como a 4K – explica a produtora executiva Lêda Lima, que co-roteiriza o filme.

“Bullying – Aconteceu Comigo” é o segundo curta-metragem de Marco Aurélio D’Eça, que estreou nas telas em 2017, com “Glamour – Glória e Tragédia”, filme que disputou festivais nacionais e internacionais, sendo apresentado também na mostra Guarnicê e no Maranhão na Tela.

UMA DAS PRINCIPAIS CENAS DO FILME BULLYNG, GRAVADA NO CEMITÉRIO DO GAVIÃO, EM SÃO LUÍS, é o ápice da trama que ocorre em uma escola tradicional

A sessão especial na AMEI marca o novo momento da Oficina SLZ, que tem hoje no portfólio, além de Bullyng e Glamour, também os musicais High School Musical, de 2018, e A Fantástica Fábrica de Chocolate, em fase de montagem, além da websérie Eurekas. (Saiba Mais aqui, aqui e aqui)

– A Oficina tem hoje uma das maiores estruturas próprias para produção de audio-visual no Maranhão, com treinamentos, montagens, oficinas e cursos na área de TV, Cinema, Teatro, Musical, Dança, instrumentalização e propaganda – explicou Lêda Lima, diretora-geral da produtora.

A sessão de “Bullyng – Aconteceu Comigo” começa as 19h deste sábado, 31…

1

Recuperação do Centro é maior investimento nas últimas três décadas

Parceria da Prefeitura de São Luís com o Iphan garantiu volumosos recursos para recuperação de praças, ruas e alamedas; Rua Grande está sendo entregue totalmente recuperada

 

As imagens que ilustram este post dão a medida de como está, hoje, a Rua Grande, principal via do comércio popular e um dos pontos históricos de São Luís.

A parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) garantiram beleza, praticidade e qualidade urbanística à Rua Grande, nos mesmos moldes do que já vinha sendo feito em vários outros pontos do Centro Histórico.

É o mais volumoso aporte de recursos no centro de São Luís nos últimos 30 anos.

Já foram reformadas as praças da Alegria, do Pescador, Deodoro e Panteon, além das alamedas Gomes Castro e Silva Maia.

E além das Rua Grande, cuja a entrega está prevista para ainda para agosto, o projeto inclui o Museu da Gastronomia, imóveis colo9niais que servirão de habitação de interesse social.

E uma nova parceria, agora entre Prefeitura, Iphan e Vale, garantirá a reforma da Praça João Lisboa, do Largo do Carmo e a  Rua de Nazaré, além da construção da Praça das Mercês.

A gestão de Edivaldo Júnior (PDT) soma à revitalização do Centro Histórico as ações de limpeza, iluminação, cultura e lazer nos espaços públicos, o que tem atraído população e turistas.

Movimentando o Centro e gerando emprego e renda…

0

Boi de Sonhos: Uma festa pra ficar na história da cultura maranhense

O próximo ano promete marcar as homenagens em comemoração às bodas de prata pela passagem dos 25 anos do Bumba meu Boi de Sonhos, um dos principais grupos de sotaque de orquestra do Maranhão. Para isso, uma mega festa será realizada no dia 19 de outubro, na Casa das Dunas.

O ato promete selar a maturidade e jovialidade de um grupo cultural em constante transformação no estado.

A programação completa será disponível nas redes sociais da brincadeira: @boidesonhosoficial.

Presidente de honra

Cileninha é uma das mulheres de destaque que comandam o grupo que majoritariamente é envolto por homens que gerenciam os grupos culturais na cidade. Foi de um encanto de criança que nasceu no berço do bairro do São Cristóvão, um grupo de sotaque de orquestra, em 1º de maio de 1995, na Rua da Pedreira, nº 90, pela então menina alcunhada por “Cileninha”, mas que na verdade tem o nome de origem, Leocilene Silva dos Santos.

A garota que tinha como maior sonho brincar num bumba-meu-boi de orquestra bem animado, formado com jovens e adolescentes, que tivesse indumentárias bonitas, coreografias diferentes e adequadas às músicas, que agradasse ao público e botasse todo mundo para dançar com toadas animadas e poesia fácil do povo aprender, conseguiu consolidá-lo.

Tudo começou quando passou a reunir na porta de casa, as crianças entre 08 e 12 anos, e outras ruas de localidades vizinhas, formando um grupo com 10 vaqueiros, 10 vaqueiras e 08 índias, todos mirins e que começaram a ensaiar, passando a confeccionar suas próprias fantasias a partir de retalhos de tecidos e chapéus velhos, tendo apoio de seus pais que o ajudaram.

Foi então que o Boi de Sonho se tornou realidade e hoje é um dos grupos mais esperados nas noites do São João do Maranhão com diversas apresentações durante os meses juninos.

Para ela, um dos desafios em exercer o papel feminino em uma brincadeira é a abertura para negociações das apresentações itinerantes, e a confiança na credibilidade de um Boi dirigido por uma mulher.

Por Davi Max

1

Oficina SLZ firma parceria com a maior agência de atores do país…

Produtora maranhense de cinema, TV e Teatro terá treinamento e participará de testes da carioca Désir, que já encaminhou ao estrelato nomes como Isabelle Drummond, Alice Wegmann e Marina Ruy Barbosa

 

AGÊNCIA DÉSIR É A MAIOR PRODUTORA DE ATORES DO PAÍS; e agora vai estar no Maranhão, em parceria com a Oficina SLZ

Responsável por sucessos do cinema maranhense – como os filmes Glamour-Glória e TragédiaBullying-aconteceu comigo – e de produções teatrais como os musicais High School Musical e a Fantástica Fábrica de Chocolate, a Oficina de Interpretação SLZ acaba de fechar parceria de peso no cenário artístico nacional.

A agência maranhense será o canal no estado da agência Désir, do Rio de Janeiro, a maior agência de atores do país. (Conheça aqui sua história e as produções das quais já participou)

A Désir treina atores de todas as idades, descobre talentos e encaminha a produções nacionais.

Já incluiu atores e atrizes em novelas globais como “O Tempo não para”, “Espelho da Vida” e “O Outro lado do Paraíso”; em filmes como “Os Farofeiros”, “O Candidato Honesto2”, e em séries como “As aventuras de Polyanna”, do SBT, e “Malhação: vida brasileira”, da Rede Globo.

ALICE WEGMANN E HUMBERTO CARRÃO são alguns dos talentos descobertos pela Agência Désir, e que hoje são estrela do show business nacional

Passaram pela agência as estrelas Isabelle Drummond, Marina Ruy Barbosa, Alice Wegamnn e os atores Humberto Carrão e Vitor Oliveira.

A primeira experiência da parceria Oficina SLZ/ Désir se dará em outubro, com o Workshop de TV e Cinema, que terá a presença do diretor artístico da agência, Jorge Silpen, além do produtor de elenco Bruno Mangetti e da diretora e produtora Tatá Pacheco.

– Esta parceria com a maior agência de atores do país abre caminhos para os talentos maranhenses nas grandes produções nacionais. Sem dúvida, eleva o patamar do audiovisual maranhense – diz a diretora-geral da OF-SLZ, Lêda Lima.

VERSÃO TEATRAL DO MUSICAL DA DISNEY HIGH SCHOOL MUSICAL, apresentado em São Paulo, é uma das grandes produções da Oficina SLZ

Criada em 2016, a Oficina de Interpretação SLZ revolucionou o mercado de artes com produções teatrais e cinematográficas nos níveis dos grandes centros.

Os filmes Glamour… e Bullying… (que será relançado ainda este ano em formato 4K) participaram de festivais em vários países; o musical High School Musical é a primeira montagem do espetáculo da Disney no Brasil, e teve pré-estreia em 2018, em São Paulo.

Umas das protagonistas de Glamour…, Isabela Gomes, por exemplo, chegou a fazer testes para a live-action da Turma da Mônica, que está em cartaz no Brasil.

JOVENS ESTUDANTES EM VISITA À SEDE DA PRODUTORA POSAM EM MOSAICO com as grandes produções da Oficina SLZ

Para 2018, a produtora maranhense – que mantém em São Luís uma escola de preparação para TV, Teatro, Cinema, Circo e dança – já está em fase de ensaios para o musical “A Fantástica Fábrica de Chocolate” e em pós-produção da websérie “Eurekas”.

Mas é a parceria com a Désir o grande trunfo da agência para 2019.

Agora instalada em um amplo espaço no Barramar, a Oficina de Interpretação SLZ está com turmas abertas para todas as suas disciplinas.

E os contatos para o Workshop de TV e Cinema podem ser feitas pelo celular 98 99173 0943.

0

Ivaldo e Cafeteira firmam parceira para entretenimento na Zona Rural

Semapa e Sedel deverão realizar torneio esportivo nas comunidades, envolvendo agricultores e produtores; ideia é buscar parceria também em outras áreas

 

IVALDO E CAFETEIRA DARÃO INÍCIO AO PROJETO DE LEVAR ESPORTE, LAZER, CULTURA e entretenimento à zona rural

Em reunião na manhã de quinta-feira, o secretário municipal de Abastecimento, Ivaldo Rodrigues (PDT), e o secretário de Estado do Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira (DEM), iniciaram tratativas para parceria na zona rural.

Ivaldo quer levar entretenimento ao produtores rurais de São Luís, e viu na parceria com a Sedel formas de incentivar este lazer.

– Nós iremos realizar um grande torneio nas comunidades rurais de São Luís, que será viabilizado pela junção de esforços entre a Sedel e a Semapa, beneficiando os nossos produtores e agregando os nossos polos agrícolas, levando entretenimento para a Zona Rural – comemorou Ivaldo.

A Semapa pretende buscar parcerias com outras pastas, levando, além de lazer, muito entretenimento e cultura.

O projeto deve beneficiar cerca de 80 mil moradores da Zona Rural.